Posts com Tag ‘The Black Punks’

A banda paulistana The Black Punks, lança nesta sexta feira 22/07 seu primeiro Web Clip intitulado “Passageiros da Agonia”, o mesmo nome do single recém-lançado. O videoclipe

 se encontra disponível na íntegra no canal do YouTube da gravadora Latino-americana Eletric Funeral Records. Assista aqui: 


Essa canção retrata o dia a dia sofrido dos paulistanos nos transporte público muito precário oferecido pelo estado. 

Com Riffs pesados dignos de Heavy Metal e letra que fala descaradamente das situações terrivelmente típicas, como transporte quebrado, tarifas altíssimas e superlotação. A banda se identifica com os fãs e o público médio comum pois também sofre das mesmas mazelas.

Em seu novo Webclip, não é diferente, gravado no Estúdio Rock Together e com gravação e direção da equipe de arte do Sophia-Music, a banda traz um ar mais sombrio com cores fracas e um vídeo mais escurecido, mesclando entre imagens do transporte público e uma performance memorável da banda.

“Passageiros da Agonia”:

https://onerpm.link/234190510992
https://open.spotify.com/album/2V6Chy3a5MJubEI0IAKW8J

Collapse Agency

A banda The Black Punks se apresenta no dia 23/07 às 14h ao vivo em frente da Galeria do Rock/ São Paulo. O show será de graça e tem classificação para todas as idades. 

O grupo segue promovendo o lançamento de seu novo EP “Passageiros da Agonia” , material distribuído pelo selo  latino americano Electric Funeral Records. 

A banda paulista que foi formada em 2018,  traz uma pegada Punk Rock/Hardcore com bastante referência aos clássicos dos anos 90. O quarteto conta com os membros Paul Dickerson (guitarra/vocal), Gabriel Soares (contra baixo), César Henrique (bateria) e Vagner Gevergi (vocal).

O EP que conta com 6 faixas traz guitarras pesadas, um contrabaixo presente, uma bateria que comanda muito bem um ritmo forte e pulsante,  vocais potentes que mesclam punk rock, hardcore, rock and roll com uma pitada de horror punk desfilando com versatilidade e uma bela dose de brutalidade sonora.  Esse EP é uma obra bem original que faz jus ao velho, porém não obsoleto punk rock hardcore.

Em “Campos de concentração” o tema abordado é o preconceito racial algo ainda bem vivo em nosso país, já na faixa “Depende!” a letra fala sobre a triste realidade do trabalhador brasileiro, que desfavorecido pelas novas leis trabalhistas se encontra sempre em risco constante.

“Todo sofrimento que causei” a banda faz uma homenagem ao saudoso comunicador José Mojica Marins o “Zé do Caixão”, essa música conta com uma bela pitada de horror punk e conta a história de um assassino que se depara com a hora de sua morte! 

“O espelho enfrentar” temos um rock and roll que traz o ponto de vista de um homem que vive na farra e bebedeiras na noite, com um riff de guitarra marcante essa faixa resgata o bom rock sem firulas.   “Sem Piada” traz uma faixa mais harmônica do EP, um pouco mais calma ao falar da história de vida de um palhaço com altos e baixos onde tenta se desvencilhar de seus conflitos.  A faixa que dá o título ao disco “Passageiros da Agonia” vem mais uma pedrada com uma introdução pesada digna de Heavy Metal, a banda fala sobre a terrível situação do transporte público no Brasil, demonstrando a que veio!

 A banda transmite nos palcos muita competência e uma energia incrível em suas músicas, tendo em cada faixa uma sensação única, trazendo um pensamento crítico e ácido referenciando a situação atual e típica dos cidadãos brasileiros. 

“Passageiros da Agonia”:

https://onerpm.link/234190510992
https://open.spotify.com/album/2V6Chy3a5MJubEI0IAKW8J

Collapse Agency

O selo latino americano Electric Funeral Records acaba de lançar a nova coletânea “

NOISE AGAINST FASCISM”. O projeto que conta com 14 bandas nacionais já está disponível em todas as plataformas de streaming.  Tudo velho é novo novamente, já que canções sobre fascismo, ditadores, nazistas, opressão sancionada pelo governo e violência racial são frustrantemente relevantes. É mais importante do que nunca encontrar inspiração, educação e motivação nos apelos à ação de músicas que defendem ideais e valores antifascistas.

Essa coletânea apresenta 14 bandas antifascistas que falam de mazelas sociais, luta pela democracia, racismo, facismo, amor, experiências pessoais, cotidiano, e que expressam através da música a sua arte. A música sempre foi política e não podemos fechar os olhos para essa retomada do facismo que anda ganhando força em diversas partes do mundo.

NOISE AGAINST FASCISM apresenta as bandas: Cervical, Elephantus, Las Calles, Sob Cerco, She is Dead, Brigida, The Black Punks, Zomer Project, Backdrop Falls, Punhal, Pavio, Diamanita, Canil e Bull Control.

Electric Funeral Records não compactua com fascistas, racistas, homofobicos/LGBTIfobia, xenofóbicos, sexistas, machistas e tudo aquilo que fere a democracia e o direito da pessoa existir em sua plenitude.

Escute NOISE AGAINST FASCISM: 


A Electric Funeral Records conta com mais de 100 lançamentos entre digital e prensado, sendo um dos selos de maior destaque do mercado latino americano, pelo ótimo alcance dos seus lançamentos e por suas parceiras com selos de vários países que vão desde América do Sul, Europa, EUA e Oriente Médio.Com lançamentos nas plataformas digitais, k7, cd e vinil, o selo possui uma rede de distribuição internacional que conta com mais de 15 países, playlists com grande alcance e entra em 2022 com planejamento  de tours, festivais e lives.

As bandas que queiram enviar sua música, devem mandar seu material para o e-mail: electricfuneralrecordsbands@gmail.com

Collapse Agency

The Black Punks acaba de anunciar o lançamento de seu novo EP “Passageiros da Agonia” em junho pelo selo latino americano Electric Funeral Records. A banda paulista que foi formada em 2018, traz uma pegada Punk Rock/Hardcore com bastante referência aos clássicos dos anos 90. O quarteto conta com os membros Paul Dickerson (guitarra/vocal), Gabriel Soares (contra baixo), César Henrique (bateria) e Vagner Gevergi (vocal).

O EP que contará com 6 faixas traz guitarras pesadas, um contrabaixo presente, uma bateria que comanda muito bem um ritmo forte e pulsante, vocais potentes quem mesclam punk rock, hardcore, rock and roll com uma pitada de horror punk desfilando com versatilidade e uma bela dose de brutalidade sonora.

A banda transmite nos palcos muita competência e uma energia incrível em suas músicas, tendo em cada faixa uma sensação única, trazendo um pensamento crítico e ácido referenciando a situação atual e típica dos cidadãos brasileiros.

Collapse Agency