Posts com Tag ‘Sepultura’

O frontman da Gangrena Gasosa, Angelo Arede, será o resposável pela discotecagem no show das bandas Sepultura e Dorsal Atlântica, que acontece no Circo Voador, Rio de Janeiro, em 12 de fevereiro (sábado). Arede cuidará do som antes dos shows, nos intervalos e no fim do evento, colocando clássicos antigos e atuais do Thrash e Death Metal, estilos que conversam com as atrações da noite.

O Sepultura retorna ao palco após mais de dois anos, e fará o primeiro show da turnê referente ao aclamado álbum Quadra. Por sua vez, a lendária banda carioca Dorsal Atlântica, que retomou as atividades em 2012 e lançou quatro álbuns desde então, porém sem realizar shows. Esta será a primeira vez da banda no palco após mais de duas décadas, em um momento histórico para o metal nacional.

A apresentação acontece no Circo Voador, um dos espaços mais importantes da música no Brasil, que recebeu em sua história os nomes mais importantes nacionais e internacionais, e cujo palco foi testemunha de diversos momentos importantes, nos quais se incluem este show com Sepultura e Dorsal Atlântica.

Os ingressos estão a venda pela plataforma Eventim, e custam a partir de 130 reais no terceiro lote.

Foto: Diego Padilha

Serviço
Sepultura – Quadra Tour Brasil
Data: 12 de fevereiro de 2022 (sábado)
Local: Circo Voador

Endereço: Rua dos Arcos, s/n – Jardim Iracema – Rio de Janeiro/RJ
Horário: 20h (portões), 21h (Dorsal Atlântica), 23h (Sepultura)
Classificação etária: 18 anos

Ingressos Promocionais (mediante doação de um quilo de alimento não perecível na entrada da casa no dia do evento):
R$100,00 – Lote 1 
R$120,00 – Lote 2
R$130,00 – Lote 3

Vendas on-line: http://eventim.com.br/event/sepultura-dorsal-atlantica-circo-voador-14523727

Acesso Music

O Sepultura se prepara para fazer o retorno aos palcos depois de mais de dois anos longe do público. Esse momento se torna ainda mais especial por se tratar do show de lançamento do álbum Quadra, que a banda foi impedida de fazer turnê por conta da pandemia do novo coronavírus. A apresentação está marcada para o dia 12 de fevereiro, no Circo Voador, no Rio de Janeiro. Os ingressos já estão à venda no site da Eventim (acesse aqui). O special guest da noite é a banda carioca Dorsal Atlântica, que acaba de lançar o álbum Pandemia (2021).

O Sepultura havia acabado de lançar Quadra, seu 15º álbum de estúdio, quando a crise sanitária forçou público e músicos a ficarem distantes. “Estamos ansiosos para retornar e encontrar com os fãs”, comenta Andreas Kisser, que compõe a banda junto de Paulo Xisto Jr. (baixo), Derrick Green (vocal) e Eloy Casagrande (bateria).

Para esse novo momento, além de faixas do Quadra, como “Ali”, “Guardians of Earth” e “Fear; Pain; Chaos; Suffering”, o Sepultura reserva surpresas para quem estiver na plateia. “Vamos tocar também músicas mais antigas que fazem parte da nossa carreira”, comenta Andreas Kisser. Na ocasião, o quarteto se encontra com a Dorsal Atlântica, uma das primeiras bandas de heavy metal nacional, que será responsável pela abertura da noite. O grupo carioca leva ao palco o lançamento de seu mais recente disco, Pandemia.

Serviço:

Sepultura – Quadra Tour Brasil @ Circo Voador

Data: 12 de fevereiro de 2022 (sábado)

Abertura da casa: 20h

Show Dorsal Atlântica: 21h

Show Sepultura: 23h

Local: Circo Voador (Rua dos Arcos, s/n – Jardim Iracema, Rio de Janeiro – RJ)

Vendas on-line:

http://eventim.com.br/event/sepultura-dorsal-atlantica-circo-voador-14523727/

Ingressos Promocionais (mediante doação de um quilo de alimento não perecível na entrada da casa no dia do evento):

R$100,00 – Lote 1 

R$120,00 – Lote 2

R$130,00 – Lote 3

Classificação 18 anos

Realização OnStage Agência

Ana Paula Romeiro

O Sepultura se prepara para fazer o retorno aos palcos depois de mais de dois anos longe do público. Esse momento se torna ainda mais especial por se tratar do show de lançamento do álbum Quadra, que a banda foi impedida de fazer turnê por conta da pandemia do novo coronavírus. A apresentação está marcada para o dia 12 de fevereiro, no Circo Voador, no Rio de Janeiro. Os ingressos já estão à venda no site da Eventim (acesse aqui). O special guest da noite é a banda carioca Dorsal Atlântica, que acaba de lançar o álbum Pandemia (2021).

O Sepultura havia acabado de lançar Quadra, seu 15º álbum de estúdio, quando a crise sanitária forçou público e músicos a ficarem distantes. “Estamos ansiosos para retornar e encontrar com os fãs”, comenta Andreas Kisser, que compõe a banda junto de Paulo Xisto Jr. (baixo), Derrick Green (vocal) e Eloy Casagrande (bateria).

Para esse novo momento, além de faixas do Quadra, como “Ali”, “Guardians of Earth” e “Fear; Pain; Chaos; Suffering”, o Sepultura reserva surpresas para quem estiver na plateia. “Vamos tocar também músicas mais antigas que fazem parte da nossa carreira”, comenta Andreas Kisser. Na ocasião, o quarteto se encontra com a Dorsal Atlântica, uma das primeiras bandas de heavy metal nacional, que será responsável pela abertura da noite. O grupo carioca leva ao palco o lançamento de seu mais recente disco, Pandemia.

Serviço:

Sepultura – Quadra Tour Brasil @ Circo Voador

Data: 12 de fevereiro de 2022 (sábado)

Abertura da casa: 20h

Show Dorsal Atlântica: 21h

Show Sepultura: 23h

Local: Circo Voador (Rua dos Arcos, s/n – Jardim Iracema, Rio de Janeiro – RJ)

Vendas on-line:

http://eventim.com.br/event/sepultura-dorsal-atlantica-circo-voador-14523727/

Ingressos Promocionais (mediante doação de um quilo de alimento não perecível na entrada da casa no dia do evento):

R$100,00 – Lote 1 

R$120,00 – Lote 2

R$130,00 – Lote 3

Classificação 18 anos

Realização OnStage Agência

Ana Paula Romeiro

Durante o período da quarentena causada pela pandemia da Covid-19, o Sepultura deu início ao evento semanal chamado SepulQuarta, onde artistas convidados, além de serem entrevistados, faziam colaborações musicais com a banda. Uma das colaborações mais icônicas se deu com as participações de Mayara Puertas (Torture Squad), Fernanda Lira (ex-Nervosa, Cryta),  e Angelica Burns (Hatefulmurder), que executaram em conjunto a música “Hatred Aside”, originalmente do álbum “Against”, de 1998.

Como já é de conhecimento geral, todo esse material está sendo lançado em CD, e Mayara Puertas deu um depoimento muito especial a respeito de sua participação no mais novo trabalho do Sepultura:

“Unir 3 frontwomans brasileiras nessa versão foi genial, cada vocalista com seu estilo próprio de interpretação, Fernanda e Angélica são grandes amigas minhas então foi muito prazeroso dividir os vocais com elas. Sugeri alguns arranjos de vozes diferentes da versão original, adicionando vocais limpos e fiquei muito feliz que o Andreas e o Derick  foram receptivos com essas idéias. Fazer parte de um pedacinho da história do Sepultura é uma honra, e só tenho a agradecer a banda pelo convite e por acreditarem na nova geração do metal nacional”

Você pode conferir a participação de Mayara Puertas no link abaixo:

Acompanhe as novidades do Torture Squad por suas redes sociais

Torture Squad:

May “Undead” Puertas – vocal

Rene Simionato – guitarra

Castor – baixo

Amilcar Christófaro – bateria

Mais informações:

Site Oficial: www.torturesquad.net.br

Facebook: www.facebook.com/torturesquad

Instagram: https://www.instagram.com/torture_squad/

YouTube: www.youtube.com/torturesquadband

Spotify: https://open.spotify.com/artist/6E3iq1WfZbw2YEeTKVZYJR?si=oQ-74pdnTmmThENy8pB4TQ

Roadie Metal

A editora Estética Torta anuncia o relançamento do livro “Sepultura: Os Primórdios (1984-1998)”. Escrito por Silvio “Bibika” Gomes, primeiro empresário do Sepultura, juntamente com o jornalista André Barcinski, este livro estava fora de catálogo há quase duas décadas e agora ganha uma reedição de luxo pela editora em capa dura, acabamento premium e conteúdos extras, com novas imagens exclusivas. 

O livro chega ao mercado em 15 de novembro de 2021, mas pode ser adquirido em pré-venda no site da editora com 30% de desconto. 

Sepultura: Os Primórdios (1984-1998): https://esteticatorta.lojavirtualnuvem.com.br/produtos/livro-sepultura-os-primordios-1984-1998/.

Durante 18 meses, os dois escritores entrevistaram mais de 60 pessoas e reuniram cerca de cem fotos, a maioria nunca publicada. Dividido em vários capítulos, “Sepultura: Os Primórdios (1984-1998)” desmente alguns mitos criados pelos próprios integrantes da banda, por exemplo, a história de que o vocalista Max Cavalera teria partido para Nova York, em 1988, com vários álbuns do grupo para conseguir um contrato com alguma gravadora. Na verdade, Max já havia negociado um acordo com a Roadrunner e só estava indo aos EUA para acertar detalhes.

O Sepultura poderia atingir o sucesso que teve tendo um guitarrista que ligava seu instrumento a um captador acionado por um interruptor de luz, um baterista que pendurava um prato em um cabo de vassoura e um músico que havia entrado na banda apenas por ter um baixo novinho em folha, mesmo não sabendo tocar uma nota sequer? A resposta é simples: a banda brasileira com mais prestígio no exterior, com shows realizados em mais de 50 países e milhões de discos vendidos.

Links relacionados:
Site Oficial: https://esteticatorta.lojavirtualnuvem.com.br/
Instagram: http://instagram.com/esteticatorta
Facebook: https://www.facebook.com/esteticatorta

TRM Press

Dia do Baixista (divulgacao)

Neste dia 23 de junho é comemorado o Dia do Baixista. Responsável pelo groove e pela ligação entre os instrumentos, o baixo é um dos instrumentos mais importantes do rock and roll! Por isso, nada mais justo que ter um dia só para apreciarmos quem lida tão bem com este importante, porém injustiçado, instrumento! 

Na formação de uma banda de rock encontramos idolatria do vocalista ao guitarrista, até mesmo o baterista, consegue o seu holofote. O baixista, no entanto, não ganha tanta atenção quanto os outros instrumentistas, mas tente ouvir uma música do Iron Maiden, por exemplo, sem o poderoso baixo de Steve Harris. Ou pense no Queen sem o groove de John Deacon? Para acabar com essa injustiça com os baixistas, criamos uma lista de importantes baixistas no metal brasileiro para você conhecer, e apreciar!

Felipe Andreoli (Angra)

Conhecido por seu trabalho nas bandas Angra, Karma e Almah, Felipe Andreoli utiliza a técnica dos três dedos para extrair o som do seu baixo. Ele costuma tocar com os baixos da marca Ibanez SR e BTB, com cordas D’Addario e amplificadores Epifani. Em 2007, a revista de metal japonesa Burn! listou ele como um dos melhores sete baixistas do mundo.

Thiago Zig (Lyria)

Baixista do Lyria, banda de metal sinfônico carioca, Thiago Zig começou a tocar na adolescência, e queria mesmo era tocar uma bateria. Mas por insistência dos amigos, foi para o contrabaixo. No início, Zig utilizava um baixo Yamaha de 4 cordas, e depois pulou para um Ibanez de 5 cordas. Em seguida, na necessidade de um baixo maior, ele escolheu um Ibanez de 6 cordas. Atualmente,  ele usa um Music Man Sting Ray 5, um cabeçote Gallien Krueger, e uma caixa Hartke 4/10.

Andria Busic (Dr. Sin)

Baixista e vocalista da Dr. Sin, Andria Busic é autodidata e se interessou pelo baixo ainda pequeno, quando ouvia seu pai, trompetista de jazz apresentar-se. Na década de 80 formou a banda Prisma, que logo foi trocada para Platina, mas também foi nomeada como Slogan e Cherokee. Passou rapidamente pelo Ultraje a Rigor, Taffo e acompanhou Supla. Em 1991 a Dr. Sin foi formada e existe até hoje! Seu primeiro baixo foi um Gibson G3, 4 cordas, que ganhou do seu pai. Já foi patrocinado pela Yamaha, época em que usava os modelos Bb 714 Bs, Bb 2024 X Japan, Trb 1005 J  e também o Bbne 2 com 5 cordas Nathan East Signature.

Fernanda Lira (ex-Nervosa, Crypta)

Influenciada pelo já mencionado Steve Harris, a Fernanda Lira toca o baixo desde os 13 anos de idade. Também autodidata, ela é filha de músico e antes de se dedicar ao baixo, formou-se jornalista. Tocou nas bandas Hellgard, HellArise e Detonator e as Musas do Metal. É patrocinada pela holandesa Aristides Instruments desde 2012.

Luis Mariutti (Shaman, Angra)

Ficou conhecido no mundo durante os anos de Angra (1991 – 1999), e de lá pra cá já tocou no Shaman, About2Crash, Dirty Dogz, Sinistra e Motorguts. Luiz Mariutti foi considerado um dos 10 melhores baixistas do mundo, pela revista japonesa Burn!, e por 12 anos consecutivos ganhou como melhor baixista, pela Roadie Crew. Já utilizou baixos da Warwick, como o Vampyre NT Custom Shop 5 e Thumb Bolt-On 4. Também utilizou, em diversas fases da carreira os baixos Music Man Stingray 5, Ibanez Roadstar II Deluxe Rb760, Fender Precision Bass, Music Maker Bass 5 e o Earnie Ball Music Stingray 5 HH Stealth Black.

Paulo Jr. (Sepultura)

O mineiro é mais um influenciado por Steve Harris. Paulo Jr. é um dos membros fundadores do Sepultura e por seu destaque na música, conta até com a Medalha da Inconfidência, uma das maiores condecorações do país. Seu primeiro baixo foi um Giannini Supersonic, que tem até hoje. Entre mais de 50 baixos de sua coleção, o destaque é um baixo Fender de 71, comprado nos EUA por apenas 100 dólares em uma loja de penhores.

Dick Siebert (Korzus) 

Baixista de uma das bandas pioneiras do Trash Metal brasileiro, Dick Siebert tinha 21 anos quando se tornou referência do baixo no país. Pela velocidade do gênero nas músicas, ele adere a palheta em modelos de baixo que vão de Music Maker, MusicMan e Warwick de 4 cordas, e também um Music Maker de 5 cordas. O músico utiliza afinações que variam entre Dó e Mi Bemol, com o pedal de efeitos do tipo Bass Pusher.

Orbe Comunicação

1a25406354d0317cbc04658a51698430

Mais um grande motivo para estar em Indaial/SC nos dias 7,8 e 9 de setembro, onde ocorre a 15ª edição do RIVER ROCK FESTIVAL. Isso por que a organização surpreendeu a todos anunciando um dos principais nomes do Metal mundial, o SEPULTURA!

O renomado grupo mineiro vem divulgando seu mais recente trabalho, o bem recebido “Machine Messiah”, e se juntará a aproximadamente 40 atrações dos mais variados estilos, ratificando ainda mais o RIVER ROCK FESTIVAL como ‘A Festa das Tribos’, confira o cartaz completo:

230f0c66bc5cc12af9216466188a6852

Acesse o evento no Facebook, confirme sua presença e fique por dentro de tudo que acontece nesta edição: https://www.facebook.com/events/1852366784807648/

Assista ao videoclipe de “Phanton Self”, um dos destaques de “Machine Messiah”:

SERVIÇO: 
Show: River Rock Festival 2018 

Local: Rota KM 66 Centro de Eventos
Endereço: Rua Cascavel, 606 – Rod. BR 470 – KM 65 
Data: 07-08-09/09/2018
Ingressos: R$ 130,00 – Pontos de venda físicos: http://bit.ly/RiverRockFestival2018-Físicos | Site para venda online (Sympla): http://bit.ly/RiverRockFestival2018 
Para credenciamento de imprensa acesse: http://bit.ly/RRF2018_PRESS 
Para cadastro de excursões acesse: http://www.riverrock.com.br/cgi-bin/page.cgi?pagina=excursoes

Contato: contato@riverrock.com.br 
Contato para assessoria de imprensa e divulgação:  www.sanguefrioproducoes.com/contato

Sites Relacionados:
http://www.riverrock.com.br/ 
https://www.facebook.com/RiverRockFestival/ 
https://sanguefrioproducoes.com/clientes-corporativos/RIVERROCKFESTIVAL/25 

Fonte: Sangue Frio Produções

Sepultura: Documentário Será Apresentado em Amsterdam

Publicado: 17/08/2017 por Pedro Mello em News
Tags:,

Sepultura.jpg

“Sepultura Endurance” distribuído pela O2 Play está no World Cinema Amsterdam, que acontece entre os dias 17 e 26 de agosto. O festival apresentará neste ano filmes da América Latina, Ásia e África em exibições especiais e ao ar livre. A estratégia reforça o posicionamento da O2 Play como agente internacional. O doc conta a história da banda de heavy metal mineira mais famosa do mundo!

A carreira internacional do filme, dirigido por Otávio Juliano, continua a todo vapor. Também chegou na Guatemala, Honduras, El Salvador, Costa Rica, Panamá, Colômbia, Perú, Chile e México e contou com a parceria entre a distribuidora e a rede Cinépolis.

A O2 Play é um agregador de iTunes, Google Play, Netflix, Now e outras plataformas de VOD, e realiza a distribuição digital e encoding para dezenas de títulos e séries, além de vendas para TV e mercado internacional. A O2 Play teve seis longas escolhidos pela Apple como “Os Melhores Filmes do Ano” entre 2014 e 2015.

Veja o trailer de “Sepultura Endurance” em goo.gl/SLUws4

Mais informações sobre o evento

http://worldcinemaamsterdam.nl/en/

 

Fonte: Agência Lema

Sepultura: “Endurance”

Publicado: 16/06/2017 por Pedro Mello em News, Uncategorized
Tags:,

18447252_1246658215448834_7561937265224655512_n.png

Na última quarta-feira, 14 de Junho de 2017, fora declarado o “Dia Sepultura”, onde 70 salas de cinema no Brasil exibiriam, “Endurance”, documentário que conta um pouco da saga que contempla os 30 anos da maior banda de Heavy Metal do Brasil.

Primeiramente o desabafo. Como fã, fiquei um pouco decepcionado por alguns fatores: baixa divulgação da exibição do documentário, não tinha um pôster sequer do filme no cinema para se tirar uma foto, e eles poderiam ter distribuídos alguns pôsteres para os que compareceram a este evento, como o que ocorreu na execução do filme em Los Angeles, seria foda, mas nada disso rolou. E nem vou comentar o fato da mal educação de alguns presentes na sala e o fato de acenderem as luzes no início do filme.

Vamos agora ao que interessa, o documentário. O vídeo foi dirigido por Otávio Juliano, que acumulou mais de 800 horas de material sobre a banda, contando com depoimentos de músicos, produtores, managers, membros, ex-membros e apoiadores da banda.

O relato precioso do guitarrista Jairo Guedez, mostra como a banda tosca de garagem de Minas Gerais começara a se profissionalizar e almejar novos horizontes. A busca por um novo vocalista com identidade própria e a luta da banda, contra fãs radicais e membros da gravadora, em mostrar que Derrick fora a escolha certa é louvável.

Outros momentos significativos ficam por conta da conversa entre o baterista Jean Dolabella e a banda, se abrindo quanto o seu estado de espírito dentro da vida corrida entre turnês e gravações. Com a saída de Jean, outro momento legal de se ver, foi a audição de seu substituto, Eloy Casagrande. Outrora baterista da banda do vocalista Andre Mattos, Eloy é um grande prodígio das baquetas e apesar da idade destoante dos outros membros da banda, conseguiu seu espaço e é hoje uma peça fundamental na estrutura do Sepultura.

Momentos de bastidores, trechos de shows, processos de composição, tudo está registrado no filme. Alguns grandes nomes da música como Lars Ulrich (Metallica), David Ellefson (Megadeth), Phil Anselmo (Down), Vinnie Paul (Hellyeah), Corey Taylor (Spipknot), Scott Ian (Anthrax), Phil Campbell (Motorhead), Tod Singerman (ex-empresário da banda), Serginho Groisman (Apresentador), João Gordo (Ratos de Porão) e Vladimir Korg (Chakal) deixam seu parecer quanto ao Sepultura.

João Eduardo de Faria Filho, fundador da Cogumelo Records, fala com Andreas e Paulo sobre o início da banda, comentando como eram as coisas na década de 80 e os investimentos que a Cogumelo fez no Sepultura. 

Claro que não se pode colocar 30 anos da banda em 2 horas de filme. Para alguém que queira mais informações, entrevistas diretas com Jean e Eloy fazem falta. O outro lado da história com os irmãos Cavalera também seriam bem vindos, talvez, utopicamente, poderiam esquecer o momento de ruptura no documentário, ou chamar apenas de “o momento em nós nos separamos”, e falarem mais da banda em si, do que focar na briga. 

Agora, um fato que desagradou, foi o fato, de pelo menos na sessão em que fomos, não passarem as duas músicas inéditas executadas ao vivo, como haviam prometido. Apesar do documentário ser bem elucidativo, repleto de boas histórias e mostrar o significado do Sepultura no Heavy Metal mundial, esperaremos ansiosos pela versão em Blu-Ray que esperamos que conte com muitas horas extras de material. Nota: 7,5.

sepultura_banda

Sepultura é tema do documentário que chega nesta quarta-feira aos cinemas

São Paulo- junho de 2017- Em uma ação inédita no mercado brasileiro a O2 Play, distribuidora da O2 Filmes, lança nos cinemas amanhã, dia 14, “Sepultura Endurance”. Mais de 70 salas do País, incluindo Rio de Janeiro e Niterói vão participar deste lançamento exclusivo. Os ingressos para o “Dia Sepultura” já estão em pré-venda no site https://www.cinetks.com.br/sepultura

Os fãs terão a oportunidade de ver o aguardado documentário que conta a jornada de 30 anos de uma das bandas mais famosas do mundo, além de conteúdo extra  após a exibição dos créditos.

“Sepultura Endurance” chega aos cinemas após o lançamento mundial no mês passado em Los Angeles durante uma sessão no The Regent. A ação da O2 Play e a rede de cinemas Alamo Drafthouse Cinema contou com a presença dos integrantes da banda.

800 horas de filmagens

“Sepultura Endurance”, distribuído pela O2 Play, é o resultado de seis anos do trabalho do diretor Otavio Juliano que acompanhou a banda em turnês pelo mundo. Foram mais de 800 histórias de filmagens em países da América do Norte, Ásia, América do Sul e Europa.

O documentário, que traz imagens de arquivo inéditas e acompanha a rotina dos integrantes do Sepultura em turnê, aborda os conflitos entre eles, o processo de criação das músicas e da gravação dos álbuns, cenas de shows e de bastidores além de diversas entrevistas com nomes como Lars Ulrich, da banda Metallica, David Ellefson, do Megadeth, Phil Campbell, do Motorhead, Scott Ian, do Anthrax, Corey Taylor, do Slipknot, Phil Anselmo, do Pantera/Down entre outros que ajudam a entender a relevância do grupo brasileiro no cenário musical mundial.

Veja o trailer 

Sobre a distribuidora O2 Play

Distribuidora digital, a O2 Play é dirigida por Igor Kupstas sob a tutela de Paulo Morelli, sócio da O2 Filmes, e faz parte do grupo O2. Em atividade desde 2013, a O2 Play lançou em cinema filmes como CIDADE CINZA, da Sala 12, com os grafiteiros Os Gêmeos, LATITUDES, com Alice Braga e Daniel de Oliveira, JUNHO – O MÊS QUE ABALOU O BRASIL, da Folha de S.Paulo, A LEI DA ÁGUA, de André D’Elia com produção de Fernando Meirelles, A BRUTA FLOR DO QUERER, vencedor de 2 prêmios em Gramado, e ENTRE NÓS, A NOITE DA VIRADA e ZOOM, estes de produção da O2 Filmes em co-distribuição com a Paris Filmes.

A O2 Play é um agregador de iTunes, Google Play, Netflix, Now e outras plataformas de VOD, e realiza a distribuição digital e encoding para dezenas de títulos e séries, além de vendas para TV e mercado internacional. A O2 Play teve seis longas escolhidos pela Apple como “Os Melhores Filmes do Ano” entre 2014 e 2015

O2 Filmes

Atualmente, a O2 Filmes é a maior produtora do Brasil. No mercado desde 1991, a O2 trabalha com as principais agências brasileiras e presta serviços de produção para o mercado internacional, além de uma vasta produção de conteúdo.

 

Agência Lema

Leandro Matulja/ Leticia Zioni/ Larissa Marques

http://agencialema.com.br/

 

Informações para a imprensa:

Marcos Morelli (+55 11) 3871-0022, ramal 235

 

Fonte: Agência Lema