Posts com Tag ‘Steve Harris’

splash

Steve Harris, baixista do Iron Maiden, chega ao Brasil para apresentar o seu novo projeto: British Lion!

Rio de Janeiro
Data: 9 de novembro (sexta-feira) Local: Circo Voador
Horário: 22h (portas 20h)
Ingressos: https://www.tudus.com.br/evento/circo-voador-british-lion

Preços:
1o lote
– Pista: R$ 320,00
– Pista meia-entrada: R$ 160,00

NOVO PROJETO DE STEVE HARRIS CHEGA PELA PRIMEIRA VEZ AO BRASIL

Banda formada pelo fundador, baixista e principal compositor do Iron Maiden desembarca no país em novembro para shows dia 09 no Rio de Janeiro, dia 10 em São Paulo e dia 13 em Porto Alegre

O músico e compositor inglês Steve Harris, lendário idealizador, fundador, baixista, principal compositor, tecladista e co-produtor de uma das maiores banda de heavy metal da história, o Iron Maiden, estará de volta ao Brasil em novembro – dessa vez para a estreia nos palcos nacionais de sua nova empreitada, a banda British Lion.

Lançada em 2012 com um álbum que esteve nos charts de rock de vários países, o grupo está realizando este ano sua primeira turnê mundial fora do continente europeu e será visto em três apresentações no país – eles estarão no Rio de Janeiro, em 9 de novembro, no Circo Voador, dia 10 de novembro em São Paulo, no Cine Jóia e dia 13 de novembro em Porto Alegre no Bar Opinião.

Enquanto se apresenta nesta turnê internacional, o British Lion prepara o seu segundo álbum de estúdio, previsto para ser lançado mundialmente ainda este ano. A banda é formada por Steve Harris no baixo, Richard Taylor nos vocais, David Hawkins na guitarra e no teclado, Grahame Leslie na guitarra e Simon Dawson na bateria.

“Uma banda confiante e incendiária, que traz à mente o hard rock clássico do UFO a Thin Lizzy e Uriah Heep, mas que têm um frescor que pertence à era moderna” declarou a revista inglesa Metal Hammer sobre as primeiras apresentações do grupo na Inglaterra.

33310151_2049497931988501_3814861265944182784_nSobre o projeto BRITISH LION

Fundador do Iron Maiden, um dos maiores ícones do metal em todo o mundo, parecia que Steve Harris já havia conseguido tudo que poderia sonhar com a super banda que gravou 16 álbuns de estúdio e vendeu mais de 90 milhões de cópias em todo o mundo. Mas eis que surge o primeiro projeto solo / paralelo de Harris. Desenvolvido sob circunstâncias super secretas entre turnês, ele foi motivado, segundo o próprio artista, pelo talento bruto dos músicos envolvidos.

“Levou anos para que isso acontecesse”, diz ele. “Originalmente o vocalista Richard Taylor e o guitarrista Grahame Leslie me enviaram uma fita – isso deve mostrar a você há quanto tempo aconteceu. Fiquei impressionado e decidi ajudá-los um pouco e foi a partir daí que a coisa foi tomando forma. Eu achei que as músicas eram tão impactantes que seria um crime se elas não vissem a luz do dia.”

Então, depois de alguns anos trabalhando em mais faixas com Richard Taylor e também com o guitarrista David Hawkins, Steve passou para a próxima fase, a mixagem do álbum. “É muito diferente, mas existem alguns elementos do Maiden lá. Mas não que eu tenha me preocupado muito com o que as pessoas pensam”, afirma ele.

Com uma vibe de rock decididamente pesada, o British Lion apresenta uma paleta completa de sons: meditativo, melancólico, justamente indignado e exuberantemente pesado. Suas canções são song hits sobrecarregados pelo estilo inimitável de Harris, mas infundidas com uma química totalmente diferente, um mundo à parte do Maiden. Um novo projeto, mas com uma alma concebida anos atrás, com a atitude dos anos 70, recriada com uma borda moderna.

Quanto ao nome do álbum “British Lion”, Steve explica; “Isso representou muitas coisas para mim. Eu sempre fui patriota. Eu sempre tive orgulho de ser britânico – não vejo nenhum motivo para não ser. É uma parte enorme do meu ser. Não é como se eu estivesse agitando a bandeira ou tentando pregar, isso não é uma declaração política. É como apoiar seu time de futebol, de onde você é. Eu acho que se presta a algumas imagens muito fortes também, e para mim isso se encaixa com o som ”.

E que som! Inesperado, empolgante e diferente de tudo o que o Iron Maiden fez, “British Lion” é uma jogada ousada de um dos músicos mais bem sucedidos, influentes e talentosos do Reino Unido. “Com o Maiden, sempre fizemos o que parece certo e isso não é exceção. Mas quanto ao som de “British Lion”, é natural que pareça diferente de tudo o que fiz antes, já que trabalhei com músicos diferentes. Eu acho que vai surpreender muita gente e estou muito animado. ”

Depois de uma série de shows ao vivo em clubes e festivais por todo o Reino Unido e em alguns países da Europa desde o lançamento do álbum de estréia, a banda está atualmente trabalhando no segundo álbum de estúdio, que ainda não tem nome, mas será lançado ainda este ano, enquanto a banda embarca pela primeira vez numa turnê fora do continente.


44028193_2198278003577574_7856667036145942528_n.jpg

Steve Harris, baixista do Iron Maiden, chega ao Brasil para apresentar o seu novo projeto: British Lion!

Rio de Janeiro
Data: 9 de novembro (sexta-feira) Local: Circo Voador
Horário: 22h (portas 20h)
Ingressos: https://www.tudus.com.br/evento/circo-voador-british-lion

Preços:
1o lote
– Pista: R$ 320,00
– Pista meia-entrada: R$ 160,00

NOVO PROJETO DE STEVE HARRIS CHEGA PELA PRIMEIRA VEZ AO BRASIL

Banda formada pelo fundador, baixista e principal compositor do Iron Maiden desembarca no país em novembro para shows dia 09 no Rio de Janeiro, dia 10 em São Paulo e dia 13 em Porto Alegre

O músico e compositor inglês Steve Harris, lendário idealizador, fundador, baixista, principal compositor, tecladista e co-produtor de uma das maiores banda de heavy metal da história, o Iron Maiden, estará de volta ao Brasil em novembro – dessa vez para a estreia nos palcos nacionais de sua nova empreitada, a banda British Lion.

Lançada em 2012 com um álbum que esteve nos charts de rock de vários países, o grupo está realizando este ano sua primeira turnê mundial fora do continente europeu e será visto em três apresentações no país – eles estarão no Rio de Janeiro, em 9 de novembro, no Circo Voador, dia 10 de novembro em São Paulo, no Cine Jóia e dia 13 de novembro em Porto Alegre no Bar Opinião.

Enquanto se apresenta nesta turnê internacional, o British Lion prepara o seu segundo álbum de estúdio, previsto para ser lançado mundialmente ainda este ano. A banda é formada por Steve Harris no baixo, Richard Taylor nos vocais, David Hawkins na guitarra e no teclado, Grahame Leslie na guitarra e Simon Dawson na bateria.

“Uma banda confiante e incendiária, que traz à mente o hard rock clássico do UFO a Thin Lizzy e Uriah Heep, mas que têm um frescor que pertence à era moderna” declarou a revista inglesa Metal Hammer sobre as primeiras apresentações do grupo na Inglaterra.

Sobre o projeto BRITISH LION

Fundador do Iron Maiden, um dos maiores ícones do metal em todo o mundo, parecia que Steve Harris já havia conseguido tudo que poderia sonhar com a super banda que gravou 16 álbuns de estúdio e vendeu mais de 90 milhões de cópias em todo o mundo. Mas eis que surge o primeiro projeto solo / paralelo de Harris. Desenvolvido sob circunstâncias super secretas entre turnês, ele foi motivado, segundo o próprio artista, pelo talento bruto dos músicos envolvidos.
“Levou anos para que isso acontecesse”, diz ele. “Originalmente o vocalista Richard Taylor e o guitarrista Grahame Leslie me enviaram uma fita – isso deve mostrar a você há quanto tempo aconteceu. Fiquei impressionado e decidi ajudá-los um pouco e foi a partir daí que a coisa foi tomando forma. Eu achei que as músicas eram tão impactantes que seria um crime se elas não vissem a luz do dia.”

Então, depois de alguns anos trabalhando em mais faixas com Richard Taylor e também com o guitarrista David Hawkins, Steve passou para a próxima fase, a mixagem do álbum. “É muito diferente, mas existem alguns elementos do Maiden lá. Mas não que eu tenha me preocupado muito com o que as pessoas pensam”, afirma ele.

Com uma vibe de rock decididamente pesada, o British Lion apresenta uma paleta completa de sons: meditativo, melancólico, justamente indignado e exuberantemente pesado. Suas canções são song hits sobrecarregados pelo estilo inimitável de Harris, mas infundidas com uma química totalmente diferente, um mundo à parte do Maiden. Um novo projeto, mas com uma alma concebida anos atrás, com a atitude dos anos 70, recriada com uma borda moderna.

Quanto ao nome do álbum “British Lion”, Steve explica; “Isso representou muitas coisas para mim. Eu sempre fui patriota. Eu sempre tive orgulho de ser britânico – não vejo nenhum motivo para não ser. É uma parte enorme do meu ser. Não é como se eu estivesse agitando a bandeira ou tentando pregar, isso não é uma declaração política. É como apoiar seu time de futebol, de onde você é. Eu acho que se presta a algumas imagens muito fortes também, e para mim isso se encaixa com o som ”.

E que som! Inesperado, empolgante e diferente de tudo o que o Iron Maiden fez, “British Lion” é uma jogada ousada de um dos músicos mais bem sucedidos, influentes e talentosos do Reino Unido. “Com o Maiden, sempre fizemos o que parece certo e isso não é exceção. Mas quanto ao som de “British Lion”, é natural que pareça diferente de tudo o que fiz antes, já que trabalhei com músicos diferentes. Eu acho que vai surpreender muita gente e estou muito animado. ”

Depois de uma série de shows ao vivo em clubes e festivais por todo o Reino Unido e em alguns países da Europa desde o lançamento do álbum de estréia, a banda está atualmente trabalhando no segundo álbum de estúdio, que ainda não tem nome, mas será lançado ainda este ano, enquanto a banda embarca pela primeira vez numa turnê fora do continente.

britishlionband2016_638.jpg

Steve Harris, não vou falar dos títulos, vocês sabem quem ele é, será o headliner de festival Planet Rockstock em 3 de Dezembro em Trecco Bay, South Wales.

Esta é a primeira data de Harris e companhia após a breve turnê do British Lion no verão de 2015. Esta nova apresentação é a primeira anunciada da nova turnê da banda, mais datas serão anunciadas em breve.

Confira alguns vídeos gravados por um fã, com o British Lion executando dois novos sons, “Spitfire” e “Bible Black”, em 29 de Julho no The Square em Harlow.

Fonte: Blabbermouoth.net

“Steve Harris lançará um disco solo” – Essa provavelmente foi uma das notícias mais comentadas no universo Metal dos últimos tempos.

O líder, fundador, e baixista do Iron Maiden ingressou na empreitada intitulada “British Lion”, a expectativa que já era absurda, ficou ainda maior depois dos comentários de que o álbum seguiria uma linha Hard Rock o que deixou os fãs mais fervorosos um tanto quanto surpresos.

Steve usou alguns músicos em sua empreitada, dentro do cast utilizado, alguns dos nomes foram: Richard Taylor (Vocals), David Hawkins  (Guitars / Keyboards), Grahame Leslie (Guitars), Simon Dawson (Drums), Barry Fitzgibbon (Guitars), Ian Roberts (Drums), e Richard Cook (Drums).

Bem, o álbum foi lançado e não foi o que se esperava, o álbum traz algumas boas idéias mas passa a sensação de que poderiam ser melhor elaboradas em outras formas.

Como fã de Steve e sua trajetória com o Iron Maiden, não posso deixar de dizer que o álbum soa morno e que a capacidade vocal do Sr. taylor deixou a desejar. A sonoridade é realmente um Hard Rock com toques moderninhos mas que não traz o sentimento e força que se esperava.

Um trabalho que será adquirido pelos fãs de Steve Harris e que infelizmente não foi o que se esperava, mais sorte na próxima Steve.

Steve Harris – “British Lion” (2012) Tracklist:

01- “This Is My God”

02- “Lost Worlds”

03-  “Karma Killer”

04- “Us Against the World”

05- “The Chosen Ones”

06-  “A World Without Heaven”

07-  “Judas”

08-  “Eyes of the Young”

09-  “These Are the Hands”

10-   “The Lesson”

Steve Harris – Release Oficial de British Lion

Publicado: 25/07/2012 por Pedro Mello em News
Tags:, ,

A EMI Music tem o orgulho de anunciar o lançamento do álbum de estreia solo do fundador do Iron Maiden, Steve Harris. Com o título “British Lion”, o álbum é composto por 10 faixas em que Steve e seus colaboradores trabalharam nos últimos anos entre as turnês e lançamentos do Iron Maiden. É um álbum que irá surpreender e deliciar fãs de música ao redor do mundo.

Com uma pegada decididamente heavy rock, esta forte estreia cobre uma ampla variedade de sons; empolgante, melancólico, diretamente indignante e exuberantemente pesado. Com Kevin Shirley capitaneando as mixagens – cujos créditos incluem o Iron Maiden, bem como Led Zeppelin, Journey e Rush entre muitos outros – este é um álbum que vai chamar sua atenção.

Dos riffs que rugem da abertura “This Is My God” à balada heavy que se segue, “Lost Worlds”, que traz os vocais dolorosos de Richard Taylor, é claro que “British Lion” é uma besta no geral diferente do Maiden.

“Karma Killer”, com seu forte lamento, e “Us Against The World”, com seu coro denso, monstram o quão longe British Lion levou a força musical de Steve Harris. Apoiadas pelas colossais e líricas melodias de guitarra de David Hawkins, é um aperitivo antes da epicidade, do banquete de riffs de “The Chosen Ones”, com sua bravura exagerada.

“A World Without Heaven”, com sete minutos de tirar o fôlego, e cheia de elementos progressivos, sem nunca cair na auto-indulgencia, ilustra perfeitamente a habilidade deste artesão da música para criar climas e manter estes climas. Fortalecidas pelo estilo inimitável de Steve Harris, sem cinismo, há aqui uma vibração fresca que não se encontra na indústria musical totalmente categorizada dos dias de hoje.

E sobre o nome British Lion… “Eu sempre tive orgulho de ser inglês,” explica Steve, “Eu não vejo nenhuma razão para não ter orgulho. É uma grande parte de mim. Não que eu fique agitando bandeiras ou pregando, não é algo político, de forma alguma. É como dar apoio ao seu time de futebol, de onde você veio. Eu acho que isso traz algumas imagens fortes também, e para mim, combina com o som.”

Com o Iron Maiden, Steve Harris se tornou one dos mais bem-sucedidos e reconhecidos músicos britânicos do mundo. Tendo lançado 15 álbuns de estúdio com mais de 85 milhões de cópias vendidas ao redor do mundo, e tocado mais de dois mil shows em 58 países em 35 anos de carreira, ele é uma personalidade global.

E agora com “British Lion”, Steve sai da ilustre sombra do Iron Maiden para apresentar um lado diferente de sua visão musical.

Imagem

British Lion Track List:

01. This Is My God
02. Lost Worlds
03. Karma Killer
04. Us Against The World
05. The Chosen Ones
06. A World Without Heaven
07. Judas
08. Eyes Of The Young
09. These Are The Hands
10. The Lesson

Fonte: EMI Music