Posts com Tag ‘Livros’

Sem-título-1O Scorpions é simplesmente a maior banda de Rock da Alemanha. Tendo um início visceral na década de 70, mas chegando ao ápice com seu Rock de arena no início da década de 80 e explodindo na década de 90 se mantendo relevante até hoje.

E é justamente nesse ápice que Herman fez parte da banda, entre 1977 e 1995, fazendo parte das gravações dos icônicos: Taken By Force, Lovedrive, Animal Magnetism, Blackout, Savage Amusement, Crazy World e Face The Heat.

Não espere por histórias regadas a drogas e mulheres, ok… tem lá seus momentos, mas o livro é mais focado em como o Scorpions se tornou o sucesso que é hoje.

A mudança na forma de compor, focando mais nos vocais de Klaus Meine do que nas guitarras, a saída de Uli Jon Roth, as inspirações de algumas canções e até mesmo a sorte da composição de “Wind Of Changes” coincidir com a queda do muro de Berlim.

O livro tem tons honestos sem expor nenhum absurdo da banda, Herman não nega a presença de histórias mais pesadas, mas prefere focar em outras partes da história, algumas bem engraçadas por sinal. Você vai lendo e nem sente o tempo passar. Um ou dois fins de semanas dependendo do seu tempo. Uma leitura agradável para os fãs da banda, não é a história completa do Scorpions, mas é a fase que definiu o status dos alemães. Recomendado.

61-67VKtiQL

Mais uma biografia devidamente lida. Agora foi a vez da autobiografia de Rex Brown, baixista da banda Pantera e ex-baixista do Down.

Como ficou óbvio no primeiro parágrafo, o livro trata da passagem de Rex pelas duas bandas e a vida pré e pós Pantera de Rex. O músico em várias passagens diz que esse livro, não é a verdade absoluta da história, apenas o seu ponto de vista dos fatos dentro das bandas.

Rex fala abertamente sobre sua infância, como se juntou aos irmãos (Abbott) para formar o Pantera, como foi aprendendo a trabalhar em estúdio ao mesmo tempo que ia aprimorando seu conhecimento legal sobre a indústria da música, mesmo que isso o levasse a confrontar o pai dos irmãos, responsável pela gravação dos três primeiros registros da banda pré Cowboys From Hell.

O livro também traz algumas citações de pessoas relacionadas a banda como produtores, roadies, a “esposa” de Dimebag, a irmã de Rex e a ex-esposa de Rex, só pra citar alguns, o que as vezes mostra uma contraposição de idéias sobre algumas determinadas passagens do livro, mostrando que o que Rex expõe é realmente seu ponto de vista e não uma unanimidade sobre os fatos.

Sem querer dar spoiler, peço desculpas se soar como tal, o livro aborda o início dos problemas de saúde de Anselmo, que culminou em um dos pontos mais delicados da carreira do Pantera, os excessos de Vinnie Paul e a morte (assassinato) prematura de Dimebag. 

O envolvimento com o Down também é dissecado até a saída de Rex da banda, o lançamento e turnê do álbum, Down III: Over The Under (2007).

A linguagem do livro é bastante sutil e leve, o que faz com que você, se gostar do tema, consiga ler relativamente rápido. Temos sete páginas com fotos bem bacanas de Rex e banda. O livro flui como se fosse um bate papo com Rex, o que nos deixa com o desejo que a história não acabe e que ela ganhe novos capítulos. Altamente recomendado.

 

OSDM - 01

“O Senhor dos Anéis” e “O Hobbit” não são apenas duas das principais obras de literatura fantástica de todos os tempos, aclamadas por gerações de leitores e cinéfilos de todo o mundo: os livros de J.R.R. Tolkien também são pilares sobre os quais inúmeras bandas repousam o imaginário de suas músicas.

Beatles, Led Zeppelin e Pink Floyd são apenas alguns dos primeiros grupos musicais nos quais podemos vislumbrar influências do universo tolkieniano, mas é com o advento do Black Sabbath e do Heavy Metal em especial, com todos os seus gêneros e subgêneros, que a obra do escritor inglês ganhou um lar no universo da música. Do Power Metal do Blind Guardian e do Epic Metal do Cirith Ungol, passando pelo Thrash e Death, até as infames e controversas hordas de Black Metal que surgiram nos anos 90, podemos enxergar o universo de Tolkien no meio do barulho das guitarras.

O SENHOR DOS METAIS: A INFLUÊNCIA DE J.R.R. TOLKIEN NO ROCK E HEAVY METAL explora o imenso impacto de Tolkien na cena Heavy Metal, com análises que vão intrigar e entusiasmar não apenas os fãs de Rock, Metal, fantasia ou cinema, mas também leitores mais experientes sobre a vida e obra desse gênio da literatura inglesa.

O livro chega da gráfica no dia 10 de agosto, mas pode ser adquirido antecipadamente no site da editora com 30% de desconto: https://bit.ly/Tolkien_Metal

Sobre o autor: Nascido em Zevio (Itália) em 1984, Stefano Giorgianni formou-se em Linguística pela Universidade de Verona. É ensaísta e tradutor de várias línguas. Gosta de Metal desde a infância e é editor chefe da Metal Hammer na Itália. Com a Associação Italiana de Estudos Tolkienianos, o principal órgão de estudos na Itália, do qual é membro fundador, têm cuidado da difusão dos pensamentos e obras de J.R.R. Tolkien, escrevendo artigos, ensaios e organizando conferências acadêmicas internacionais.

Ficha Técnica:

Lançamento oficial: 10/08/2020

Preço de capa: R$ 74,90

Preço durante a pré-venda: R$ 52,70

Acabamento: capa dura, formato de luxo

Quantidade de páginas: 350 (aprox.)

Editora: Estética Torta

Contato:

Site: http://www.esteticatorta.com.br

Facebook: http://www.facebook.com/esteticatorta

Instagram: @esteticatorta

E-mail: contato@esteticatorta.com.br

Estetica Torta

gh-capa

Aproveitando este período de reclusão. Não que muita coisa tenha mudado pro meu estilo de vida. Enfim, aproveitando que meus pertences estão mais a mão e carregar um livro pela casa ou deixá-lo ao lado da cama não constituem um fardo, voltei ao meu hábito, as vezes esquecido, de ler.

O primeiro livro que resgatei da estante para esse reencontro foi a autobiografia de Glenn Hughes, lendário músico que fez sua história ao lado do Trapeze, Deep Purple, Black Sabbath, Black Country Communion e California Breed, só para citar alguns.

Como se trata de uma autobiografia, as massagens de ego, martirização e elogios megalomaníacos são deixados de lado. O livro é bem pessoal e emotivo, Glenn fala abertamente sobre seu amor a música, garotas e sua experiência com as drogas.

As vezes com muito bom humor, algumas das passagens retratam verdadeiros perrengues em torno desta carismática figura. Em determinados momentos você chega a se perguntar: “Nossa! E ele ainda está vivo? E cantando?”. Momentos simplesmente surreais, mas concebíveis ao estado de saúde que Glenn apresentava com seu uso de drogas.

Falando das drogas, felizmente é uma história com começo, meio e fim dentro da trajetória de vida do músico, já que Glenn se afastou de sua doença a alguns anos.

Voltando ao quesito música, Glenn fala com muito carinho sobre suas canções e passa um rápido review sobre as inspirações e como foram concebidos seus clássicos ao longo da carreira. Os fãs do Purple irão adorar.

Divertido, emotivo e envolvente são alguns dos adjetivos que posso atribuir a este livro. O fator negativo fica pelo livro ter uma revisão um pouco pobre, com vários erros gramaticais. Mesmo assim uma boa leitura, indico a todos.

 

Capa - Alta Res.
 
Lançado de forma independente, o livro “Tá no Sangue! – A História do Rock Pesado Gaúcho – Parte 1” (400 pág.), como o próprio nome sugere, mergulha fundo na história do Rock Pesado Gaúcho, contemplando todos os gêneros ditos “pesados” dentro do Rock ‘n’ Roll, indo do Hard Rock, passando pelo Heavy Metal (e seus subgêneros) até a urgência do Punk Rock e o perfeccionismo do Rock Progressivo, sem distinções.
Inicialmente o livro contaria toda esta gloriosa história, desde o seu início até os dias atuais, porém, devido a grande quantidade de material coletado (foram cerca de 200 entrevistas e muita pesquisa), decidiu-se dividir esta verdadeira saga em dois capítulos, garantindo assim o espaço necessário para contar tantas aventuras e feitos nestas cerca de cinco décadas de história. Os entrevistados que não figuraram nesta edição consequentemente entrarão na próxima, bem como tudo o que se refere a 1989/1990 em diante.
E para levar os autores mais perto do público, haverá uma sessão de autógrafos na 60º Edição da Feira do Livro de Porto Alegre, no dia 07/11, sexta-feira, às 20h. Este é o mais antigo evento do gênero realizado em caráter ininterrupto no Brasil e o maior dentre os que ocorrem ao ar livre no Continente Americano, sendo realizado de 31 de outubro até 16 de novembro, na Praça da Alfândega.
A previsão é que o livro esteja à venda na Feira desde a abertura do evento no dia 01/11, bem como também poderá ser adquirido com os autores através dos contatos oficiais do livro. Por enquanto foram fechadas parcerias com a “AGEI – Associação Gaúcha de Escritores Independentes” e com a “Terceiro Mundo/Banca do Livro”, que comercializarão o livro em suas bancas. Mais informações no decorrer dos próximos dias. Os interessados em adquirir o livro pelo correio deverão entrar em contato pelo seguinte e-mail: projetolivrors@gmail.com
 
Serviço:
 
Sessão de Autógrafos na Feira do Livro – Porto Alegre/RS
Local: Praça de Autógrafos – Praça da Alfândega – Centro
Data: 07/11/2014
Horário: 20h
 

Fonte: Wargods Press