Posts com Tag ‘Escombro’

mail.jpg

Festival, organizado pelo Escombro, do cast da Artico Inc, une música e solidariedade neste sábado, 7, em São Paulo – Foto: Jow Head (www.instagram.com/jowhead) ​

A música engajada em causas sociais rompe as barreiras entre palco e plateia no Hardcore Por Um Mundo Mais Digno Fest, que chega à terceira edição neste sábado (7/7), em São Paulo. A anfitriã Escombro terá a companhia dos parceiros do selo Artico Music, Institution, mais Fim da Aurora, Never Look Back e Santa Morte. O evento acontece a partir das 16 horas, no Jai Club.

A entrada custa R$ 12 mais um quilo de alimento, que serão integralmente doados à ONG Associação Grupo Sol, da capital paulista. O festival também será ponto de recolhimento de agasalhos e roupas, que reforça ainda mais o caráter beneficente. As primeiras 20 pessoas que entrarem no fest ganharão um CD do EP do Escombro.

“O hardcore consciente não pode parar”, afirma o baterista do Escombro, Felipe Felipeles, uma referência direta ao que se pode chamar de premissa da banda paulistana que recém lançou o EP Eutanásia Social, sucessor do debut homônimo. O Escombro é tão compromissado com o hardcore como às causas sociais, com críticas ácidas à corrupção, conformismo e descaso.

O Hardcore Por Um Mundo Mais Digno Fest foi criado para o Escombro lançar o disco de estreia, e o resultado, conta Felipe, foi acima do esperado. “Resolvemos manter a ideia e o nome. Na segunda edição, mesmo sem material novo para lançar, pegamos o gancho do lançamento do último álbum do Paura, Slowly Dying of Survival”.

Agora, na terceira edição, o quarteto faz o show oficial do lançamento do EP e do novo merch. Mas não é só isso. “Vamos aproveitar a ocasião para gravar duas músicas ao vivo, para um futuro lançamento”, adianta Felipe. No Jai, durante o festival, haverá ainda sorteio de um kit com uma camiseta e um CD de cada uma das bandas que se apresentarão no 3º Hardcore Por Um Mundo Mais Digno Fest.

INSTITUTION – Representando o selo Artico Music ao lado do Escombro, o Institution e seu hardcore metalizado com letras cantadas em português fará apenas o segundo show em 2018. A ausência nos palcos, explica o guitarrista Fábio Pereira, é devido ao processo de composição de novas músicas. “Estamos muito focados no disco novo. Vamos tocar agora, mas pode ser difícil nos ver tocar tão cedo”. A novidade da banda para o 3º Hardcore Por Um Mundo Mais Digno Fest é que terá música inédita no setlist, intitulada ‘Frêmito’.

mail (1).jpg

SERVIÇO
3º HARDCORE POR UM MUNDO MAIS DIGNO
Evento: https://www.facebook.com/events/1867071340254281
Data: 7 de julho de 2018
Horário: a partir das 16 horas
Local: Jai Club
Endereço: Rua Vergueiro, 2676 – Vila Mariana
Ingresso: R$ 12 + um quilo de alimento (ingresso sem alimento: R$ 20)
Informações: (11) 98013-0425

Fonte: Erick Tedesco // Artico Music

thumbnail.jpg

Foto: Reprodução

A mensagem da música ‘Descaso’, presente pelo Escombro no EP Eutanásia Social, é direta no ponto de diversas problemáticas do Brasil: a violência física e moral causada à população pelas atitudes e descaso dos governantes. A crítica fica ainda mais explícita neste lyric vídeo que o quarteto hardcore paulista do cast da Artico Music acaba de lançar. Assista aqui: 

Testa, um dos apresentadores e idealizadores do programa Meninos da Podrera, é quem assina a produção do lyric. Manchetes de jornais que evidenciam corrupção, violência e negligências sociais usadas no vídeo servem para reforçar a situação triste em que vive grande parcela dos brasileiros. O vocalista Jota reforça a ideia. “A música fala de algo que acontece diariamente e as noticias estão ali para comprovar”.

O lyric video de ‘Descaso’ sucede o video-clipe de ‘Entre Lobos’, o primeiro single de Eutanásia Social. O EP, disponível pela Artico nas plataformas de streaming e também à venda com o Escombro e na loja do selo (www.articoshop.com.br) em CD físico, é um dos mais aclamados lançamentos hardcore de 2018 no Brasil, devido ao peso e críticas sociais pontuais.

Nos palcos, o próximo compromisso da banda é dia 7 de julho, na terceira edição do festival Hardcore Por Um Mundo Mais Digno Fest, em São Paulo. A partir das 16 horas, no Jai Club, o Escombro terá a companhia de Institution, Santa Morte, Never Look Back e Fim da Aurora.

Fonte: Erick Tedesco / Artico Music

thumbnail

O Escombro inaugura uma nova fase da curta e sólida carreira com o EP Eutanásia Social, um passo adiante do disco de estreia homônimo de 2017. São cinco composições viscerais, com passagens brutais e recheadas de levadas dinâmicas. Nesta toada, este registro do quarteto paulistano lançado pela Artico Music nas principais plataformas de streaming é também, sem exageros, um marco do hardcore nacional devido ao profissionalismo e criatividade única que rondam suas músicas, letras e concepção artística. Ouça aqui: https://www.onerpm.com.br/al/5026586579.

Eutanásia Social é tanto o nome de uma das faixas como o conceito do EP, com arte gráfica assinada por Pedro Von Haggen. Como explica o vocalista Jota, o termo faz um alerta ao estado alarmante e à beira do colapso em que se encontra a sociedade brasileira. “Tem uma galera que está sendo desligada do mundo, tamanho é a descaso com o que a cerca; só pensam em si, num grau zero de consciência social, ao mesmo tem que, por outro lado, o povo é constantemente sabotado por estes governos corruptos”.

Duas participações marcam Eutanásia Social. Em “Libertar”, Fábio Prandini, do Paura, canta algumas partes e aumenta a pressão da carga revolucionária da faixa. Para Jota, entre todas as participações que o Escombro já teve, esta é a mais representativa. “Depois de Ratos do Porão, Paura é a mais importante do hardcore nacional. E rolou muito bem! Admiro muito ele como vocalista e pessoa, um guerreiro do hardcore”.

A letra de “Libertar” expõe o lado político do Escombro, que desta vez resolve se posicionar contra aqueles que alimentam o ódio e segregam a já cambaleante sociedade brasileira. “Escrevi a letra pensando em quem apoia incondicionalmente o Jair Bolsonaro, e tinha rolado aquela parada do Orgulho Branco nos EUA, e pensei em escrever em se libertar em tudo sobre isso, o ódio, sexismo, racismo, homofobia. O hardcore que conheço é um cenário libertário sem espaço para esse tipo de coisa”, enfatiza Jota.

O mexicano Chema Valenzuela Galero é o outro convidado, nome forte da cena hardcore/hip-hop do país latino. Ele canta com Jota em “Hijos de la calle”, uma música com beatdowns, cantada em português e em espanhol. “É uma faixa importante. Galero construiu a letra pensando numa revolução, da galera manifestando e indo pra frente dos políticos, uma visão muito parecida com a do Escombro”. Nesta faixa, ainda há, no início e no fim, a incursão de pequenos fragmentos de clássicos do rap, que são influencias para todos do Escombro.

As demais faixas são “Eutanásia Social”, inspirada numa vivência pessoal de Jota que aborda o desesperador sistema público de saúde na mais agressiva e crua música do EP, com uma pegada quase punk. “Vivi um dia de SUS e fiquei puto”. Tem também a “Entre Lobos”, o single deste material lançado mês passado, e “Descaso”, um manifesto contra a uma das tantas formas de violência que machucam o indivíduo: a política. “O que é violento de verdade? Violento é o que o governo faz com o nosso povo. Gente morado ao lado do esgoto, gente que sai da escola analfabeto, o judiciário que só funciona pra quem tem grana. O Brasil e o país do descaso e essa faixa é um desabafo brutal”, pontua.

“Estamos bem contentes com o resulto de Eutanásia Social, contentes com a qualidade da gravação e do potencial das músicas. Acredito que atingimos um outro nível”, finaliza o vocalista.

A BANDA – Uma das formações mais robustas e ácidas do estilo dentro da cena nacional, o Escombro foi formado em 2015 e preza pelas letras em português que abordam temas sociais, além do peso que remete ao hardcore consagrado por Madball e Terror, ao mesmo tempo em que conversa com a proposta da nacional Oitão (o vocalista Henrique Fogaça é amigo da banda).

Para o primeiro trabalho em parceria da Artico Music, o Escombro gravou o sucessor do elogiado álbum homônimo (julho/2017) no estúdio Dual Noise (o mesmo utilizado pela Paura no ‘Slowly Dying of Survival’, de 2017) e o resultado é nada menos do que um colossal hardcore, direto e reto, que convoca o ouvinte ao moshpit.

Hoje a banda é Lucas “Jota” Ferreira (vocal), Felipe Felipeles (bateria), Igor “Japonês” Fugiwara (baixo) e Ricardo Quattrucci (guitarra).

thumbnail (1).jpg

Foto: Jow Head (www.instagram.com/jowhead) ​

Escombro na internet:

https://onerpm.lnk.to/Escombro

​www.instagram.com/escombro.hc

​www.facebook.com/ESCOMBRO.HC

 

Fonte: Tedesco Comunicação & Mídia

thumbnail (1)

Foto: Jow Head (www.instagram.com/jowhead)

O aguardado novo EP do quarteto paulistano de hardcore Escombro, que sai pela Artico Music, já tem data para ser lançado. No dia 18 de maio, na próxima semana, o disco estará disponível nas principais plataformas de streaming. Em seguida, a própria banda vai lançar a versão física, em CD.

Intitulado ‘Eutanásia Social’, o EP contém cinco músicas, entre elas a recém lançada ‘Entre Lobos’. As outras quatro, inéditas, seguem o cadência e peso do single, tipicamente hardcore e, ao mesmo tempo, com autênticas linhas instrumentais intensas e vocais agressivos, tão características do Escombro desde o início de carreira. O registro ainda conta com duas participações especiais, que serão reveladas no dia do lançamento.

Junto ao novo EP, a Artico Music e a Escombro lançam uma camiseta de manga longa edição limitada com a arte do single ‘Entre Lobos, em pré-venda pelo site do selo – https://www.articoshop.com.br – até 20 de maio.

thumbnail

A BANDA – Uma das formações mais robustas e ácidas do estilo dentro da cena nacional, o Escombro foi formado em 2015 e preza pelas letras em português que abordam temas sociais, além do peso que remete ao hardcore consagrado por Madball e Terror, ao mesmo tempo em que conversa com a proposta da nacional Oitão (o vocalista Henrique Fogaça é amigo da banda).

Para o primeiro trabalho em parceria da Artico Music, o Escombro gravou o sucessor do elogiado álbum homônimo (julho/2017) no estúdio Dual Noise (o mesmo utilizado pela Paura no ‘Slowly Dying of Survival’, de 2017) e o resultado é nada menos do que um colossal hardcore, direto e reto, que convoca o ouvinte ao moshpit.

Escombro na internet:

https://onerpm.lnk.to/Escombro
​www.instagram.com/escombro.hc
​www.facebook.com/ESCOMBRO.HC

 

Fonte: Tedesco Comunicação & Mídia

Escombro: Lança Videoclipe de “Entre Lobos”

Publicado: 26/04/2018 por Pedro Mello em News, Uncategorized
Tags:,

thumbnail

Foto: Jow Head (www.instagram.com/jowhead) ​

Entre Lobos, o primeiro single do futuro EP do Escombro a ser lançado pela Artico Music, também ganha videoclipe. A produção está disponível no Youtube:

O peso e a tensão da música também pautam a versão audiovisual de Entre Lobos, produzida por Alexandre Rodrigues e com roteiro de Tom Bernhard, que retrata a visceral corrupção impregnada no dia a dia do brasileiro.

No clipe, o ator Heitor Shewchenko (ex-baterista do Carro Bomba) interpreta um corrupto executivo do mundo corporativo, oprimido pela ganância, que convive e se dilacera com os próprios demônios.

A ideia do vídeo, comenta o vocalista Jota, é mostrar que o mal da corrupção vai além do ambiente político. “Quando falamos em corrupção ela não está só em Brasília, está encrustada no DNA do brasileiro, no dia a dia. O cara, se puder, suborna o guarda, pula a catraca do ônibus, sai do estabelecimento sem pagar, enfim, está em tudo”.

Com tomadas feitas a partir de um drone e takes em locações na capital São Paulo, como o restaurante Cão Véio, no Itaim Bibi, e compartimentos do prédio da Dissenso, Entre Lobos foi gravado em apenas um dia, em 16 horas seguidas de trabalho. “Um corre underground”, destaca Jota.

Este já é o segundo videoclipe do Escombro com a Artico Music – em fevereiro foi lançado um para Maldita Herança, música do debut lançado de forma independente no ano passado. “É uma nova linguagem para o público do hardcore, mas nossa alma esta lá”, afirma o vocalista.

A BANDA – Uma das formações mais robustas e ácidas do estilo dentro da cena nacional, o Escombro foi formado em 2015 e preza pelas letras em português que abordam temas sociais, além do peso que remete ao hardcore consagrado por Madball e Terror, ao mesmo tempo em que conversa com a proposta da nacional Oitão (o vocalista Henrique Fogaça é amigo da banda).

Para o primeiro trabalho em parceria da Artico Music, o Escombro gravou o sucessor do elogiado álbum homônimo (julho/2017) no estúdio Dual Noise (o mesmo utilizado pela Paura no ‘Slowly Dying of Survival’, de 2017) e o resultado é nada menos do que um colossal hardcore, direto e reto, que convoca o ouvinte ao moshpit.

Escombro na internet:

https://onerpm.lnk.to/Escombro

​www.instagram.com/escombro.hc

​www.facebook.com/ESCOMBRO.HC

Fonte: Tedesco Comunicação & Mídia

thumbnail (1).jpg

​Foto: Reprodução/Imagem do videoclipe

O hardcore robusto e ácido do Escombro ataca novamente com um videoclipe que capta o comprometimento da banda paulistana com um Brasil mais digno. O registro audiovisual para ‘Maldita Herança’, faixa do álbum de estreia, traz cenas captadas do quarteto em ação nos palcos intercaladas com imagens de noticiários do país, sobre políticos e manifestações. Assista aqui: 

‘Maldita Herança’ é o quarto videoclipe produzido pelo Escombro em divulgação do disco homônimo, lançado ano passado em formato CD digipack e que impulsionou em definitivo a banda ao escalão do hardcore nacional com forte preocupação em fazer letras conscientes sobre o preocupante futuro político, social e econômico do Brasil.

A música, conta o vocalista Lucas ‘Jota’, é uma das faixas preferidas de toda a banda e por isso escolhida para encerrar um ciclo do Escombro, também marcado com o início de um novo com o selo Artico Music. A parceria renderá o lançamento de um EP de cinco músicas, previsto para sair nas principais plataformas online já nos próximos meses. “A música fala desta maldita herança do país, a subjugação do povo pela mídia e políticos”, conta Lucas.

‘Maldita Herança’ tem direção de Edgar Ortiz Viduedo, que também produziu o videoclipe de ‘Lutar’, além de levar o crédito como diretor de ‘Continental’, da banda Bullet Bane.

Escombro:

S.O.P. (com Henrique Fogaça, do Oitão): www.youtube.com/watch?v=2fyhI1hVLko

No Veneno: www.youtube.com/watch?v=4ofC2ztSky8

Lutar: www.youtube.com/watch?v=rzTx8Uk84VE

Doutrina do Terror: www.youtube.com/watch?v=mBs6hiQOHys

​www.instagram.com/escombro.hc

​www.facebook.com/ESCOMBRO.HC

Fonte: Tedesco Comunicação & Mídia