Posts com Tag ‘Rodrigo Santos’

Insta-3-14.jpg

Em noite véspera de feriado e um VivoRio lotado, Andy Summers, guitarrista da icônica banda The Police se apresentou no Rio de Janeiro acompanhado por Rodrigo Santos (Vocal / Baixo – Barão Vermelho) e João Barone (Bateria – Os Paralamas do Sucesso).

A presença do público foi surpreendente, ainda mais quando víamos a média de idade das pessoas nas mesas, sim, o show teve sua platéia sentada, mas que não tirou o brilho da apresentação. Diferentemente do show ocorrido em 2015, o set list não contou com músicas do Barão Vermelho e foi como ouvir um ‘Greatest Hits’ do The Police.

Insta-2-31.jpg

Rodrigo Santos

O espetáculo, achei que chamar de show seria pouco, começou com uma das grandes obras do The Police, ‘Synchronicity II’, faixa do último álbum de inéditas da banda, “Synchronicity”, lançado em 1983.  Os músicos visivelmente felizes por estarem no palco, com a casa sold out, emendaram com ‘Walking On The Moon’ (Reggatta de Blanc – 1979).

Andy Summers sobrava no palco, a mistura de rock e reggae deixava espaço para improvisos, que os três músicos souberam aproveitar com maestria. Rodrigo Santos deixou claro nos momentos de comunicação com o público, o quanto estavam emocionados.

Músicas como: ‘Tea In The Saara’, ‘So Lonely’, ‘Roxanne’, ‘Every Breath You Take’ e ‘Message In A Bottle’, foram entoadas por quase todos na platéia. João Barone com um grande kit de bateria deixou a sonoridade redonda, lembrando que o The Police, é uma das maiores, se não a maior, influência do início de carreira da banda Os Paralamas do Sucesso.

Rodrigo Santos por sua vez, exibia um timbre bem parecido com o vocalista original do The Police, Sting. Mesmo que algumas músicas estivessem um, ou meio tom abaixo das originais, não foi algo que comprometesse a execução e a alegria dos presentes e músicos.

Insta-1-70.jpg

João Barone

Já no meio do show, várias pessoas já se juntavam nas laterais da casa para curtir de pé e agitando ao som de Andy Summers, mas foi na hora de aplaudir o término do set que principal, que todos se levantaram para aplaudir e permanecer de pé durante a execução de Can’t Stand Losing You e Every Little Thing She Does Is Magic.

O The Police possui uma discografia moderada, contando com 5 álbuns de estúdio, a saber: Outlandos d’Amour (1978), Reggatta de Blanc (1979), Zenyattà Mondatta (1980), Ghost in the Machine (1981) e Synchronicity (1983). É claro que todos queriam mais, porém os fãs só serão saciados em uma próxima visita do projeto.

Call The Police Setlist: Synchronicity II / Walking on the Moon / Driven to Tears / Spirits in the Material World / Hole in My Life / Invisible Sun / Tea in the Sahara / So Lonely / Next to You / Roxanne / Every Breath You Take /Message in a Bottle / Bis:
Can’t Stand Losing You – Reggatta de Blanc / Every Little Thing She Does Is Magic.