Posts com Tag ‘Ratos de Porão’

17903418_424983121188779_416768188989919714_n.jpg

Depois de um pouco mais de cinco anos sem tocar na cidade de Duque de Caxias a LOJA ROCK FOR YOU orgulhosamente traz RATOS DE PORÂO e mais oito bandas de pura porradaria

SERIAL KILLER :
https://www.facebook.com/bandaserial/?fref=ts

PROTESTO SUBURBANO :https://www.facebook.com/ProtestoSuburbanoHC/?fref=ts

AFFRONT :
https://www.facebook.com/profile.php?id=100011567313090&fref=ts

UZÔMI :
https://www.facebook.com/uzomicrossover/?fref=ts

TERROSTORM :
https://www.facebook.com/Terrorstorm/?__mref=message_bubble

INVASÃO BESTIAL :
https://www.facebook.com/profile.php?id=100010158649343&fref=ts

RATOS DE PORÂO :
https://www.facebook.com/RatosdePoraoOficial/?fref=ts

PONTOS DE VENDAS

ROCK FOR YOU – Galeria Estação Fashion Avenida Plinio Casado (rua da estação de trem) – Loja 05 – Duque de Caxias

SCHEHEZADE – Rua Conde de Bonfim, 346 Loja 209 – Tijuca

OUTSIDE – Rua Dias da Cruz, 143/205 – Méier

PUB GATO PRETO – Rua Mariana Mageli Medeiros 1651 – São João de Meriti

UNDERGROUND ROCK WEAR – Avenida Santa Cruz, 4396 – Bangu

REQUIEN ROCK STORE – Mercado Popular de Campo Grande – Galeria B, Box 170 – Campo Grande

BLIZZARD RECORDS – Rua Pedro Lessa, Stand 8 – Centro

SEMPRE MÚSICA – Rua Correia Dutra, 99 – Loja 216 – Catete

BRIAN ROCK – Avenida Avenida Doutor Luis Guimarães, 269 – LOja 05 – Nova Iguacú

SUBÚRBIO ALTERNATIVO – Rua Iguaperiba – 155 – Brás de Pina

BRONX – Avenida Simão da Mota, 638, Loja 03 – Magé

TOCA DO VINIL – Avenida Presidente Vargas, 120 – Duque de Caxias

ROCK N ROLL – Rua das Laranjeiras, 29 – Loja 126 – Laranjeiras

BUFFALLOS ROCK N’ WINGS – Rua Arquias Cordeiro – 316 – Méier

KASAMATA REcoRDS – Rua da Conceição 101 sobre loja

ALLEY ROCK Estrada do Portela – Numero 99/ Loja 244 – Madureira

CONEXÂO ROCK : Rua Plínio de Oliveira, 29 – SALA 202 Penha

Ingressos online

TICKET BRASIL – www.ticketbrasil.com.br

INGRESSOS :

1º Lote 20,00
2º Lote 25,00
3º Lote 35,00
4º Lote 50,00 ( NA HORA )

LOCAL :
Club Recreativo Caxiense
Rua manoel Vieira 397 – Duque de Caxias

Horario do show:

Começa as 15:00 e Termina as 22:00 +-

Telefone de Contato e Facebook:

994208796 – Fabio
Face: https://www.facebook.com/fabio.rockforyou.5?fref=ts

krisiun_2015-pri-secco-2-1-1050x700

Bandas fazem parte da segunda edição do Tropical Rock Fest – fotos: divulgação

Após nova bem-sucedida turnê pela Europa e ainda percorrendo diversos países da América do Sul, o Krisiun já começa a planejar novos shows pelo Brasil para celebrar seus 26 brilhantes e respeitados anos na estrada.

Cada dia mais devastadores e protagonizando impressionantes performances, Alex Camargo (baixo/vocal), Moyses Kolesne (guitarra) e Max Kolesne (bateria) seguem atraindo uma legião de fãs por onde passam com a turnê promocional do aclamado novo álbum “Forged In Fury”.

E para celebrar estas mais duas décadas de carreira em grande estilo, o power trio volta a reencontrar os fãs paulistas, no próximo dia 2 de junho, na Tropical Butantã, em São Paulo, como atração principal da segunda edição do Tropical Rock Fest.

Especialmente neste evento, o Krisiun vai apresentar o show “Black Apocalyptic Armaggedon” tocando apenas os clássicos dos seus três primeiros álbuns, “Black Force Domain” (1995), “Apocalyptic Revelation” (1998) e “Conquerors of Armageddon” (2000). Será um setlist inédito e exclusivo para esse show.

rdp-by-wander-willian-lowA outra grande atração é o Ratos de Porão, um dos nomes mais importantes da história do underground mundial. Com mais 30 anos na batalha, João Gordo (vocal), Jão (guitarra), Juninho (baixo) e Boka (bateria) se estabeleceram como um verdadeiro fenômeno global e, com o lançamento do aclamado novo álbum “Século Sinistro”, seguem mantendo a mesma vitalidade, força e irreverência do inicio de carreira.

O quarteto possui uma longa discografia com álbuns que se tornaram clássicos absolutos como “Crucificados pelo Sistema” (1984), “Cada Dia Mais Sujo e Agressivo” (1987), “Brasil” (1989) e “Anarkophobia” (1990).

Os ingressos já estão à venda, inclusive para o camarote open bar, pelo site da Ticket Brasil (https://ticketbrasil.com.br/festival/4899-tropicalrockfest2-saopaulo-sp) e pontos autorizados pela empresa na capital paulista, , Santo André, São Bernardo, São Caetano, São Mateus, São Bernardo do Campo, Osasco, Guarulhos (https://ticketbrasil.com.br/festival/4899-tropicalrockfest2-saopaulo-sp/pontos-de-venda). Mais informações no serviço abaixo.


Com espaço de 1000 m², a Tropical Butantã está comodamente localizada à 200m da estação Butantã do Metrô, possuí capacidade confortável para 2.500 pessoas, ar-condicionado, camarotes extremamente bem distribuídos, com vista privilegiada do palco, espaço ao ar livre para fumantes. Com todo o sistema de som e luz alterado, a infraestrutura da casa agora conta com equipamentos de última geração e está mais do que preparada para receber grandes artistas nacionais e internacionais.

Links relacionados:
https://www.facebook.com/krisiun.official
https://www.facebook.com/RatosdePoraoOficial
https://www.facebook.com/tropicalbutanta
https://www.facebook.com/UltimateMusicPR

cartaz-rock-fest-211-731x1024.jpg

Serviço São Paulo
Tropical Rock Fest II orgulhosamente apresenta Krisiun e Ratos de Porão
Data: 2 de Junho de 2017

Local: Tropical Butantã – http://www.tropicalbutanta.com.br
End: Av. Valdemar Ferreira, 93 – 200m da estação Butantã da Linha Amarela do Metrô
Horário: 20h (open doors)
Imprensa: press@theultimatemusic.com | 11 964.197.206
Apoio: Rádio & TV Corsário
Capacidade: 2.500 lugares
Chapelaria : R$ 10,00
E-mail: contato@tropicalbutanta.com.br
Telefone: (11) 3031.0393
Censura: 18 anos
Estacionamento: nas imediações da Tropical Butantã (sem convênio)
Estrutura: ar-condicionado, acesso para deficientes somente na pista, área para fumantes e enfermaria

SETORES/VALORES – 1° LOTE
Pista meia entrada/estudante: R$ 40,00
Pista promocional*: R$ 40,00
Pista inteira: R$ 80,00
Camarote Open Bar**: R$ 90,00
*ingressos promocional devem levar 1kg de alimento não perecível exceto sal e açúcar para doação no dia do evento.
**Open bar: água, refrigerante, cerveja, vodka, energético e catuaba
.

Informações e compra de ingressos:
# BILHETERIAS TROPICAL BUTANTÃ (Posto de venda sem taxa de conveniência)
Horário: Segunda à sábado das 11h às 18h | Formas de pagamento: apenas dinheiro
 
COMPRA PELA INTERNET – https://ticketbrasil.com.br/festival/4899-tropicalrockfest2-saopaulo-sp
***Pontos de venda autorizados em São Paulo, Santo André, São Bernardo, São Caetano, São Mateus, São Bernardo do Campo, Osasco, Guarulhos. Mais informações em https://ticketbrasil.com.br/festival/4899-tropicalrockfest2-saopaulo-sp/pontos-de-venda/
(Formas de Pagamento: dinheiro, cartões de crédito Visa, MasterCard, American Express e Dinners Club)
 
**** Para a compra de ingressos para estudantes, aposentados e professores estaduais, os mesmos devem comparecer pessoalmente portando documento na bilheteria respectiva ao show ou nos pontos de venda. Esclarecemos que a venda de meia-entrada é direta, pessoal e intransferível e está condicionada ao comparecimento do titular da carteira estudantil no ato da compra e no dia do espetáculo, munido de documento que comprove condição prevista em lei;
***** A produção do evento NÃO se responsabiliza por ingressos comprados fora do site e pontos de venda oficiais;
****** É expressamente proibida a entrada com câmeras fotográficas e filmadoras profissionais ou semi-profissionais.

Fonte: The Ultimate Music Press

concept-of-hate-e-rdp

Em plena forma e em uma crescente evolução, a banda Concept of Hate, anuncia mais um grande evento ao lado de uma das lendas do “Punk” nacional, o Ratos de Porão, lendária banda brasileira que tem como figura ícone o vocalista João Gordo.

O evento será dia 02 de abril na cidade de São Caetano do Sul/SP e irá contar com outras grandes bandas que vem se destacando no cenário nacional, entre elas, Ineox, Dispaxo, Baktéria e a já mencionada Concept of Hate como co-headliners.

As vendas de ingressos já estão sendo feitas pela organização do evento e o primeiro lote já se encontra esgotado, o segundo lote está sendo vendido pelo valor de R$30,00 e pode ser adquirido pelo site da ticket brasil (www.ticketbrasil.com.br).

Organizado pela “Mundo Alternativo”, o evento acontece na rua: Rio Grande do Sul, nº73 em São Caetano do Sul/SP, maiores informações na página oficial da agência que organiza o evento.

https://www.facebook.com/mundoalternativo10/

Fonte: Roadie Metal

16790517_972628999538012_564252828_n

10629857_394770150876743_4221589776558929799_n.jpg

Em Breve mais detalhes!

22898943840_e6ab6b7a7a_k.jpg

O Ratos de Porão, a maior banda Punk do Brasil, retorna ao Circo Voador para comemorar os 25 anos de “Anarkophobia”, o álbum mais Thrash Metal da carreira da banda. O Ratos sempre foi uma banda que conseguiu agradar a vários públicos diferenciados, dito isto, não foi surpresa de termos a banda Enterro, Black Metal, e os punks californianos do Mc RAD.

dscn8501

Ozorium (Enterro)

A primeira banda a subir no palco foi a Enterro, banda carioca que conta em seu line com alguns ex-membros do Matanza, a banda desferiu um som extremo e pesado. Alex Kaffer (Baixo / Vocal), Doneedah (Guitarra), Ozorium (Guitarra) e Perazzo (Bateria) agitaram os presentes e foram responsáveis por abrirem as primeiras rodas da noite.

dscn8543

Chuck Treece (Mc RAD)

Os caras possuem dois álbuns – “Nunc Scio Tenebris Lux” (2008) e “The Bell Of Leprous” (2011). Se você curte um som mais extremo, visceral, aconselho ouvir a banda, vai realmente se surpreender.

Após o arregaço proporcionado pelo Enterro, o trio Mc RAD entra no palco e apresenta seu set. Contando com o skatista, produtor, guitarrista e vocalista, Chuck Treece, apoiado pelo baixista do Ratos, Juninho e Rafael Stringasci nas baquetas,  o Mc RAD apresentou a sonoridade que mais destoava do cast da noite. Um punk mesclado a algumas nuances de Jazz, claro, são bons músicos, mas a sonoridade não pareceu empolgar muito os presentes.

E era a hora do aniversariante, Anarkophobia, o quinto álbum de estúdio do Ratos de Porão, na íntegra. João Gordo (Vocal), Jão (Guitarra), Boka (Bateria) e Juninho (Baixo) chegam com suas pedradas certeiras, é impressionante como um álbum escrito a 25 anos atrás ainda continua com letras tão atuais.

A banda estava sedenta. O show se dividiu em duas partes distintas, a primeira com o álbum “Anarkophobia” na íntegra, incluindo os petardos: ‘Contando os Mortos’, ‘Morte ao Rei’, ‘Sofrer’, ‘Ascensão e Queda’, ‘Mad Society’, ‘Ódio 3’, a faixa título, ‘Anarkophobia’, ‘Igreja Universal’, com uma roda insana, o cover para ‘Commando’ dos Ramones e ‘Escravo da TV’.

DSCN8524.jpg

Juninho (Ratos de Porão)

O tempo não parece passar para este quarteto, o vigor da Jão e Juninho são incontestáveis, assim como as tiradas sarcásticas e certeiras de João Gordo quanto a política nacional. Rodas de Mosh e alguns Stages Dives deram o teor do evento. Nada mais Ratos do que isso.

A segunda parte do show foi destinada a outros clássicos da carreira da banda, sons como: Conflito Violento’ (“Século Sinistro”, 2014), ‘Crucificados Pelo Sistema’ (homônimo de 1984), ‘Máquina Militar’, ‘Aids, Pop, Repressão’, ambas presentes no álbum “Brasil” de 1989 e ‘Crise Geral’ (“Dirty and Aggressive”, 1987) foram entoadas pelos presentes.

Público ensandecido na pista, músicas entoadas em uníssono, rodas de Mosh, Stage Dives que deixaram os seguranças loucos, som pesado, rebeldia com causa. Isso é o Ratos de Porão no Circo Voador.

Ratos de Porão Setlist: Contando os mortos /  Morte ao rei / Sofrer / Ascensão e Queda / Mad society / Ódio 3 / Anarkophobia / Igreja Universal / Commando (Ramones cover) / Escravo da TV / Bis: / Conflito Violento / Morrer / Crocodila / Crucificados Pelo Sistema / Amazônia Nunca Mais / Máquina Militar / Paranóia Nuclear / Realidades Da Guerra / Aids, Pop, Repressão / Beber Até Morrer / Crise Geral.

Ratos-de-Porão-Anarkophobia.jpg

Há 25 anos um álbum foi o retrato do caos em que o Brasil se encontrava: Collor estava no poder, a síndrome de imunodeficiência adquirida fazia vítimas ilustres e o sertanejo bombava nas paradas. O cenário perfeito para um dos discos mais furiosos da história do país surgir. E agora, nesse momento tão emblemático, o álbum vai ser apresentado na íntegra ao vivo por eles, que continuam cada dia mais sujos e agressivos. Dia 30 de setembro, o RATOS DE PORÃO chega ao CIRCO VOADOR para tocar de cabo a rabo o clássico ANARKOPHOBIA numa noite que conta ainda com a lendária banda de skate punk californiana McRad e o metal brutal do Enterro.

1991 foi um bom ano pra se lançar discos. Saiu ‘Nevermind’, do Nirvarna, ‘Arise’, do Sepultura, o álbum preto do Metallica, só pra citar três. Mas, enquanto lá fora o rock’n’roll parecia viver um de seus melhores momentos, o Brasil chorava com a sofrência sertaneja, enchendo de desespero os corações dos roqueiros brazucas.

Eis que ela, a banda mais digna do lado de baixo do Equador, comete essa lindeza, essa bicuda certeira no âmago da auto-estima canarinha, esse tacle nos cornéos da falsidade e da falta de esperança no futuro. Em pouco mais de trinta e sete minutos, o RATOS DE PORÃO sintetizou ódio e fúria condensados em um dos mais belicosos álbuns do cancioneiro hardcore mundial. Pepitas corrosivas como “Sofrer”, “Ascenção e Queda” e “Mad Society” mostram os músicos claramente influenciados pelo thrash, estilo que uniu punks e bangers, o que até então não se bicavam. Com riffs trabalhados no punch e distorção no pico, o RDP levantou o dedo médio do inconformismo e nele hasteou a bandeira da desgraceira para alegria dos fãs e desespero da sociedade. Em uma palavra: putaquelospariuquedisco! Além desse clássico tocado na íntegra, a noite conta com mais alguns standards da banda, especialmente selecionados para harmonizar com o requinte e a sofisticação das canções de ANARKOPHOBIA.

Antes do RDP adentrar o palco, rolam mais duas outras bandas fudidas, uma mais punk, outra mais metal, como as duas facetas do ANARKOPHOBIA. Capitaneado pelo veterano skatista Chuck Treece – que já tocou com Pearl Jam, Urge Overkill e até Billy Joel -, o McRAD vem pela primeira vez ao Circo mostrar toda a ginga e o veneno do sk8punk californiano. o grupo sonorizou vários daqueles vídeos clássicos da Bones Brigade, virando a trilha sonora de tantas tricks memoráveis e, junto com o Bad Brains – com quem Treece também toco –, enriqueceu o punk rock inserindo jazz e outras paradas cabulosas no bagulho. Uma honra receber esses mestres.

E das catacumbas do underground carioca vem o Black Metal agnóstico do ENTERRO, uma das mais queridas bandas entre os adoradores de Belzebu. Pra quem não manja dos paranuês metálicos, o ENTERRO é um projeto paralelo de dois dos mais ilustres guerreiros do metal nacional, Donida e China, respectivamente o fundador/guitarrista e o ex-baixista do Matanza. Ou melhor, Doneeda e Kaffer, como são conhecidos após o batismo negro necessário para entrar no grupo. Com letras extremas, riffs extremos, bateria e vocais extremos, a banda – que já dividiu o palco com bandas como Behemoth e Marduk – vai dar o tom fúnebre da noite.

Ratos de Porão + McRAD + Enterro: vai ser insano!

::::::::::::::::::::::::::::: ::::::::::::::::::::::::::::: :::::::::::::::::::::::::::::
RATOS DE PORAO toca Anarkophobia
E mais: McRAD + Enterro
Dia: Sexta, 30/09
Local: Circo Voador
Abertura dos Portões: 22:00

R$ 40 (meia-entrada para estudantes, menores de 21 anos e maiores de 60 anos)
R$ 40 (cliente Odeon que apresentar ingresso de algum filme do cinema ou cliente Clube Sou + Rio)**
R$ 40 (ingresso solidário válido com 1kg de alimento)
R$ 80 (inteira)

Ingressos à venda na bilheteria do Circo (dinheiro) e na Ingresso Rápidopelo link www.ingressorapido.com.br/compras/?id=52625

14138069_1192786160791452_7484569949307524243_o.jpg

Há 25 anos um álbum foi o retrato do caos em que o Brasil se encontrava: Collor estava no poder, a síndrome de imunodeficiência adquirida fazia vítimas ilustres e o sertanejo bombava nas paradas. O cenário perfeito para um dos discos mais furiosos da história do país surgir. E agora, nesse momento tão emblemático, o álbum vai ser apresentado na íntegra ao vivo por eles, que continuam cada dia mais sujos e agressivos.

Dia 30 de setembro, o RATOS DE PORÃO chega ao CIRCO VOADOR para tocar de cabo a rabo o clássico ANARKOPHOBIA numa noite que conta ainda com a lendária banda de skate punk californiana McRad e o metal brutal do Enterro. 1991 foi um bom ano pra se lançar discos. Saiu ‘Nevermind’, do Nirvarna, ‘Arise’, do Sepultura, o álbum preto do Metallica, só pra citar três. Mas, enquanto lá fora o rock’n’roll parecia viver um de seus melhores momentos, o Brasil chorava com a sofrência sertaneja, enchendo de desespero os corações dos roqueiros brazucas. Eis que ela, a banda mais digna do lado de baixo do Equador, comete essa lindeza, essa bicuda certeira no âmago da auto-estima canarinha, esse tacle nos cornéos da falsidade e da falta de esperança no futuro. Em pouco mais de trinta e sete minutos, o RATOS DE PORÃO sintetizou ódio e fúria condensados em um dos mais belicosos álbuns do cancioneiro hardcore mundial.

Pepitas corrosivas como “Sofrer”, “Ascenção e Queda” e “Mad Society” mostram os músicos claramente influenciados pelo thrash, estilo que uniu punks e bangers, o que até então não se bicavam. Com riffs trabalhados no punch e distorção no pico, o RDP levantou o dedo médio do inconformismo e nele hasteou a bandeira da desgraceira para alegria dos fãs e desespero da sociedade. Em uma palavra: putaquelospariuquedisco!

Além desse clássico tocado na íntegra, a noite conta com mais alguns standards da banda, especialmente selecionados para harmonizar com o requinte e a sofisticação das canções de ANARKOPHOBIA. Antes do RDP adentrar o palco, rolam mais duas outras bandas fudidas, uma mais punk, outra mais metal, como as duas facetas do ANARKOPHOBIA. Capitaneado pelo veterano skatista Chuck Treece – que já tocou com Pearl Jam, Urge Overkill e até Billy Joel -, o McRAD vem pela primeira vez ao Circo mostrar toda a ginga e o veneno do sk8punk californiano. o grupo sonorizou vários daqueles vídeos clássicos da Bones Brigade, virando a trilha sonora de tantas tricks memoráveis e, junto com o Bad Brains – com quem Treece também toco –, enriqueceu o punk rock inserindo jazz e outras paradas cabulosas no bagulho. Uma honra receber esses mestres.

E das catacumbas do underground carioca vem o Black Metal agnóstico do ENTERRO, uma das mais queridas bandas entre os adoradores de Belzebu. Pra quem não manja dos paranuês metálicos, o ENTERRO é um projeto paralelo de dois dos mais ilustres guerreiros do metal nacional, Donida e China, respectivamente o fundador/guitarrista e o ex-baixista do Matanza. Ou melhor, Doneeda e Kaffer, como são conhecidos após o batismo negro necessário para entrar no grupo. Com letras extremas, riffs extremos, bateria e vocais extremos, a banda – que já dividiu o palco com bandas como Behemoth e Marduk – vai dar o tom fúnebre da noite.

Ratos de Porão + McRAD + Enterro: vai ser insano!

::::::::::::::::::::::::::::: ::::::::::::::::::::::::::::: :::::::::::::::::::::::::::::
RATOS DE PORAO oficial toca Anarkophobia
E mais: McRAD + Enterro
Dia: Sexta, 30/09
Local: Circo Voador
Abertura dos Portões: 22:00

INGRESSOS:
R$ 40 (meia-entrada para estudantes, menores de 21 anos e maiores de 60 anos)
R$ 40 (cliente Odeon que apresentar ingresso de algum filme do cinema ou cliente Clube Sou + Rio)**
R$ 40 (ingresso solidário válido com 1kg de alimento)
R$ 80 (inteira)

Ingressos à venda na bilheteria do Circo (dinheiro) e na Ingresso Rápido pelo link www.ingressorapido.com.br/compras/?id=52625

3

Ratos de Porão no palco do Circo Voador

Sexta-feira 13, a data que permeia a fantasia popular, foi a noite para uma grande celebração no Circo Voador. Duas bandas icônicas celebrando o peso e a força da música pesada nacional, a primeira banda da noite foi o Krisiun, talvez o maior expoente do Death Metal atual no Brasil e que vem divulgando o álbum “Forged In Fury” (2015), fechando a noite a lenda punk, Ratos de Porão, trazendo um show calçado em covers de diversas bandas que influenciaram a sonoridade da banda.

O evento começou um pouco tarde, o público foi ocupando lentamente o Circo Voador e aproveitou para adquirir os produtos oficiais das bandas além de conferir o estande da ONG, Sea Shepperd. Após várias canções do Motorhead, e uma canção de Johnny Cash, o Krisiun sobe ao palco.

Ad-1-4

Alex Camargo (Krisiun)

Alex Camargo (Vocal / Baixo), Moyses Kolesne (Giutarra) e Max Kolesne (Bateria), subiram ao palco e agradeceram ao público, disseram que se sentiam bem no Rio de Janeiro e após o breve elogio, o trio começou a desferir sem dó nem piedade músicas como ‘Kings Of Killing’ (Apocalyptic Revelation – 1998), ‘The Will to Potency’ (The Great Execution – 2011), ‘Slaying Steel’ (Souther Storm – 2008) e a nova ‘Scars Of The Hatred’ (Forged In Fury – 2015).

A nova música foi bem aceita pelo público e manteve as ‘rodas’ a todo vapor. O som da banda é agressivo, técnico e preciso. Os caras promovem um verdadeiro massacre sonoro. O set seguiu com ‘Vengeance’s Revelation’ (Apocalyptic Revelation), ‘Sentenced Morning’ (Southern Storm), ‘Descending Abomination’ (The Great Execution).

A banda optou por fazer um set equilibrando clássicos com poucas músicas do novo álbum, além da já citada ‘Scars Of The Hatred’, ‘Ways Of Barbarism’ foi mais uma de Forged In Fury a ser executada. ‘Blood Of Lions’ (The Great Execution) se mostrou poderosa e um grande clássico da banda. As rodas não cessavam, a loucura da data misturada ao efeito sonoro das músicas deixavam todos extasiados. Fechando o set ainda tivemos o cover para ‘No Class’, música do Motorhead encontrado no clássico álbum Overkill (1979) e dedicada a mem´ria de Phil ‘Animal’ Taylor, falecido no último dia 11 de Novembro.

Depois da bela homenagem, o Krisiun ainda teve tempo para desferir ‘Combustion Inferno’ (Souther Storm), ‘Vicious Wrath’ (Assassination – 2006) e ‘Murderer’ (Works Of Carnage – 2003). Era a hora dos pescoços se realinharem e a galera se hidratar após as rodas.

02-1-5

João Gordo comandando os fãs

Com o palco re-arranjado, era a vez da banda punk mais icônica do Brasil iniciar sua apresentação, com os PAs redirecionados, dando espaço para os incontáveis “Stage-Dives” da noite (fica aqui meu apelo particular para que as pessoas usem o nome correto, porque “Mosh” é uma coisa completamente diferente de se jogar do palco, enfim), era a vez do Ratos de Porão agitar o público.

A banda composta por João Gordo (Vocais), Jão (Guitarra), Boka (Bateria) e Juninho (Baixo) iniciou o set com ‘Câncer’ e já mostrava a fúria que seria imposta na apresentação, a banda revisitou muitas músicas do álbum “Feijoada Acidente”. Clássicos do Punk / Hardcore como ‘Olho de Gato’, ‘Lobotomia’, ‘Red Tape’, ‘Pure Hate’, ‘Private Affair’, ‘O Dotadão Deve Morrer’, ‘Desemprego’ e ‘Medo de Morrer’ fizeram a cabeça dos presentes, as rodas e os stage dives não paravam.

A movimentação no palco era intensa, Juninho e Jão se moviam muito e pareciam curtir cada segundo da apresentação, Boka ditou um ritmo forte na bateria e João Gordo, a lenda punk, cantou cada música com respeito e vontade.

1

João gordo

Após o belo início com covers, o Ratos começou a mesclar músicas próprias ao set. ‘A Bomba’ (Periferia – 1982), ‘Não Podemos Falar’ (Feijoada Acidente? – 1995), ‘Só Pensa em Matar’ (Crucificados pelo Sistema – 1984), ‘Corrupção’ (presente em vários álbuns, desde a demo de 1982) se mesclavam a ‘Police Story’ do Black Flag e ‘Insight’ do Dead Kennedys.

Como a sexta-feira 13 é  segundo a crendice uma noite de coisas sobrenaturais, a disposição do ensandecido público se mostrava algo além da imaginação, algo fora do normal, todos queriam mais. E tiveram mais. O bis composto por ‘Direito de Fumar’, ‘Nós Somos a Turma’, a eterna ‘Crucificados Pelo Sistema’, ‘Beber Até Morrer’, ‘Aids, Pop, Repressão’, ‘Realidades da Guerra’ e ‘Crise Geral’ fechou a noite.

Uma noite para ser lembrada, música alta, público insano, bandas matadoras, clássicos e mais clássicos da música pesada. Que venham outras sextas-feiras 13 assim.

Setlist Krisiun: Kings Of Killing / The Will to Potency / Slaying Steel / Scars Of The Hatred / Vengeance’s Revelation / Sentenced Morning / Descending Abomination / Ways Of Barbarism / Blood Of Lions / No Class (Motorhead Cover) / Combustion Inferno / Vicious Wrath / Murderer.

Setlist Ratos de Porão: Câncer (Hino Mortal Cover) / Olho de Gato (Olho Seco Cover) / Lobotomia (Lobotomia Cover) / Red Tape (Circle Jerks Cover) / Pure Hate (Poison Idea Cover) / Private Affair (The Saints Cover) / O Dotadão Deve Morrer (Cascavelletes Cover) / Desemprego (Fogo Cruzado Cover) / Medo de Morrer (Inocentes Cover) / Bad Guy Reaction (Rezillos Cover) / Spräckta Snutskallar (Shitlickers Cover) / Raped Ass (Anti-Cimex Cover) / Papai Noel (Garotos Podres Cover) / John Travolta (AI-5 Cover) / Buracos Suburbanos (Psykóze Cover) / Catholic Boy (Dead Boys Cover) / Police Story (Black Flag Cover) / Insight (Dead Kennedys Cover) / A Bomba / Não Podemos Falar / Só Pensa em Matar / Corrupção / Kität on Natisisikoja (Kaaos Cover) / Fuck Off and Die (Chaotic Dischord Cover) / Out of Order (Disorder Cover) / Bis: Direito de Fumar / Nós Somos a Turma / Crucificados Pelo Sistema / Beber Até Morrer / Aids, Pop, Repressão / Realidades da Guerra / Crise Geral.

12122397_969390676464336_6106311661407654628_n

Novembro, sexta-feira 13. Os portões do inferno vão se abrir para que duas das mais aterradoras bandas do país espalhem o pânico e o terror no Circo Voador: Krisiun, mostrando toda sua inclemente brutalidade, e Ratos de Porão, cada dia mais sujo e agressivo!

O Krisiun tem uma história com o Circo, afinal foi a banda que estreou a nova versão da lona na Lapa. E ela foi a escolhida porque representa algo em que acreditamos: dignidade e coerência com o que faz. Além de fazer barulho, é claro! Os irmãos Moyses Koslene (guitarra), Max Koslene (Bateria) e Alex Camargo (baixo) criaram a banda em 1990 e, em pouco tempo, atingiram um nível de estupidez sonora tão intensa que o mundo começou a se perguntar de onde vinha aquele “esporro”.

Com o lançamento de “Black Force Domain” pela gravadora alemã Gun Records, a popularidade da banda cresceu na velocidade da luz e eles começaram a frequentar os palcos dos festivais mais importantes como Milwaukee Metal Fest e o Rockstadt Extreme Fest. Desde então, a avassaladora conquista mundial não parou. Depois de shows memoráveis no Circo, o trio conseguiu uma vaga no meio de sua turnê mundial pra vir lançar o novo disco, “Southern Storm”, saudado por ícones do gênero como o melhor deles até hoje.

Juntar o Krisiun e o Ratos do Porão em uma noite é uma ideia que nos persegue há muito tempo. Afinal, o RDP é uma verdadeira instituição nacional, possivelmente a maior usina de som e fúria jamais criada nesse país. Há 31 anos prestando bons serviços ao hardcore mundial, o quarteto conseguiu afiar ainda mais a sua motosserra do inferno e consolidar seu lugar no panteão das maiores desgraceiras sonoras em todos os tempos. Além de todos os shows antológicos que fizeram na lona, o RDP foi responsável por um dos momentos mais emblemáticos do Circo: a expulsão do então prefeito Conde da lona após ele invadir o show dos caras com uma fanfarra. Pode-se dizer que João Gordo e sua turma ajudaram e muito ao Circo ser o que é hoje.

Dessa vez , o RDP preparou um show especial para os amados fãs cariocas. Vão tocar na íntegra os covers que integram as duas edições de Feijoada Acidente. Gravado como uma tiração de sarro com o “Spagehtti Incident” do Guns and Roses, o disco duplo reúne músicas nacionais e gringas que sempre fizeram a cabeça do grupo. E tome versões de Olho Seco, Lobotomia, Patife Band, GBH, Black Flag, Dead Kennedys e muito mais.

Para essa noite vamos ter que dar um reforço na estrutura da lona, principalmente, se o Ratos convidar o guitarrista do Krisiun para mostrar ao vivo a participação dele em Neocanibalismo e Progeria Power do Anti Cimex, gravado no último e absolutamente fodástico álbum da banda “Século Sinistro”.Uma noite com um potencial destrutivo tão absurdo que não vão sobrar nem as baratas.

::::::::::::::::::::::::::::::::: ::::::::::::::::::::::::::::::::: :::::::::::::::::::::::::::::::::
Ratos de Porão + Krisiun
Sexta-feira, 13/11
Circo Voador

Ingressos:
R$ 40 (meia-entrada para estudantes, menores de 21 anos e maiores de 60 anos)
R$ 40 (cliente Odeon que apresentar ingresso de algum filme do cinema ou cliente Clube Sou + Rio)**
R$ 40 (ingresso solidário válido com 1kg de alimento)
R$ 80 (inteira)