Posts com Tag ‘British Lion’

DSCN8281.jpg

O que era impensável se tornou realidade no último dia 9 de Novembro. A data marcou o início da passagem do British Lion pelo Brasil. Para quem não se recorda, a banda é um projeto solo do baixista Steve Harris, nada mais nada menos do que o capitão e fundador da instituição, Iron Maiden.

Contando com um álbum de estúdio, autointitulado, lançado em 2012, Steve se juntou aos músicos Richard Taylor (Vocal), Grahame Leslie (Guitarra), David Hawkins (Guitarra) e Simon Dawson (Bateria) e fez sua primeira apresentação em terras brasileiras na sexta-feira com clima londrino.

A banda chegou cedo ao Circo Voador e atendeu a alguns fãs que estavam no local. No horário definido a banda subiu ao palco e com muita empolgação, animou o público presente.

DSCN8348

Richard Taylor

DSCN8413

British Lion no palco

Com um som um pouco diferente de sua principal banda, Steve Harris e cia fazem algo mais voltado ao Hard n’ Heavy, se distanciando um pouco do Heavy Metal mais tradicionalista da donzela de ferro.

 

O público mediano, talvez devido ao grande número de apresentações que estão ocorrendo na cidade no mês de Novembro, agitou bastante e cantou as músicas não decepcionando. Por sinal, a banda só utilizou faixas autorais, sem nenhum cover de outra bandas que os integrantes fazem ou faziam parte.

Se alguém duvidava da banda em cima do palco, digo que as músicas soam bem mais fortes ao vivo, e que as composições do vindouro álbum, o segundo da banda, apresentam um baixo mais cavalgado do que o primeiro, marca registrada de Mr. Harris. Bom exemplo disto é a faixa ‘Spitfire’, que ganhou clip poucos dias antes da apresentação e foi executada ao vivo pela primeira vez neste show.

This Is My God’, ‘Lost Worlds’ e ‘Bible Black’, soaram muito bem ao vivo e foram recebidas muitíssimo bem pelo público. Um belo início de turnê, que deixou banda e os seguidores de Steve satisfeitos.

DSCN8397

Steve entregue ao Rio

Apesar da qualidade e experiência instrumental da banda, um dos únicos pontos de destaque negativo fica por conta da movimentação de palco de Richard Taylor. O cara tem carisma e até que se comunica, mas falta aquele ritmo de palco que estamos acostumados a ver.

Além da excepcional qualidade do Circo Voador, um outro ponto que chama a atenção foi o valor das camisas da banda, trazidas pela própria produção, os souvenirs custavam bem mais baratos que as camisas feitas no Brasil, e estou falando de bandas nacionais e internacionais. Um excelente atrativo aos fãs.

British Lion Setlist: This Is My God / Lost Worlds / Father Lucifer / The Burning / Spitfire / The Chosen Ones / These Are The Hands / Bible Black / Guineas And Crowns / Last Chance / Us Against The World / Lightning / Judas / Bis: A World Without Heaven / Eyes Of The Young.

splash

Steve Harris, baixista do Iron Maiden, chega ao Brasil para apresentar o seu novo projeto: British Lion!

Rio de Janeiro
Data: 9 de novembro (sexta-feira) Local: Circo Voador
Horário: 22h (portas 20h)
Ingressos: https://www.tudus.com.br/evento/circo-voador-british-lion

Preços:
1o lote
– Pista: R$ 320,00
– Pista meia-entrada: R$ 160,00

NOVO PROJETO DE STEVE HARRIS CHEGA PELA PRIMEIRA VEZ AO BRASIL

Banda formada pelo fundador, baixista e principal compositor do Iron Maiden desembarca no país em novembro para shows dia 09 no Rio de Janeiro, dia 10 em São Paulo e dia 13 em Porto Alegre

O músico e compositor inglês Steve Harris, lendário idealizador, fundador, baixista, principal compositor, tecladista e co-produtor de uma das maiores banda de heavy metal da história, o Iron Maiden, estará de volta ao Brasil em novembro – dessa vez para a estreia nos palcos nacionais de sua nova empreitada, a banda British Lion.

Lançada em 2012 com um álbum que esteve nos charts de rock de vários países, o grupo está realizando este ano sua primeira turnê mundial fora do continente europeu e será visto em três apresentações no país – eles estarão no Rio de Janeiro, em 9 de novembro, no Circo Voador, dia 10 de novembro em São Paulo, no Cine Jóia e dia 13 de novembro em Porto Alegre no Bar Opinião.

Enquanto se apresenta nesta turnê internacional, o British Lion prepara o seu segundo álbum de estúdio, previsto para ser lançado mundialmente ainda este ano. A banda é formada por Steve Harris no baixo, Richard Taylor nos vocais, David Hawkins na guitarra e no teclado, Grahame Leslie na guitarra e Simon Dawson na bateria.

“Uma banda confiante e incendiária, que traz à mente o hard rock clássico do UFO a Thin Lizzy e Uriah Heep, mas que têm um frescor que pertence à era moderna” declarou a revista inglesa Metal Hammer sobre as primeiras apresentações do grupo na Inglaterra.

33310151_2049497931988501_3814861265944182784_nSobre o projeto BRITISH LION

Fundador do Iron Maiden, um dos maiores ícones do metal em todo o mundo, parecia que Steve Harris já havia conseguido tudo que poderia sonhar com a super banda que gravou 16 álbuns de estúdio e vendeu mais de 90 milhões de cópias em todo o mundo. Mas eis que surge o primeiro projeto solo / paralelo de Harris. Desenvolvido sob circunstâncias super secretas entre turnês, ele foi motivado, segundo o próprio artista, pelo talento bruto dos músicos envolvidos.

“Levou anos para que isso acontecesse”, diz ele. “Originalmente o vocalista Richard Taylor e o guitarrista Grahame Leslie me enviaram uma fita – isso deve mostrar a você há quanto tempo aconteceu. Fiquei impressionado e decidi ajudá-los um pouco e foi a partir daí que a coisa foi tomando forma. Eu achei que as músicas eram tão impactantes que seria um crime se elas não vissem a luz do dia.”

Então, depois de alguns anos trabalhando em mais faixas com Richard Taylor e também com o guitarrista David Hawkins, Steve passou para a próxima fase, a mixagem do álbum. “É muito diferente, mas existem alguns elementos do Maiden lá. Mas não que eu tenha me preocupado muito com o que as pessoas pensam”, afirma ele.

Com uma vibe de rock decididamente pesada, o British Lion apresenta uma paleta completa de sons: meditativo, melancólico, justamente indignado e exuberantemente pesado. Suas canções são song hits sobrecarregados pelo estilo inimitável de Harris, mas infundidas com uma química totalmente diferente, um mundo à parte do Maiden. Um novo projeto, mas com uma alma concebida anos atrás, com a atitude dos anos 70, recriada com uma borda moderna.

Quanto ao nome do álbum “British Lion”, Steve explica; “Isso representou muitas coisas para mim. Eu sempre fui patriota. Eu sempre tive orgulho de ser britânico – não vejo nenhum motivo para não ser. É uma parte enorme do meu ser. Não é como se eu estivesse agitando a bandeira ou tentando pregar, isso não é uma declaração política. É como apoiar seu time de futebol, de onde você é. Eu acho que se presta a algumas imagens muito fortes também, e para mim isso se encaixa com o som ”.

E que som! Inesperado, empolgante e diferente de tudo o que o Iron Maiden fez, “British Lion” é uma jogada ousada de um dos músicos mais bem sucedidos, influentes e talentosos do Reino Unido. “Com o Maiden, sempre fizemos o que parece certo e isso não é exceção. Mas quanto ao som de “British Lion”, é natural que pareça diferente de tudo o que fiz antes, já que trabalhei com músicos diferentes. Eu acho que vai surpreender muita gente e estou muito animado. ”

Depois de uma série de shows ao vivo em clubes e festivais por todo o Reino Unido e em alguns países da Europa desde o lançamento do álbum de estréia, a banda está atualmente trabalhando no segundo álbum de estúdio, que ainda não tem nome, mas será lançado ainda este ano, enquanto a banda embarca pela primeira vez numa turnê fora do continente.


44028193_2198278003577574_7856667036145942528_n.jpg

Steve Harris, baixista do Iron Maiden, chega ao Brasil para apresentar o seu novo projeto: British Lion!

Rio de Janeiro
Data: 9 de novembro (sexta-feira) Local: Circo Voador
Horário: 22h (portas 20h)
Ingressos: https://www.tudus.com.br/evento/circo-voador-british-lion

Preços:
1o lote
– Pista: R$ 320,00
– Pista meia-entrada: R$ 160,00

NOVO PROJETO DE STEVE HARRIS CHEGA PELA PRIMEIRA VEZ AO BRASIL

Banda formada pelo fundador, baixista e principal compositor do Iron Maiden desembarca no país em novembro para shows dia 09 no Rio de Janeiro, dia 10 em São Paulo e dia 13 em Porto Alegre

O músico e compositor inglês Steve Harris, lendário idealizador, fundador, baixista, principal compositor, tecladista e co-produtor de uma das maiores banda de heavy metal da história, o Iron Maiden, estará de volta ao Brasil em novembro – dessa vez para a estreia nos palcos nacionais de sua nova empreitada, a banda British Lion.

Lançada em 2012 com um álbum que esteve nos charts de rock de vários países, o grupo está realizando este ano sua primeira turnê mundial fora do continente europeu e será visto em três apresentações no país – eles estarão no Rio de Janeiro, em 9 de novembro, no Circo Voador, dia 10 de novembro em São Paulo, no Cine Jóia e dia 13 de novembro em Porto Alegre no Bar Opinião.

Enquanto se apresenta nesta turnê internacional, o British Lion prepara o seu segundo álbum de estúdio, previsto para ser lançado mundialmente ainda este ano. A banda é formada por Steve Harris no baixo, Richard Taylor nos vocais, David Hawkins na guitarra e no teclado, Grahame Leslie na guitarra e Simon Dawson na bateria.

“Uma banda confiante e incendiária, que traz à mente o hard rock clássico do UFO a Thin Lizzy e Uriah Heep, mas que têm um frescor que pertence à era moderna” declarou a revista inglesa Metal Hammer sobre as primeiras apresentações do grupo na Inglaterra.

Sobre o projeto BRITISH LION

Fundador do Iron Maiden, um dos maiores ícones do metal em todo o mundo, parecia que Steve Harris já havia conseguido tudo que poderia sonhar com a super banda que gravou 16 álbuns de estúdio e vendeu mais de 90 milhões de cópias em todo o mundo. Mas eis que surge o primeiro projeto solo / paralelo de Harris. Desenvolvido sob circunstâncias super secretas entre turnês, ele foi motivado, segundo o próprio artista, pelo talento bruto dos músicos envolvidos.
“Levou anos para que isso acontecesse”, diz ele. “Originalmente o vocalista Richard Taylor e o guitarrista Grahame Leslie me enviaram uma fita – isso deve mostrar a você há quanto tempo aconteceu. Fiquei impressionado e decidi ajudá-los um pouco e foi a partir daí que a coisa foi tomando forma. Eu achei que as músicas eram tão impactantes que seria um crime se elas não vissem a luz do dia.”

Então, depois de alguns anos trabalhando em mais faixas com Richard Taylor e também com o guitarrista David Hawkins, Steve passou para a próxima fase, a mixagem do álbum. “É muito diferente, mas existem alguns elementos do Maiden lá. Mas não que eu tenha me preocupado muito com o que as pessoas pensam”, afirma ele.

Com uma vibe de rock decididamente pesada, o British Lion apresenta uma paleta completa de sons: meditativo, melancólico, justamente indignado e exuberantemente pesado. Suas canções são song hits sobrecarregados pelo estilo inimitável de Harris, mas infundidas com uma química totalmente diferente, um mundo à parte do Maiden. Um novo projeto, mas com uma alma concebida anos atrás, com a atitude dos anos 70, recriada com uma borda moderna.

Quanto ao nome do álbum “British Lion”, Steve explica; “Isso representou muitas coisas para mim. Eu sempre fui patriota. Eu sempre tive orgulho de ser britânico – não vejo nenhum motivo para não ser. É uma parte enorme do meu ser. Não é como se eu estivesse agitando a bandeira ou tentando pregar, isso não é uma declaração política. É como apoiar seu time de futebol, de onde você é. Eu acho que se presta a algumas imagens muito fortes também, e para mim isso se encaixa com o som ”.

E que som! Inesperado, empolgante e diferente de tudo o que o Iron Maiden fez, “British Lion” é uma jogada ousada de um dos músicos mais bem sucedidos, influentes e talentosos do Reino Unido. “Com o Maiden, sempre fizemos o que parece certo e isso não é exceção. Mas quanto ao som de “British Lion”, é natural que pareça diferente de tudo o que fiz antes, já que trabalhei com músicos diferentes. Eu acho que vai surpreender muita gente e estou muito animado. ”

Depois de uma série de shows ao vivo em clubes e festivais por todo o Reino Unido e em alguns países da Europa desde o lançamento do álbum de estréia, a banda está atualmente trabalhando no segundo álbum de estúdio, que ainda não tem nome, mas será lançado ainda este ano, enquanto a banda embarca pela primeira vez numa turnê fora do continente.

british-lion-credito-divulgacao-2-920x627.jpg

O músico e compositor inglês Steve Harris, lendário idealizador, fundador, baixista, principal compositor, tecladista e co-produtor de uma das maiores banda de heavy metal da história, o Iron Maiden, estará de volta ao Brasil em novembro – dessa vez para a estréia nos palcos nacionais de sua nova empreitada, a banda British Lion.

Lançada em 2012 com um álbum que esteve nos charts de rock de vários países, o grupo está realizando este ano sua primeira turnê mundial fora do continente europeu e será visto em três apresentações no país – eles estarão no Rio de Janeiro, em 9 de novembro, no Circo Voador, dia 10 de novembro em São Paulo, no Cine Jóia, e dia 13 de novembro em Porto Alegre, no Bar Opinião.

Enquanto se apresenta nesta turnê internacional, o British Lion prepara o seu segundo álbum de estúdio, previsto para ser lançado mundialmente ainda este ano. A banda é formada por Steve Harris no baixo, Richard Taylor nos vocais, David Hawkins na guitarra e no teclado, Grahame Leslie na guitarra e Simon Dawson na bateria.

“Uma banda confiante e incendiária, que traz à mente o hard rock clássico do UFO a Thin Lizzy e Uriah Heep, mas que têm um frescor que pertence à era moderna” declarou a revista inglesa Metal Hammer sobre as primeiras apresentações do grupo na Inglaterra.

Os ingressos para as apresentações brasileiras do British Lion estarão disponíveis a partir de 04 de junho. Mais informações em SERVIÇO.

Sobre o projeto BRITISH LION

Fundador do Iron Maiden, um dos maiores ícones do metal em todo o mundo, parecia que Steve Harris já havia conseguido tudo que poderia sonhar com a super banda que gravou 16 álbuns de estúdio e vendeu mais de 90 milhões de cópias em todo o mundo. Mas eis que surge o primeiro projeto solo / paralelo de Harris. Desenvolvido sob circunstâncias super secretas entre turnês, ele foi motivado, segundo o próprio artista, pelo talento bruto dos músicos envolvidos.

“Levou anos para que isso acontecesse”, diz ele. “Originalmente o vocalista Richard Taylor e o guitarrista Grahame Leslie me enviaram uma fita – isso deve mostrar a você há quanto tempo aconteceu. Fiquei impressionado e decidi ajudá-los um pouco e foi a partir daí que a coisa foi tomando forma. Eu achei que as músicas eram tão impactantes que seria um crime se elas não vissem a luz do dia.”

Então, depois de alguns anos trabalhando em mais faixas com Richard Taylor e também com o guitarrista David Hawkins, Steve passou para a próxima fase, a mixagem do álbum. “É muito diferente, mas existem alguns elementos do Maiden lá. Mas não que eu tenha me preocupado muito com o que as pessoas pensam”, afirma ele.

Com uma vibe de rock decididamente pesada, o British Lion apresenta uma paleta completa de sons: meditativo, melancólico, justamente indignado e exuberantemente pesado. Suas canções são song hits sobrecarregados pelo estilo inimitável de Harris, mas infundidas com uma química totalmente diferente, um mundo à parte do Maiden. Um novo projeto, mas com uma alma concebida anos atrás, com a atitude dos anos 70, recriada com uma borda moderna.

Quanto ao nome do álbum “British Lion”, Steve explica; “Isso representou muitas coisas para mim. Eu sempre fui patriota. Eu sempre tive orgulho de ser britânico – não vejo nenhum motivo para não ser. É uma parte enorme do meu ser. Não é como se eu estivesse agitando a bandeira ou tentando pregar, isso não é uma declaração política. É como apoiar seu time de futebol, de onde você é. Eu acho que se presta a algumas imagens muito fortes também, e para mim isso se encaixa com o som ”.

E que som! Inesperado, empolgante e diferente de tudo o que o Iron Maiden fez, “British Lion” é uma jogada ousada de um dos músicos mais bem sucedidos, influentes e talentosos do Reino Unido. “Com o Maiden, sempre fizemos o que parece certo e isso não é exceção. Mas quanto ao som de “British Lion”, é natural que pareça diferente de tudo o que fiz antes, já que trabalhei com músicos diferentes. Eu acho que vai surpreender muita gente e estou muito animado. ”

Depois de uma série de shows ao vivo em clubes e festivais por todo o Reino Unido e em alguns países da Europa desde o lançamento do álbum de estréia, a banda está atualmente trabalhando no segundo álbum de estúdio, que ainda não tem nome, mas será lançado ainda este ano, enquanto a banda embarca pela primeira vez numa turnê fora do continente.

IMG-20180524-WA0006.jpgSERVIÇO RIO DE JANEIRO

DATA:
9 de novembro

LOCAL:
Circo Voador (R. dos Arcos, s/n – Lapa, Rio de Janeiro – RJ)

HORÁRIO:
A confirmar

MAIS INFORMAÇÕES:

Preços:

Pista: R$ 320,00
Pista meia-entrada: R$ 160,00

Ingressos: Tudus

 

britishlionband2016_638.jpg

Steve Harris, não vou falar dos títulos, vocês sabem quem ele é, será o headliner de festival Planet Rockstock em 3 de Dezembro em Trecco Bay, South Wales.

Esta é a primeira data de Harris e companhia após a breve turnê do British Lion no verão de 2015. Esta nova apresentação é a primeira anunciada da nova turnê da banda, mais datas serão anunciadas em breve.

Confira alguns vídeos gravados por um fã, com o British Lion executando dois novos sons, “Spitfire” e “Bible Black”, em 29 de Julho no The Square em Harlow.

Fonte: Blabbermouoth.net