SD - Aclamada Sessions

No último sábado (14/04) foi ao ar a participação da banda Social Disparity (Metal/Hardcore – ES) na primeira live session organizada pela Aclamada Melancolia Underground em parceria com o RC Studio.

No vídeo Jobel Rangel (vocal), Bob Nielsen (guitarra), Mathäus Forti (baixo) e Eduardo Reis (bateria), apresentaram as faixas “Descarrego” e “Milhões de Vozes” do álbum “Legado”, além de “Vítima”, “Contra Todos” que farão parte de seu futuro EP, a ser lançado ainda este ano.

A entrevista foi conduzida pro Marden Vitor abordando esta nova fase da banda, além de outros temas pertinentes.

O link completo da participação do grupo capixaba pode ser conferida no link abaixo:

– – –

Social Disparity é:

Jobel Rangel – vocal
Bob Nielsen – guitarra
Mathäus Forti – baixo
Eduardo Reis – bateria

– – –

Facebook: https://www.facebook.com/SocialDisparity
E-mail: bandasocialdisparity@hotmail.com
Spotify: https://goo.gl/pkFYB7
Instagram: @socialdisparity
Youtube: https://www.youtube.com/user/dudueduardoreis

– – –

Fonte: Lex Metalis Assessoria e Agenciamento

dst

Com 10 anos de estrada o Devastação Sob Terror traça seu caminho pelo underground fazendo o que mais sabe: Grindcore. Com a proposta de expor as chagas de uma sociedade doente e frágil em um mundo extremamente perverso e violento.

Formada em 2008 na cidade de São José dos Campos/SP por Claiton Cardoso, Daniel Sanchez, Gerson Silva e Moisés Silva, com influências que variam do Death Metal ao Punk a banda está próxima de lançar seu novo álbum intitulado ‘O pior sempre está por vir … ‘ .

A divulgação do novo trabalho começou com o lançamento do videoclipe da faixa ‘Legado de Tortura e Escravidão’. O clipe foi gravado pela equipe do AS estúdio em São José dos Campos e a edição de imagens foi feita por Daniel Sanchez, baterista da banda.

A Faixa ‘Legado de Tortura e Escravidão’ faz parte do primeiro álbum oficial da banda cuja previsão de lançamento é para o primeiro semestre desde ano. O álbum foi gravado no House estúdio em Taubaté, interior de São Paulo entre 2016 e 2017 e contará com 11 faixas.

Link do vídeo: 

 

Alirio-Netto---Back-To-Light.jpg

O ator e cantor Alírio Netto acaba de divulgar o videoclipe de “Back to the Light”, novo single solo do atual vocalista da banda Queen Extravaganza. A música foi gravada nos estúdios do EM&T e produzida por Fernando Quesada, Brunno Henrique e Alírio Netto. O videoclipe foi dirigido por Thiago Kiss, um dos grandes diretores da nova geração, e retrata o atual momento vivido por Alírio Netto em sua carreira como profissional.

Os músicos que gravaram “Back To Light” são Fernando Quesada (baixo), Brunno Henrique (guitarras), Junior Carelli (teclados) e Henrique Pucci (bateria). “Com muito orgulho divulgo a capa de meu novo single Back To Light. Esta música é muito especial porque foi gravada junto com os meus amigos da Noturnall e será apresentada nos próximos dias para todos que acompanham meu trabalho. Ela tem muito do meu DNA e gostaria muito de saber do feedback de todos os meus amigos e fãs”, disse Alírio Netto.

Assista o videoclipe de “Back to the Light”: 

O produtor e baixista Fernando Quesada fala sobre o novo videoclipe de ALírio Netto:

“Quem me conhece sabe que trabalhar com Alírio Netto sempre foi um desejo meu. É um músico que sempre admirei muito em todos estes anos como artista e profissional. Alírio é uma daquelas pessoas que eu tenho orgulho em falar que é meu amigo e que eu tenho muita felicidade em estar perto. Alírio é uma pessoa que tem grandes objetivos na vida e somente assim para realmente fazer história, o que ele já está fazendo. É um prazer estar com ele nesta produção de uma música que eu gostei tanto de tocar e gravar. Será muito legal também tocar essa música na gravação do DVD de 25 anos de carreira deste grande artista e cantor”

O diretor Thiago Kiss também comentou sobre o videoclipe:

“Já fazia algum tempo que eu e Alirio queríamos fazer um clipe juntos. Ele me mandou uma pré-produção da música e logo vi que poderíamos fazer algo simples e direto. Usei cenas num túnel como se ele fosse uma espécie de um mentor resgatando a personagem que não se reconhecia no tempo/espaço que se encontrava. Planos com câmera debaixo pra cima nele e o inverso nela conectam os dois ao longo da música.”

Alíro Netto está em turnê com a Noturnall e James Labrie por todo o Brasil no mês de Abril. O artista se apresenta em Campo Grande, São Paulo e Florianópolis. Todos os detalhes estão nas redes sociais dos artistas. O vocalista irá gravar um DVD que entrará para a história em uma parceria inédita e especial com a banda Noturnall. O show já está sold out e acontece no dia 24 de Abril (terça-feira), às 21h, em São Paulo, no Teatro Porto Seguro. Além de sua esposa Livia Dabarian, o show conta com convidados da banda Angra, Rafael Bittencourt, Felipe Andreoli e Marcelo Barbosa. Alírio cantará sucessos de sua carreira solo, com as bandas Khallice e Age of Artemis e dos musicais Jesus Christ Superstar e We Will Rock You. O show também conta com a participação especial do vocalista canadense James Labrie, da banda Dream Theater.

No segundo semestre de 2018, Alírio Netto realizará uma extensa turnê com o Queen Extravaganza, banda tributo oficial do Queen e idealizada por Brian May e Roger Taylor, ambos músicos do Queen, onde esse último inclusive recentemente se referiu a Alírio como “Um dos grandes performers da indústria musical mundial na atualidade”.

Ficha técnica de “Back to the Light”: 
Música: Alirio Netto e Giu Daga
Letra: Alírio Netto

Músicos:
Voz: Alirio Netto
Guitarras: Bruno Henrique
Baixo: Fernando Quesada
Teclados: Juninho Carelli
Bateria: Henrique Pucci
Produzido por Fernando Quesada
Dirigido e editado por Thiago Kiss
Assistência: Bob
Atriz: Millena Melo
Capa do Single idealizada por Danillo Facchini

Links relacionados:
http://www.alirionetto.com/
https://www.facebook.com/nettoalirio/

 

Fonte: TRM Press

Anima Mea

Anima Mea é um dos maiores destaques do Palco Mp3, méritos de um álbum sólido e muito bem estruturado.

A arte de compor é algo que muitas vezes é técnico e precisa de estudos, mas muitos nascem com o dom de fazer músicas que tocam as pessoas e no disco “Pecado Austral” o que não falta é sentimentos em meio a melodias.

Ainda em divulgação do seu primeiro disco, Sidney e Daniel começam a planejar seu próximo disco, este ainda sem nome e data prevista de lançamento. Porém, as doze faixas que estarão presentes já foram escolhidas e estão em fase de gravação, sendo uma por mês e o lançamento será baseado neste prazo.

As influências enraizadas serão as mesmas, prometendo ainda maior diversidade no disco, a dupla busca estourar nas mídias suas músicas e o primeiro passo foi dado, as diversas aparições no topo do site Palco Mp3 rendeu a banda uma boa visibilidade e almejando ir ainda mais além com o novo disco, cada música é minuciosamente gravada.

Enquanto o novo disco não sai, o “Pecado Austral” está disponível nas principais redes de streaming e também no YouTube, podendo ser acessado e ouvido pelos links a seguir:

Spotify: https://open.spotify.com/artist/5Cu2zpWPt83iBOsNBdgvOI?si=OWY2yNyKR0W_YWhPqM703w
Palco Mp3: https://www.palcomp3.com/animamea/
ITunes: https://itunes.apple.com/us/album/pecado-austral/1330875968
Soundcloud: https://soundcloud.com/animamea-music/sets/pecado-austral
Deezer: https://www.deezer.com/br/album/54283742

Fonte: MK Assessoria

Undead-Manz
Que a proposta do The Undead Manz é diferente e fascinante, não é novidade. Mas uma das maiores qualidades da banda, é sempre estarem trazendo novos materiais.

O mais novo videoclipe dos catarinenses, é da música “The Death” que além das imagens realizadas na localidade dos Morros dos Conventos (distrito da cidade de Araranguá/SC) e imagens gravadas nas cidades de Criciúma e Siderópolis também em Santa Catarina, sendo essa última citada com registro das imagens mais sombrias pertencentes do clipe.

O cinegrafista que participou como ator de alguns trechos, Rhamon Soratto também é músico da cena local catarinense, tendo participado de bandas como The MotorCocks e Norium, o que demonstra que a banda trouxe pessoas de dentro do cenário para trabalharem juntos nesse mais novo material.

A marca em menos de um dia de postagem, passou das trezentas visualizações e a expectativa é de que esse numero cresça cada vez mais. Com raízes no Metal Industrial, The Undead Manz tem diversas influências, tendo como principais, Rammstein e Ghost, assim como outras que vem de fora do Metal Industrial e tudo só agrega numa sonoridade sólida e diferente.

Sem mais delongas, assista a “The Death”:

Fonte: MK Assessoria

Carniça: Conheça o Novo Baixista Vinicius Durli

Publicado: 18/04/2018 por Pedro Mello em News, Uncategorized
Tags:,

26992019_1832773816793569_1298657721601013795_n

Seguindo sua caminhada árdua e perseverante no underground nacional, a CARNIÇA anuncia a saída do baixista Marcelo Zabka, o mesmo estará se mudando do Rio Grande do Sul, e cumpriu parte da agenda de shows conforme proposto. A CARNIÇA deseja o melhor a Zabka e a amizade segue firme e forte!

Porém a máquina não pode parar, e os gaúchos anunciam seu substituto o competentíssimo Vinicius Durli, natural de Bento Gonçalves e mais conhecido pelos seus trabalhos na banda Supersonic Brewer.

Os ensaios com o novo componente já iniciaram e a estreia de Vinicius será em breve em um grande Festival catarinense que divulgaremos em seguida!

Aproveite e confira o Single “Terrorzone” do álbum “Carniça”:

 Links Relacionados:

https://www.facebook.com/CarnicaMetal/?fref=ts

www.youtube.com/carnicareborn

www.reverbnation.com/carniça

www.twitter.com/carnicaband

https://soundcloud.com/carnicaband

https://open.spotify.com/album/1KTRz0nAy8u1C4DENPXZ2n

 

Fonte:  Heavy And Hell Press // www.heavyandhellpress.com.br

The Gard_Low

Faixa faz parte de “Madhouse”, álbum de estreia do grupo que será lançado no dia 26 de Abril e reúne outras sete composições autorais

Formada em 2010 por Allan Oliveira (guitarra), Beck Norder (vocal) e Lucas Mandelo (bateria), a The Gard desde o princípio teve como objetivo a música autoral, embora tenham ganhado bastante relevância na região metropolitana de Campinas, de onde é originária, com seu show “Tributo ao Led Zeppelin”. Em meio ao setlist das músicas do Led, a The Gard sempre apresentou suas composições próprias. Com o tempo o interesse do público pelas canções autorais foi crescendo e o espaço para elas, no setlist, aumentando.

“Madhouse”, disco de estreia da The Gard, foi então uma consequência natural. Em oito faixas, o power trio paulista transcende suas referências musicais ao oferecer ao público uma experiência musical onde o rock clássico e o contemporâneo convergem, como numa coalização sonora que disponibiliza-se para o futuro, para o desconhecido.

Produzido pelos próprios músicos em parceria com André Diniz do Estúdio 260 de Indaiatuba/SP, “Madhouse” reúne as faixas “Play Of Gods”, “Music Box”, “The Gard Song”, “Back To Rock”, “Kaiser Of The Sea”, “Madhouse” e “Panem at Circenses”. E como não poderia deixar de ser, além das sete composições autorais, “Madhouse” também vai trazer um novo arranjo para “Immigrant Song” do Led Zeppelin, a banda que, para o The Gard, sempre representou a terra de neve e gelo de onde eles vêm com seu barco rumo às novas terras desconhecidas.

“Immigrant Song” foi inclusive escolhida para ser o primeiro single de “Madhouse” e ganhou um videoclipe. O vídeo foi dirigido e filmado por Adryano Fortien no GraphStudio em Campinas/SP.
Para assistir, acesse: https://youtu.be/IsBXIzo38kY

“A releitura de Immigrant Song pela The Gard vem com uma cara moderna, atual”, explica o vocalista Beck Norder. “O novo arranjo tem peso e não cai nos clichês do metal. Valorizamos alguns elementos da música original, e das versões ao vivo tocadas pelo Led, e colocamos a identidade da The Gard na música: a batida é outra, acrescentamos um violão tocado ao estilo fingerstyle, gravamos um baixo com whammy e distorção, deixamos a harmonia mais densa e étnica/tribal e o próprio riff sofreu alterações”.

Ainda de acordo com Norder, mesmo sendo uma releitura, “Immigrant Song” se adapta perfeitamente ao conceito e estética sonora de “Madhouse”.
“Acredito que esse arranjo é uma boa síntese da proposta sonora da banda, onde o clássico e o contemporâneo convergem. Escolhemos gravar a Immigrant Song porque nos identificamos muito com ela, com o clima, o tema. Sempre prazeroso tocar ela nos shows, e os fãs adoram! Achamos que tínhamos uma maneira diferente de tocá-la, e resolvemos gravá-la.”

“Madhouse” vai ser lançado nas plataformas digitais e também em formato físico em Cd no dia 26 de Abril.

Mais Informações:

www.thegardband.com
www.facebook.com/thegardband
www.youtube.com/thegardband
www.soundcloud.com/thegardband
www.instagram.com/thegard_band

 

Fonte: Som do Darma