Posts com Tag ‘The Baggios’

Com mais guitarras do que os singles anteriores e participações emblemáticas, como a do cantor e instrumentista Curumin (indicado ao Grammy Latino de 2017), Todo Santo Dia é mais uma música robusta lançada por Julico, repleta de arranjos que remetem à música brasileira setentista. Ouça aqui: https://song.link/ZtGGtQvghjbRR.

Todo Santo Dia é o terceiro single do álbum “Ikê Maré”, o primeiro do compositor e produtor musical, também o frontman do power trio sergipano de blues rock The Baggios.

A verve setentista da música nacional dá o tom, com elementos que vão do samba ao soul e o psicodelismo, tudo isso embalado com percussão, guitarras e piano elétrico swingado tocado pelo Rafael Ramos, outro membro da The Baggios.

Com uma sonoridade que remete a uma mistura de Tim Maia com Novos Baianos, Julico conta as participações do paulista Curumin em estrofes de Todo Santo Dia. Mas contou também com as vozes de sua mãe, Meire Andrade, e da sobrinha, Ellen Andrade, no coro da música.

A letra fala da luta diária de uma classe menos favorecida contra o racismo, Lgbtfobia e ódio a minorias que se erguem numa sociedade tomada por ideias fascistóides e ganâncias, reforçando ainda mais a desigualdade e falta de sensibilidade humana. A espada de São Jorge empunhada por Julico e Curumin na capa simboliza proteção diante disso.

Tedesco Comunicação & Mídia

No segundo single do álbum “ikê maré”, ‘Eu são/Curtis says’, Julico, o vocalista e guitarrista do The Baggios, fala em curar as feridas cravadas pelo tempo e pelo desgaste da busca por dias melhores. Com mais instrumentos acústicos e menos guitarras, o compositor sergipano investe na canção e harmonias vocais embaladas por um groove envolvente típico do soul dos anos 70’. Ouça aqui: https://song.link/pcrH8MBxtXv20.

Na segunda parte da música há uma experimentação de texturas adubadas por delays e melotrons, fazendo a cama para surgir assim um e o sample da voz de Curtis Mayfield falando “Sisters, niggers, whities, js and the crackers, don’t worry, if there’s hell below, we’re all gotta go”, uma mensagem que reforça que somos todos um, somos todos fruto de uma mesma origem, e para Julico essa mensagem significa também um grito contra a intolerância, contra o racismo e a desigualdade, males que regam as raízes do retrocesso.

O primeiro single da carreira solo foi ‘Nuvens Negras’ (veja o vídeoclipe: https://youtu.be/SQXlMe31lI0), lançada mês passado, tanto no streaming como em videoclipe. Julio conduz a música com o violão, valorizando as harmonias vocais e diferentes nuances criadas pelo groove da bateria, baixo e teclados. Por alguns segundos a guitarra gritante e cheia de fuzz – já característica da sua principal banda – aparece mostrando sua essência, mesmo buscando novos rumos.

Nascido em São Cristóvão, Sergipe, Julico é compositor, produtor musical e fundador da The Baggios. Compôs e produziu álbuns premiados, “ Brutown” (2016) e “ Vulcão” (2018) ambos foram indicados ao Grammy Latino na categoria melhor álbum de rock ou música alternativa, e circulou com turnês extensas por todo o Brasil, EUA, Canadá, México e Europa.

Suas composições foram indicadas a “melhores músicas/discos do ano” em 2011, 2013, 2016 e 2018 por jornalistas da Rolling Stone, Folha de São Paulo, Estadão, e em dezenas de sites e blogs especializados. Suas músicas já passaram pelas vozes de artistas importantes da cena contemporânea brasileira como Hélio Flanders, Baiana System, Céu, Fernando Catatau, Siba e Jorge Dupeixe (Nação Zumbi).

Tedesco Comunicação & Mídia

mail (1)

Neste sábado (25/7) o power-trio blues rock The Baggios faz um show-live, às 20 horas, no canal da banda no youtube. Já está disponível o lembrete para o evento: 

‘Ao Vivo e à vera’ é, como sugere o nome, toda a banda reunida pela primeira vez durante a quarentena para uma apresentação de cerca de 1h30, repassando toda a vitoriosa carreira da banda sergipana, além de poder tocar pela primeira vez, neste formato, a recém-lançada música ‘Quareterna Serigy’ (ouça aqui: song.link/X8dVjkpxb3Z7D)

O esquema será profissional. A banda toca em um cenário pensado para uma apresentação que respeita o distanciamento social, com suporte de jogo de luzes e quatro câmeras para captar todos os movimentos de Julio Andrade (guitarra e voz) e Gabriel Carvalho (bateria) e Rafael Ramos (piano, órgão e baixo).

A live ainda terá a participação do naipe de metais de São Cristóvão, que acompanha o The Baggios em shows Brasil afora.

E é beneficente. Todo o dinheiro a ser arrecadado durante a apresentação – mas já é possível fazer sua doação pelo link www.vakinha.com.br/vaquinha/the-baggios-live-beneficente – será destinado tanto à equipe técnica da banda, sem trabalhar com a falta de shows, e para famílias mais necessitadas de São Cristóvão, cidade histórica de Sergipe e onde a banda nasceu.

Tedesco Comunicação & Mídia

No mesmo mês em que lança o explosivo videoclipe para a música “Limaia” (https://youtu.be/JInPhbq-fBQ), a The Baggios está confirmado para uma apresentação única – e com set especial – no concorrido auditório Paulo Autran, do Sesc Pinheiros. Será dia 29 de fevereiro, às 21 horas, e os ingressos estão à venda na bilheteria de todas as unidades do estado, além de online, pelo site da entidade.

Para este show pós-Carnaval na capital paulista, Júlio Andrade (voz, guitarra, violão, contrabaixo elétrico), Gabriel Perninha (bateria) e Rafael Ramos (teclas, contrabaixo elétrico) terão em palco a companhia de um naipe de metais e grupo de percussão. “Apresentação completa”, como a The Baggios já trata este compromisso do dia 29/2, um sábado.

Júlio comenta sobre o show no Sesc Pinheiros. “É sempre especial fazer um show completo, é uma oportunidade única para banda e público da cidade”. No entanto, o vocalista/guitarrista afirma que este incremento às músicas da The Baggios se torna cada vez mais constante. “Aumentamos a cada show os números de músicas que não tem arranjo de metais nos discos, como ‘Sangue e Lama’ e ‘Saruê'”, ele comenta.

É o mesmo processo com a adição de percussão aos shows, uma ideia executada com planejamento e minúcia também em ‘Vulcão’. “Fazemos questão de ter esse elemento. É fundamental para o swing, para dar gingado ao nosso som. É o que legitima a brasilidade da nossa proposta”, destaca Júlio.

A The Baggios nasceu em 2004 na histórica cidade de São Cristóvão, em Sergipe. Hoje, com uma sólida carreira de 15 anos, transborda autenticidade por meio do blues rock, entre psicodelias e brasilidade.

O power-trio coleciona elogios pelo mundo devido às apresentações viscerais e pela originalidade dos discos, que trazem timbres clássicos e mesclam muito bem riffs blueseiros com o peso do rock setentista e a música brasileira.

Com quatro álbuns (os dois últimos nominados ao Grammy), três EPs e um DVD ao vivo, o The Baggios ganhou em 2010 o Prêmio Nacional da ARPUB com a música “Em Outras”, tem clipes veiculados em diversos canais especializados e citações em jornais do Brasil e do mundo. Seus dois álbuns de estúdio marcaram presença em dezenas de listas de “Melhores do Ano”, e a música “Sem Condição” foi eleita pela revista Rolling Stone como uma das melhores de 2013.

Em 2016 foi uma das atrações do Festival Lollapalooza e já se apresentou nos mais importantes festivais do Brasil. Suas turnês passaram por mais de Oitenta cidades brasileiras, e recentemente pelo México, Estados Unidos, Canadá, Itália, França e Suíça onde fizeram inúmeras apresentações e ganharam destaque na mídia local.

A segunda turnê europeia está devidamente marcada: acontece entre maio e junho de 2020. Serão cerca de 31 shows entre Itália, França, Suíça, Reino Unido e Espanha.

Serviço
The Baggios no Sesc Pinheiros
Evento: https://www.facebook.com/events/170102857746540
Data: 29 de fevereiro de 2020
Horário: 21 horas
Local: Teatro Paulo Autran do Sesc Pinheiros
Ingresso: R$ 20, meia, R$ 40, inteira e R$ 12, credencial plena – http://bit.ly/2PbqoaB ou na bilheteria de todas as unidades do estado (venda limitada a 4 ingressos por pessoa)
Recomendação etária: 10 anos
Realização: Brain Productions e Sesc Pinheiros

Tedesco Comunicação & Mídia