Posts com Tag ‘Plebe Rude’

O palco do Carioca Club, em São Paulo, recebe nesta sexta-feira (12), a partir das 19h, duas emblemáticas bandas, de distintas gerações, do rock nacional: a Plebe Rude faz show completo alusivo aos 40 anos de carreira e, antes, a Vespas Mandarinas abre a noite com o show de lançamento do disco ‘Cala Boca Já Morreu Ao Vivo’.

A realização é da Orangeira Music com o Carioca Club. Os ingressos, em segundo lote, estão à venda no Clube do Ingresso: http://www.clubedoingresso.com/evento/pleberude.

A Plebe Rude é uma das bandas mais representativas da história do rock brasileiro. Foi formada em julho de 1981, em Brasília, e carrega na bagagem sete álbuns de estúdio e três ao vivo.

Nesta retomada de shows com público, a banda realiza o show especial de 40 anos, com sucessos de toda a carreira, desde os primórdios até o álbum ‘Evolução, vol. 1′, além do single recém lançado ’68’, que faz parte da segunda parte do álbum duplo ‘Evolução’, que será lançada em breve. Músicas como ‘Até Quando Esperar’, ‘Proteção’, ‘Censura’, ’68’ e ‘O Que se Faz’, entre outras, são esperadas pelos fãs na apresentação.

A Plebe Rude é hoje formada por Philippe Seabra nos vocais e na guitarra e André X no baixo, esses dois membros fundadores da banda, além de Clemente Nascimento nos vocais e guitarra e Marcelo Capucci na bateria.

A noite também é especial para a Vespas Mandarinas, que abre o evento nesta sexta-feira com o show oficial de lançamento do disco ao vivo ‘Cala a Boca Já Morreu’, gravado durante apresentações na capital paulista em 2019.

O álbum, na mesma data, chega às plataformas de streaming pelo selo Orangeira Music.

Nesta nova fase, a Vespas é Thadeu Meneghini (vocalista, baixista), Bart Silva (baterista) e Sobera (guitarrista).

Serviço
Plebe Rude 40 anos em São Paulo
Abertura: Vespas Mandarinas
Evento: https://www.facebook.com/events/2922733561312308
Data: 12 de novembro de 2021
Horário: 19h (abertura); 20h (início)
Local: Carioca Club
Endereço: Rua Cardeal Arcoverde, 2899 – Pinheiros (São Paulo/SP)
Classificação etária: 16 anos
Ingresso: https://www.clubedoingresso.com/evento/pleberude (1º lote esgotado)

Tedesco Mídia

image002

Plebe Rude em show de gravação do “Primórdios”| Divulgação

A banda Plebe Rude – uma das primeiras bandas punks do país, surgida nos anos finais da ditadura militar – anuncia o lançamento, em todas as plataformas de streaming, do álbum “Primórdios”, com canções compostas entre 1981 e 1983, e, dentre elas, nove músicas inéditas. Trata-se de um conteúdo ao vivo, gravado no final de 2017 durante um show no Espaço Som, em São Paulo, produzido pelo Showlivre.com e dirigido por Walter Abreu e Rapha Al. A banda apresenta a novidade no Rio de Janeiro dia 09 de junho, no Circo Voador, com abertura da Banda Zero.

A ideia do álbum surgiu após o lançamento do livro “Meninos em Fúria”, uma co-autoria do integrante Clemente Nascimento (guitarra e voz) e do escritor Marcelo Rubens Paiva, quando Philippe Seabra (guitarra e voz, igualmente) viu a necessidade de também resgatar suas memórias para um futuro livro – ainda em fase de escrita. Durante suas pesquisas sobre as músicas iniciais, como foram feitas e inspiração por trás delas, junto com André X (baixo e voz), Seabra percebeu a força daquele trabalho pioneiro, que ficou enterrado por baixo do peso do primeiro álbum, “O Concreto Já Rachou”, e do segundo “Nunca Fomos tão Brasileiros”.

“Algumas músicas entraram nos primeiros dois álbuns, mas a maioria é inédita. Conseguimos resgatá-las graças às consultas ao jornalista Paulo Marchetti, e, além de jornalista, também pesquisador musical Olímpio Cruz Neto, que guardaram demos e gravações de shows raros”, explica Seabra.

Com o repertório definido, o próximo passo seria recriar o ambiente da época para a apresentação inédita e gravação do álbum. “Conseguimos reproduzir no Espaço Som o clima daqueles anos, onde o rock era maldito, no sentido de não pertencer a algum mercado ou público mainstream, e muito menos com perspectiva de alguma carreira. Era só a urgência de uma geração, servia como uma força propulsora, e vinda de Brasília”, complementa. O show e, consequentemente, o álbum, tem participação especial de Gabriel Thomaz e Erika Martins, do Autoramas, a música “Dança de Semáforo”.

A escolha por São Paulo para a gravação é uma declaração de amor da banda à cidade onde conheceram o punk no sentido literal, apresentado por Clemente, e onde tocaram nos espaços undergrounds que marcaram a história, como Napalm, Rose Bom Bom, Madame Satã e Tifon .

“Esse registro é mais que um resgate. É a comemoração de um tempo onde a música conectava as pessoas. Onde o faça-você-mesmo dependia de amigos, suor e lágrimas. Onde o mundo era muito maior do que parece hoje e tínhamos que nos unir para não sermos engolidos pelo sistema. São músicas rústicas, inocentes e simples, mas feitas numa época que o que importava era estar no palco cantando para gente igual a você, sobre problemas em comum: falta de perspectiva, tédio, desinformação, censura, controle e adolescência”, finaliza André X.

FICHA TÉCNICA ÁLBUM “PRIMÓRDIOS”

Plebe Rude

André Mueller – Baixo e voz

Clemente Nascimento – Guitarra e Voz

Marcelo Capucci – Bateria e backing

Philippe Seabra – Guitarra e voz

Showlivre.com:

Direção: Walter Abreu

Edição Final: Rapha Al

Direção Artística: Clemente Nascimento

Estúdio Espaço Som – Áudio

Wagner Bernardes / Bruno Scarabotto – Gravação

Wagner Bernardes – Mixagem e Masterização

Jeferson Bem – Direção Executiva

Guilherme De Ruiz – Coordenação Geral

Plebe Rude lança “Primórdios” @ Circo Voador

Sábado, dia 09 de junho de 2018, às 22h

Endereço: Rua dos Arcos, S/N – Rio de Janeiro

Ingressos: 1º Lote: R$ 40 (meia-entrada para estudantes, menores de 21 anos e maiores de 60 anos); R$ 40 (cliente Odeon que apresentar ingresso de algum filme do cinema ou cliente Clube Sou + Rio); R$ 40 (ingresso solidário válido com 1kg de alimento); R$ 80 (inteira)
2º Lote: R$ 50 (meia-entrada para estudantes, menores de 21 anos e maiores de 60 anos); R$ 50 (cliente Odeon que apresentar ingresso de algum filme do cinema ou cliente Clube Sou + Rio); R$ 50 (ingresso solidário válido com 1kg de alimento); R$ 100 (inteira)
Vendas: https://www.ingressorapido.com.br/event/5346

Capacidade: 2mil pessoas

 

Fonte: Diene Guedes // Press Pass

33505949_2036529193083807_6334798619517911040_n

A lenda do punk rock nacional está de volta à Lapa com toda sua fúria candanga para lançar o DVD do aclamado show ‘Primórdios’: PLEBE RUDE no Circo Voador! No repertório, pedradas compostas no início da década de 80 e alguns petardos inéditos para alvoroçar ainda mais o público.

:::::::::::::::::::::::: :::::::::::::::::::::::: :::::::::::::::::::::::: ::::::::::::::::::::::::
Plebe Rude + BANDA ZERØ
Lançamento do DVD ‘Primórdios’
Abertura:
Data: Sábado, 09/06
Abertura dos Portões: 22:00
Local: Circo Voador

1º Lote:*
R$ 40 (meia-entrada para estudantes, menores de 21 anos e maiores de 60 anos)
R$ 40 (cliente Odeon que apresentar ingresso de algum filme do cinema ou cliente Clube Sou + Rio)**
R$ 40 (ingresso solidário válido com 1kg de alimento)
R$ 80 (inteira)

2º Lote:*
R$ 50 (meia-entrada para estudantes, menores de 21 anos e maiores de 60 anos)
R$ 50 (cliente Odeon que apresentar ingresso de algum filme do cinema ou cliente Clube Sou + Rio)**
R$ 50 (ingresso solidário válido com 1kg de alimento)
R$ 100 (inteira)
*Lote sujeito a alteração sem aviso prévio

Ingressos à venda na bilheteria do Circo e na Ingresso Rápido pelo link http://bit.ly/PlebeRudenoCirco

Data: Sábado / 9 de junho

Horário: 22:00 – 1:00

Endereço: Rua dos Arcos s/n, Rio de Janeiro

 

Cultura-abre-825x550.jpg

A lenda do punk rock nacional está de volta à Lapa com toda sua fúria candanga para lançar o DVD do aclamado show ‘Primórdios’: PLEBE RUDE no Circo Voador! No repertório, pedradas compostas no início da década de 80 e alguns petardos inéditos para alvoroçar ainda mais o público.

:::::::::::::::::::::::: :::::::::::::::::::::::: :::::::::::::::::::::::: :::::::::::::::::::::::: 
Plebe Rude
Lançamento do DVD ‘Primórdios’
Data: Sábado, 09/06
Abertura dos Portões: 22:00
Local: Circo Voador

1º Lote:*
R$ 40 (meia-entrada para estudantes, menores de 21 anos e maiores de 60 anos)
R$ 40 (cliente Odeon que apresentar ingresso de algum filme do cinema ou cliente Clube Sou + Rio)**
R$ 40 (ingresso solidário válido com 1kg de alimento)
R$ 80 (inteira)

2º Lote:*
R$ 50 (meia-entrada para estudantes, menores de 21 anos e maiores de 60 anos)
R$ 50 (cliente Odeon que apresentar ingresso de algum filme do cinema ou cliente Clube Sou + Rio)**
R$ 50 (ingresso solidário válido com 1kg de alimento)
R$ 100 (inteira)
*Lote sujeito a alteração sem aviso prévio

Ingressos à venda na bilheteria do Circo e na Ingresso Rápido pelo link: http://bit.ly/PlebeRudenoCirco

plebe_alta2_crédito Dhyana Mai.jpg

Plebe Rude se apresenta no Festival de Inverno Rio 2017 neste sábado, dia 15

A Plebe Rude, depois de abrirem 5 shows para o Guns N’Roses na turnê Not In This Lifetime Tour Latin América Tour 2016, a Plebe Rude apresentação no Festival de Inverno Rio 2017, que faz parte da turnê comemorativa dos 30 anos do primeiro “full lenght”, o álbum “Nunca Fomos Tão Brasileiros”.  O show no Rio de Janeiro acontece neste sábado, dia 15, no Marina da Glória.

Produzida por Herbert Vianna, a obra “Nunca Fomos tão brasileiros”, composta por onze faixas, apresentou ao público jovem a maturidade musical do grupo brasiliense: com forte influência do pós-punk inglês, eles abriram novas possibilidades para o rock nacional. Não é à toa que a produção também contou com a orquestração do experiente Jaques Morelenbaum.

Músicas como Bravo Mundo Novo, Nova Era Tecno, Censura, Nunca Fomos Tão Brasileiros, Códigos, traçaram tornaram-se hits instantâneos entre os “plebeus”, e receberam elogios em toda a imprensa especializada da época.

Além de Philippe Seabra (guitarra e voz), a banda conta com André X, fundador da Plebe (baixo), Clemente (Inocentes) (guitarra e voz), e o brasiliense Marcelo Capucci (bateria). 

Sobre a Plebe Rude

A banda de rock formada em 1981, em Brasília, começou se destacando no meio punk-rock por volta de 1982, numa época em que a efervescência roqueira da capital federal era grande. Intitulado “O Concreto Já Rachou”, o primeiro disco do grupo foi lançado em 1985, às vésperas da abertura política do país, em um período de redemocratização.

O segundo álbum, “Nunca Fomos Tão Brasileiros”, surgiu no contexto da criação da nova Constituição, em 1988. No terceiro disco, homônimo, a banda buscou explorar as raízes brasileiras, criando o embrião do forró-rock, que teve seu ápice anos depois com os Raimundos. Antes de darem uma pausa na carreira em meados da década de 90, o grupo ainda lançou o quarto disco, “Mais raiva do que Medo, de 1993”.

A Plebe Rude retornou às atividades em 2000, com o álbum ao vivo “Enquanto a Trégua Não Vem”. Quatro anos depois, o guitarrista Clemente Nascimento, da banda Inocentes, passou a integrar o grupo, trazendo um estilo mais punk agressivo ao quinto álbum de estúdio, “R ao Contrário (2006). Cinco anos depois, a banda lançou um novo disco ao vivo, “Rachando Concreto”, ao vivo em Brasília. Em 2014, é lançado “Nação Daltônica”, seu mais recente álbum.

Plebe Rude no Festival de Inverno Rio 2017 @ Marina da Glória

Sábado, 15 de julho de 2017, a partir das 19h

Endereço: Av. Infante Dom Henrique, S/N – Glória

Ingressos: entre R$65 e R$210

Vendas: http://www.ingressocerto.com/festival-de-inverno-rio-2017-rock-brasil-35-anos-p149852

 

Fonte: Press Pass / Diene Guedes

14079747_1187158454687556_6582806805686135244_n

Duas lendas do Rock Nacional de volta ao palco que as consagrou para uma noite avassaladora. Sexta, dia 9 de setembro, a fúria candaga da PLEBE RUDE encontra os indecorosos baianos do CAMISA DE VÊNUS pra lançarem seus novos – e arrebatadores – discos.

O que os autores de hinos como ‘Até Quando Esperar’ e ‘Proteção’ têm a dizer de tão contundente a essa geração hiperconectada? É o que eles vão mostrar nas músicas do novo álbum, ‘Nação Daltônica’, que pelo título já mostra como a Plebe continua com as garras afiadas e a o punch certeiro. Oito anos depois de seu último disco, a banda inflama ainda mais o discurso direto e contundente que vai na contramão do “punk ostentação” e mostra que valeu a pena manter intactos os princípios que os tornaram amados e respeitados até hoje. Músicas como ‘Retaliação’ e ‘Tudo que Poderia Ser’ irão figurar ao lado de clássicos como ‘Minha Renda’, ‘Nunca Fomos Tão Brasileiros’ e ‘Brasília’ mostrando que, como disse o mais novo agregado à banda, Clemente, “essa é uma geração que veio para revolucionar a música popular brasileira, pintar de negro a ‘Asa Branca’, atrasar o ‘Trem das Onze’, pisar sobre as flores de Geraldo Vandré e fazer da Amélia uma mulher qualquer”.

E o que teria feito uma banda que sempre preferiu ostentar um nome polêmico a abrir concessões ao mercado e voltar a gravar ‘Dançando na Lua’, o primeiro disco do Camisa após 20 anos? Não bastaria apenas tocar as dezenas de sucessos como ‘Bete Morreu’, ‘O Adventista’ e ‘Eu Não Matei Joana D’Arc’, que obrigaram o mainstream a engolir o niilismo punk do grupo, e seguir a vitoriosa turnê que marcou o retorno aos palcos do grupo no ano passado? O que Marcelo Nova e Cia têm a dizer a essa molecada que curte fazer tatuagem de cadeia, mas não cogita a ideia de ser preso? Segundo o crítico do G1, Mauro Ferreira, “o som de músicas como ‘A Urna da Obsessão’ e ‘Como no Inferno de Dante’ (em cuja letra Marcelo se queixa do “cheiro insuportável dos domingos”) é fiel aos cânones básicos do rock. Sem inventar moda, mas tampouco sem soar retrô, o Camisa de Vênus dança na lua conforme a música ditada pela cartilha do rock.”

Camisa de Vênus + Plebe Rude: essa é a oportunidade de ver duas das bandas que abrasileiraram o rock com dignidade mostrarem como é que se faz barulho!

::::::::::::::::::::::::::::::::::::: ::::::::::::::::::::::::::::::::::::: :::::::::::::::::::::::::::::::::::::
Camisa de Vênus Oficial e Plebe Rude
Dia: Sexta, 09/09
Abertura dos portões: 22h
Local: Circo Voador

1º Lote:*
R$ 40 (meia-entrada para estudantes, menores de 21 anos e maiores de 60 anos)
R$ 40 (cliente Odeon que apresentar ingresso de algum filme do cinema ou cliente Clube Sou + Rio)**
R$ 40 (ingresso solidário válido com 1kg de alimento)
R$ 80 (inteira)

2º Lote:*
R$ 50 (meia-entrada para estudantes, menores de 21 anos e maiores de 60 anos)
R$ 50 (cliente Odeon que apresentar ingresso de algum filme do cinema ou cliente Clube Sou + Rio)**
R$ 50 (ingresso solidário válido com 1kg de alimento)
R$ 100 (inteira)
*Lote sujeito a alteração sem aviso prévio

Ingressos à venda na bilheteria do Circo (dinheiro) e na Ingresso Rápido:: https://www.ingressorapido.com.br/compras/?id=52211