Posts com Tag ‘News’

INFINITAS: When Iron Maiden meets Eluveitie

Publicado: 04/12/2019 por Pedro Mello em News
Tags:,

thumbnail.jpg

INFINITAS were founded in 2009 and they’re really taking off. Not only did their single “Skylla” make it into the Swiss Charts (19th place) for two weeks in 2018 and first place into Radio Sunshine Hörercharts, the band has also supported Eluveitie at their Album Release Show in 2019. They’ve already rocked a show at Z7 in Pratteln, at MetalDays in Slovenia, and have shared the stage with Alestorm, Butcher Babies and Burning Witches

Combining several different styles of metal underlaid with folk violin and multitalented woman vocals gives INFINITAS’ music a unique touch. The band has a very special concept which runs like a thread through their songs and albums. A story of a middle-aged world in which demons rule over the good and bad.

INFINITAS gives the listener a deep insight into the fantasy world of Lunatris and leads them through a tale of the demon possessed city.

Line-up:
Andrea Böll, Vocals, Percussion
Selv Martone, Guitar, Virtual Instruments
Savannah Childers, Violin
Pirmin ‘Piri’ Betschart, Drums, Vocals, Percussion, Clarinette

Live-Session Musicians:
Marcel ‘Camel’ Koller, Bass, Background Vocals

Country: Switzerland
Genre: Melodic Metal

Links:

https://www.infinitasband.ch
https://www.facebook.com/infinitasband
https://www.youtube.com/user/Infinitasmetal
https://www.infinitasmetal.bandcamp.com
https://www.instagram.com/infinitasband
https://open.spotify.com/artist/2Xq1pzNcmKSelL8t5LriTo
https://www.twitter.com/infinitasband

Against PR

 

Exequator - Capa.jpg

Ganhando cada vez mais destaque na cena Heavy Metal do interior gaúcho, a banda EXEQUATOR, formada por Adso Crespo e Julian Pinho (guitarras), Lucas Ollé (baixo), Gean Cunha (bateria) e Robson Lacerda (vocal) está lançando um vídeo clipe para a música “Puppets”, lançada recentemente em todas as plataformas digitais em formato de single. Desde 2014 na ativa, o grupo de Bagé não poupa esforços em garantir seu espaço, e como conta o vocalista Robson Lacerda, o trabalho realizado em 2019 foi só uma palhinha do que virá no próximo ano: “Estamos muito satisfeitos com a receptividade do single e dos shows que temos feito, com uma ótima resposta do público. O lançamento do video clipe só vem coroar esta boa fase e abrir caminho para mais novidades!”.

 roduzido pelo vocalista, com o apoio técnico de Igor Montanari, a ideia básica do clipe é a seguinte: “O clipe retrata o modo como o ser humano vive os dias atuais: fora de controle, individualmente a beira do colapso, mas em contraponto é controlado e canalizado por pessoas poderosas que nos fazem ou a base de força, ou com a sutileza de indução, nos tornar engrenagens servindo a um propósito de enriquecimento e manutenção de poder dos que ali já estão.”.

Assista ao video clipe:

E no próximo final de semana a banda tocará em sua própria cidade, no Super Moto, no domingo, 08/12, a partir das 20h. No repertório, músicas próprias como “Puppets”“Gods” e covers de Ozzy e Helloween. Já no dia 21/12 a banda tocará com o guitarrista Luis Kalil na Chopperia Malp, também em Bagé. Para agendar shows com a banda, basta entrar em contato através da página da banda no Facebook ou pelo e-mail wargodspress@gmail.com.

Ouça “Puppets” no Spotify:

https://spoti.fi/2MKwaPE

Contatos:
Facebook: www.facebook.com/exequatorofficial

Instagram: www.instagram.com/exequatorband

Assessoria de Imprensa: www.wargodspress.com.br

Wargods Press

07-12-2019-Mais-do-Mesmo-FLYER-1080-900.jpg

Sucesso sempre que se apresenta no Teatro Rival Petrobras, a banda Mais do Mesmo fará seu 14° show na casa, no dia 7 de dezembro (sábado), às 22h. Este será o último show no Rio de Janeiro da turnê “1 Minuto de Silêncio. 2 Horas de Show!”, que presta tributo aos 23 Anos da morte do Renato Russo. A banda passará por todas as fases do artista – Aborto Elétrico, Trovador Solitário e Legião Urbana –, tocando grandes clássicos, músicas menos conhecidas, versões exclusivas e algumas surpresas.    

A MAIS DO MESMO é considerada a principal banda cover da Legião Urbana no Brasil (Revista ShowBizz – Outubro/1998 e TV Globo/2018) o show é certeza um espetáculo emocionante para cantar juntos sucessos que marcaram a música brasileira. Em 20 anos, a banda já fez mais de 500 shows.

A banda gravou pela Som Livre a faixa “Vamos Fazer um Filme”, no CD Tributo a Renato Russo. A participação aconteceu ao lado de grupos como Engenheiros, Cidade Negra, Raimundos, Wilson Sideral e outros

 Prêmios

Maior Banda Cover da Legião Urbana do Brasil 1998 – 2018
Melhor Show Cover de 2018
Banda com maior público no Teatro Rival Petrobras 2012 à 2018
Banda com maior público no Rota 65 – 2017 / 2018

 


Serviço

Teatro Rival Petrobras – Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Centro/Cinelândia – Rio de Janeiro. 

Data: 07 de dezembro (sábado). 

Horário: 22h. 

Abertura da casa: 21h. 

Ingressos: Pista R$80,00 (inteira) Mezanino R$100,00 (inteira). 

Venda antecipada pela Eventim – http://bit.ly/TeatroRival_Ingressos2GIaEKp 

Bilheteria: Terça a Sexta das 13h às 21h | Sábados e Feriados das 16h às 22h 

Censura: 18 anos. www.rivalpetrobras.com.br

Informações: (21) 2240-9796. 

Capacidade: 350 pessoas. 

Metrô/VLT: Estação Cinelândia.

 

*Meia entrada: Estudante, Idosos, Professores da Rede Pública, Funcionários da Petrobras, Clientes com Cartão Petrobras e Assinantes O Globo

SG Assessoria de Imprensa

05-12-2019-A-Cor-do-Som-FLYER-1080-900-1.jpg

Em dezembro, o Teatro Rival Petrobras tem comemoração histórica! O grupo A Cor do Som, que sacudiu a galera nos anos 1970/80 com inúmeros sucessos, completou 40 anos de carreira e, para celebrar a marca, apresenta o CD “A Cor do Som – 40 anos”, que chega agora ao mercado no formato CD físico. O grupo – que mantém a formação original com Armandinho (guitarra e voz), Dadi (baixo e voz), Mú Carvalho (teclados e voz), Gustavo Schroeter (bateria) e Ary Dias (percussão) – vai contar, no show do dia 5 de dezembro, com participações dos músicos da nova geração: Luiz Lopes (guitarra e vocal) e Pedro Dias (baixo e vocal), da banda Filhos da Judith.

No show de lançamento do CD, o grupo apresentará novas canções como “Alvo certo”, de André Carvalho e Dadi Carvalho, e “Somos da cor”, de Armandinho e Maria Vasco, além de releituras de seus maiores sucessos, como “Abri a porta”, de Gilberto Gil e Dominguinhos; “Alto astral”, de Mú Carvalho, Dadi e Evandro Mesquita; “Zanzibar”, de Armandinho e Fausto Nilo; e “Swingue menina”, de Mú Carvalho e Morais Moreira.

O novo disco conta com convidados ilustres: Gilberto Gil (voz e violão em “Abri a porta”), Roupa Nova (em “Alto astral”), Samuel Rosa (voz em “Zanzibar”), Lulu Santos (voz em “Swingue menina”), Djavan (voz em “Alvo certo”), Moska (violão e voz em “Magia tropical”), Flávio Venturini (órgão e voz em “Eternos meninos”) e Natiruts (em “Semente do amor”).

Texto sobre o CD “A Cor do Som – 40 anos”, do jornalista e crítico musical Antônio Carlos Miguel

Caso raro de grupo que se mantém unido e criativo em quatro décadas de carreira, A COR DO SOM comemora o feito com um disco certeiro e vigoroso. O repertório de “40 anos” tanto aponta para o futuro, com cinco canções novas, quanto reafirma o passado original da banda, em sete regravações de clássicos tirados de seus primeiros álbuns. O resultado é vintage, fiel ao estilo criado por Armandinho, Dadi, Mú Carvalho, Gustavo Schroeter e Ary Dias; e contemporâneo, em refinada produção do Roupa Nova Ricardo Feghali (que também participou no piano ou nas programações e dividiu os arranjos com A Cor do Som).

“A Cor do Som 40 anos” terá também uma versão em vinil. Mais um brinde desse bolo musical de aniversário, que também traz deliciosas cerejas nas participações especiais de Gilberto Gil (voz e violão em “Abri a porta”), Roupa Nova (em “Alto astral”), Samuel Rosa (voz em “Zanzibar”), Lulu Santos (voz em “Swingue menina”), Djavan (voz em “Alvo certo”), Moska (violão e voz em “Magia tropical”), Flávio Venturini (órgão e voz em “Eternos meninos”) e Natiruts (em “Semente do amor”).

Com sua inusitada e orgânica fusão de pop, choro, trio elétrico e progressivo, A Cor do Som foi a grande surpresa da música brasileira em fins dos anos 1970, antecipando o rock que iria imperar na década seguinte. O grupo começou a nascer no primeiro álbum solo de Moraes Moreira, em 1975, recém-saído dos Novos Baianos. Estavam nessas gravações  Dadi (o jovem baixista carioca que tinha entrado para a comunidade musical dos Novos Baianos e também tocava com Jorge Ben), Armandinho (o mestre da guitarra baiana e do bandolim, filho do Osmar, um dos inventores do trio elétrico) e Gustavo (outro carioca, baterista que veio do grupo A Bolha e também músico de Jorge Ben), com  Mú (pianista e tecladista, irmão caçula de Dadi) estreando profissionalmente em uma faixa – e, logo em seguida, incorporado à banda nos shows. Já Ary Dias (percussionista baiano que veio de Banda do Companheiro Mágico), tocou no disco de estreia d’A Cor, mas só entrou oficialmente, completando a formação clássica, a partir do segundo álbum.       

Como Dadi, mais de três décadas depois, contou no livro de memórias “Meu caminho é chão e céu” (Record, 2014), a paixão de Armandinho e Mú pelo choro foi o estímulo para as primeiras músicas do grupo que começava a nascer. Quanto ao nome, foi pedido emprestado a Galvão e Pepeu Gomes, que chamavam de A Cor do Som o núcleo instrumental dos Novos Baianos.

Após dois discos instrumentais de grande repercussão junto à crítica, “A Cor do Som” (1977) e “Ao vivo” (registro do show no Festival de Jazz de Montreux , em julho de 1978), as portas se abriram de vez para o grupo quando Armandinho, Dadi e Mú também assumiram os microfones. Parcerias deles com, entre outros, Moraes Moreira e Fausto Nilo ou composições feitas especialmente para A Cor por Caetano e Gil garantiram as altas execuções nas emissoras de rádio e TV e os shows lotados por todo o Brasil.

Sucesso sem precedentes que durou por cerca de cinco anos, até o grupo ser atropelado pelo rock da geração seguinte. A partir do século XXI, o original som d’A Cor, que antecipava a mistura do rock com ritmos brasileiros, voltou a ser valorizado, citado como referência por muitos dos artistas que surgiram depois. Reconhecimento que é celebrado agora em “40 anos”. Como os bons vinhos, A Cor do Som soa melhor ainda com o passar do tempo, e brinda com esse diversificado leque de convidados.

A Cor do Som – 40 anos

https://www.facebook.com/ACordosomOficial/  

Serviço

Teatro Rival Petrobras – Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Centro/Cinelândia – Rio de Janeiro. 

Data: 05 de dezembro (quinta-feira). 

Horário: 19h30. 

Abertura da casa: 18h. Ingressos: Setor A R$100,00 (inteira) R$50,00 (lista amiga) Setor B R$80,00 (inteira) R$60,00 (promoção para os 100 primeiros pagantes) R$40,00 (lista amiga) . 

Venda antecipada pela Eventim – http://bit.ly/TeatroRival_Ingressos2GIaEKp 

Bilheteria: Terça a Sexta das 13h às 21h | Sábados e Feriados das 16h às 22h 

Censura: 18 anos. www.rivalpetrobras.com.br

Informações: (21) 2240-9796. 

Capacidade: 350 pessoas. 

Metrô/VLT: Estação Cinelândia.

 

*Meia entrada: Estudante, Idosos, Professores da Rede Pública, Funcionários da Petrobras, Clientes com Cartão Petrobras e Assinantes O Globo

 

SG Assessoria de Imprensa

INNER CALL: Banda disponibiliza novo single

Publicado: 04/12/2019 por Pedro Mello em News, Uncategorized
Tags:,

InnerCallRunManRun.jpg

Dando continuidade sua árdua luta em prol do mais puro e genuíno Heavy Metal Tradicional o INNER CALL grava a música “Run Man, Run.”; música que originalmente faria parte do track list do elogiado EP “Elementals” (2018) juntamente com outras duas, o que fecharia um full álbum.

Confira ao lado depoimento do baterista Luiz Omar (força motriz da banda) sobre esta nova investida na carreira do INNER CALL: “Apesar de longos sete anos de sua composição, “Run Man, Run”, sua letra está mais atual que nunca, uma viagem ao passado baseada em fatos reais e que (tenta) forçar o ouvinte a questionar alguns pontos sobre a situação atual do país.!

O liryc vídeo está disponível para audição e reflexão sobre nossa História recente e atual, confira nos links abaixo:

Youtube: 

Direto no site da banda: http://innercall.com.br/site/run-man-run-available-lyric-video-for-the-new-single/#.XcyORANxyoI.whatsapp

Fonte: TMV Press

Destaque-Titãs-Trio-Acústico.jpg

Os Titãs são incansáveis. Depois de lançar CD e DVD da primeira ópera rock brasileira, “Doze Flores Amarelas”, e enquanto organizam a turnê da ópera – que percorrerá teatros do Brasil em 2019 – seguem na estrada com o show Elétrico, com um mix de grandes sucessos e algumas canções de Doze Flores Amarelas, os Titãs encontram tempo para realizar tardiamente o desejo de fãs que exigem desde 2017 uma comemoração pelos vinte anos do clássico Titãs Acústico MTV.

Lançado em 1997, Titãs Acústico MTV foi um projeto de extraordinário sucesso, o mais exitoso de todos os Acústicos MTV, um fenômeno com mais de dois milhões de cópias vendidas, ganhador de discos de ouro, platina e diamante.

Branco Mello, Sérgio Britto e Tony Bellotto cavaram um tempo em suas agendas e montaram um show afetivo e despojado, em que os três – munidos apenas de violões, piano, guitarra acústica e contrabaixo – recriam canções do Titãs Acústico MTV e acrescentam outras pérolas de seu repertório, como “Epitáfio”, “Isso”, “Enquanto Houver Sol”, “Porque Eu Sei Que é Amor”, “Toda Cor” e muitas outras. Esse show ainda contará com as participações especiais de Mário Fabre e Beto Lee. O espetáculo é dirigido por Otávio Juliano.

Entre as canções, Branco, Britto e Tony – chamados pelos fãs de Trio de Ferro – contam histórias e trocam ideias com o público, aproveitando o clima intimista do show, coisa rara em sua longa carreira.

Equilibrando glórias do passado e desafios do futuro, os Titãs contemplam o presente em mais uma grande celebração.

SERVIÇO

Preços:

Camarote A: Inteira (R$260) / Meia (R$130)
Camarote B: Inteira (R$220) / Meia (R$110)
Camarote C: Inteira (R$160) / Meia (R$80)
Frisa: Inteira (R$180) / Meia (R$90)
Setor 1: Inteira (R$260) / Meia (R$130)
Setor 2: Inteira (R$220) / Meia (R$110)
Setor 3: Inteira (R$180) / Meia (R$90)
Setor 4: Inteira (R$140) / Meia (R$70)
Setor 5: Inteira (R$100) / Meia (R$50)

Observação:

Preços sujeitos a alteração sem aviso prévio.

Pontos de venda:

Internet: http://vivorio.com.br/compre-seu-ingresso/?esid=2582194

Bilheteria Oficial

Vivo Rio – Sem Taxa de Conveniência
Av. Infante Dom Henrique, 85 – Parque do Flamengo, Rio de Janeiro, RJ
De segunda a sábado das 10h às 19h
Domingos e feriados das 10h às 18h
Venda e retirada de ingressos dos eventos do Vivo Rio.

Mais informações: Tel.: 21 2147-8060

Classificação: 18 anos

mail.jpg

O heavy metal produzido na Suécia é referência mundial ao estilo, tendo o Evergrey como banda essencial neste processo. Em 23 anos, o vocalista e guitarrista Tom Englund comandou o Evergrey ao alto escalão do metal, hoje reconhecida como uma das formações mais talentosas e criativas do gênero. Nesta nova passagem pelo Rio de Janeiro, dia 22 de novembro (sexta-feira), no Teatro Rival, a banda traz a turnê do aclamado The Atlantic, cujo repertório também inclui sucessos de outras fases da carreira.

A produção é da Onstage Agência, que também organiza um Meet & Greet com o Evergrey no mesmo dia, às 19h30. Adquira aqui seu ingresso para o encontro com a banda: bit.ly/EvergreyMeetAndGreetRJ (o ingresso do M&G não dá direito ao show, cuja entrada deve ser adquirida em http://bit.ly/EvergreyRJ).

O Evergrey ficou famoso pela autêntica mistura do peso do heavy metal com andamentos progressivos, embalados numa sonoridade que transborda emoção. Os arranjos das músicas, independente se do começo mais prog ou atualmente, numa roupagem mais moderna, estão sempre alinhados às variações de vocal e do instrumental, que convidam o ouvinte à imersão completa nas histórias contadas pela banda.

Completam a banda Jonas Ekdahl (bateria), Henrik Danhage (guitarra), Johan Niemann (baixo) e Rikard Zander (teclado), a formação que gravou The Atlantic. O disco, lançado em janeiro deste ano, já é apontado por diversos jornalistas de música como um dos grandes lançamentos de 2019. Na revista Roadie Crew, recebeu nota máxima.

Neste retorno ao Rio de Janeiro, clássicos absolutos do Evergrey têm presença garantida no setlist a ser executado no Teatro Rival: a definitiva A Touch of Blessing, facilmente uma das canções mais emotivas da música pesada de todos os tempos; Leave It Behind Us, a impactante faixa de abertura do disco Glorious Collision; arrebatadora Recreation Day, entre outras de fases mais recentes, como The Grand Collapse e The Fire.

SERVIÇO
Evergrey no Rio de Janeiro
Evento: https://www.facebook.com/events/484896852263644/
Data: 22 de novembro de 2019
Horário: 21 horas
Local: Teatro Rival
Endereço: Rua Álvaro Alvim, 33 – Cinelândia/Rio de Janeiro
Ingresso:
Pista meia ou promocional: R$ 120^
Mezanino A e B meia ou promocional: R$150
^Mediante entrega de 1 quilo de alimento não perecível no dia do evento.
Venda Online
http://bit.ly/EvergreyRJ
Classificação etária: 18 anos

Tedesco Comunicação & Mídia