Posts com Tag ‘Bayside Kings’

O quarteto santista de punk hardcore BAYSIDE KINGS ativa mais uma parte do álbum #livreparatodos com o lançamento de ‘Consequência da Verdade’, o primeiro single do próximo EP, ‘Tempo’.

A Consequência da Verdade’ chega ao streaming pelo selo Olga Music, ouça aqui: https://bfan.link/a-consequencia-da-verdade.

O lançamento do clipe está marcado para 3 de junho:

‘Consequência da Verdade’ é um chamamento à revolução, seja ela pessoal ou coletiva, a continuação direta da temática lírica iniciada no EP Existência (2021).

‘Quem é você quando tudo se desfaz’, questiona e provoca a letra embalada pelo punk hardcore fugaz e cativante do BAYSIDE KINGS, que a cada lançamento mostra uma sonoridade única, não linear e madura.

Além disso, o single, assim como as demais músicas do EP Tempo (no streaming no próximo dia 7 de julho), conversam e abordam alguma etapa do tempo, seja ele, presente, futuro ou passado.

O clipe de ‘Consequência da Verdade’ também é a sequência do audiovisual de ‘Existência’ (assista aqui), o primeiro single do EP anterior, que leva o mesmo nome da música.

Para o vocalista Milton Aguiar, tanto ‘Consequência da Verdade’ com as demais músicas do vindouro EP Tempo tem um ‘tempero de MTV2’. Ele explica:

“Tudo o que gostamos de submundo e alternativo era ali (no canal) que acontecia. Neste EP teremos músicas pesadas, rápidas no melhor estilo skate punk e até uma bem melódica no melhor estilo hardcore Santos”.

As mensagens também seguem atuais e urgentes: a sensação de irrealidade das redes sociais, pelo fim de preconceitos, política e provocações como alerta para uma vida mais digna.

A mudança: letras em português
O cenário sócio-político nacional de 2018, conta Milton, foi o ponto de partida para a mudança na forma de levar a mensagem do BAYSIDE KINGS. “O agora e o futuro daquele tempo demandava à banda atingir nosso público e ir além de quem já nos conhece, e com uma mensagem uniforme”.

As letras em português, portanto, é uma forma de conversa com outros públicos, outras culturas, além de estreitar a relação com a já sólida base de fãs e pessoas ligadas ao hardcore punk.

“Queremos abrir novos campos de diálogo”, revela o vocalista, que estudou as métricas do português para adequar a sua forma de cantar – bandas como Colligere e Mais que Palavras são algumas referências para este processo. O resultado está em Existência, em que cada palavra da música é entendida.

“Um recomeço, com a experiência e maturidade de 10 anos. “Queremos coisas novas e esse é o momento ideal”, completa Milton.

Desta forma, a nova fase foi oficialmente inaugurada no segundo semestre de 2021 com o EP Existência. Ouça aqui: https://bfan.link/existencia-livreparatodos.

Cada uma das quatro faixas do EP traz um conceito sobre existir a partir de uma leitura do BSK. As faixas, cuja sonoridade está atrelada a um hardcore rápido e furioso (lançando mão de melodias e cadências quando necessário), funcionam e são inteligíveis tanto individualmente como uma sequência.

Acompanhe as novidades da BAYSIDE KINGS
https://linktr.ee/baysidekings

Tedesco Mídia

Após uma enérgica e lotada primeira edição em 2018 com 19 bandas que se apresentaram em dois palcos, o Insane Music Festival está de volta no dia 28 de agosto deste ano, agora no Carioca Club (São Paulo), novamente com um line-up de bandas clássicas e nomes em ascensão do rock, punk e hardcore nacional.

A realização é da Agência Sobcontrole. Os ingressos são limitados, compre aqui: https://www.clubedoingresso.com/evento/insanemusicfestival.

O 2º Insane Music Festival será palco de um retorno triunfal há tempos aguardado pelos fãs de punk/hardcore. É o evento escolhido pela icônica banda Mukeka di Rato fazer o show de retorno, após cinco anos parados, que ainda celebrará o lançamento do disco Boiada Suicida, previsto para sair próximo à data do fest.

O Mukeka, formado em 1995 na cidade de Vila Velha (Espírito Santo) e cujo baixista/vocalista é o ilustre Fabio Mozine (também da Laja Records), é conhecida pelo humor sarcástico, bases pesadas e vocais velozes.

Outro show especial nesta segunda edição do Insane, que terá mais de oito horas de música, é outra renomada banda capixaba: Dead Fish. O headliner do fest, há tempos uma das formações mais destacadas em todo o Brasil em se tratando de punk/hardcore consciente e desafiador, promete um set list especial, exclusivo para esta apresentação.

Mas além dos prometidos shows emblemáticos de Mukeka di Rato e Dead Fish, o 2º Insane Music terá outras seis bandas de destaque no cenário nacional, nomes que já romperam nichos e estão cada vez mais no radar do público do rock/punk/hardcore.

O icônico Garage Fuzz está em um momento ímpar nos mais 31 anos de carreira. Com novo vocalista (Victor Franciscon, ex-Bullet Bane) e uma sequência ovacionada de shows, a banda santista vem ao Insane com seu hardcore melódico turbinado e ávido por interação intensa do público.

Outra banda confirmada no fest que está a todo vapor é o Matanza Inc., formado em 2019 por ex-integrantes do Matanza. Ao vivo, o quarteto é ainda mais robusto e pesado. No bloco do peso, tem também o power trio santista Surra e seu único thrashcore cativante e crítico, com um invejável currículo de shows Brasil afora em questão de uma década em pulsante ativa.

O hardcore está muito bem representado ainda com o feroz Bayside Kings, o quarteto santista que modernizou seu estilo no mais recente registro, Existência, cantando em português e trazendo elementos new school do HC à sonoridade.

Mais duas bandas completam o altivo line-up do 2º Insane Music Festival: os paulistanos do Ravel, da nova safra que mistura rock alternativo e hardcore com melodias e muita reflexão, e as power trio feminino The Mönic: peso, bpm’s acelerados, vocais rasgados e melódicos são as marcas registradas da banda que te faz viajar diretamente para os anos 90.

Além do shows, o festival terá discotecagem surpresa, extensa área de merch, diversos stands de marcas variadas, tattoo e muito mais.

INSANE MUSIC FESTIVAL 2022

Data: 28 de agosto de 2022
Horário: 14h30 até as 22h
Local: Carioca Club
Endereço: Rua Cardeal Arcoverde, 2899
Classificação etária: 16 anos

Ingressos: https://www.clubedoingresso.com/evento/insanemusicfestival

Pista:
1º lote – R$70,00
2º lote – R$80,00
3º lote – R$100,00

Camarote:
1º lote – R$100,00
2º lote – R$120,00
3º lote – R$150,00

Tedesco Mídia

A existência é repleta de camadas e sensações: da vitória à derrota, da queda à redenção e da decepção à aceitação. Ser alguém único e caminhar com suas próprias convicções, além de saber viver o agora, são algumas das mensagens que o BAYSIDE KINGS escancara – e às vezes dilacera coração e alma – por meio das quatro músicas do EP Existência, o primeiro em 10 anos de carreira em que o quarteto hardcore compõe em português.

O EP chega às plataformas digitais via Olga Music. Ouça Existência aqui: https://bfan.link/existencia-livreparatodos.

Junto ao EP é lançado o videoclipe da faixa Ronin, que a banda trata como o terceiro single do registro, após a faixa de abertura, Existência, e Miragem. Assista a produção aqui:

Cada música do EP traz um conceito sobre existir a partir de uma leitura do BSK. As faixas, cuja sonoridade está atrelada a um hardcore rápido e furioso (lançando mão de melodias e cadências quando necessário), funcionam e são inteligíveis tanto individualmente como uma sequência.

Existência, a música de abertura, é sobre o fortalecimento do indivíduo. Miragem é a busca utópica de um amanhã que nunca chega, sem perceber que o aqui e agora é o melhor momento.

Na sequência vem Ronin, que aborda a busca pelo valor da existência, que significa encarar decepções e escolhas ao longo do caminho. O EP encerra com a forte Alpha e Ômega, que tanto fala de desejos em se desprender de regras pré-concebidas pela sociedade, como também aborda perdas, da dificuldade em encarar o final de algo.

Além disso, Alpha e Ômega é a música de transição para o próximo EP, que mais para frente formará, junto ao Existência e outros registros, o álbum #livreparatodos. Tem, inclusive, a participação de Giovani Leite no piano, que executa um interlúdio.

No fim, uma dica valiosa do vocalista Milton Aguiar para se ouvir Existência: começar da última faixa, Alpha e Ômega, até Existência. “Tudo tem um sentido, que revelaremos de pouco em pouco. O BAYSIDE KINGS mostra que música pode ser mais do que só música: é uma ideia, um debate e uma lição de vida”, conta.

Videoclipe de Ronin
Com influência da dinâmica de Cães de Aluguel, um filme clássico do diretor Quentin Tarantino, o clipe e Ronin apresenta diversas questões acontecendo em um mesmo cenário.

Como ressalta a banda, a ideia é continuar a história do Caveirinha, que não é o mesmo do clipe de Existência, é um personagem novo. Ele aparece sendo abatido e levado para interrogatório por três pessoas obscuras.

“Estas três figuras representam pessoas já assimiladas pelo sistema e que negaram a própria existência para fazer parte de um regime total, por isso usam o saco na cabeça, como sem uma identificação, uma feição. Querem que o Caveirinha se torne como eles”, explica Milton.

Ao final do clipe, uma surpresa: é o espectador que vai vislumbrar o desfecho do conflito. “O indivíduo tem o poder de escolha, o poder de realçar e afirmar sua particularidade perante o sistema que tenta a todo custo arrancar sua essência e aniquilar sua existência”, completa o vocalista.

A mudança
O cenário sócio-político nacional de 2018, conta Milton, foi o ponto de partida para a mudança na forma de levar a mensagem do BAYSIDE KINGS. “O agora e o futuro daquele tempo demandava à banda atingir nosso público e ir além de quem já nos conhece, e com uma mensagem uniforme”.

As letras em português, portanto, é uma forma de conversa com outros públicos, outras culturas, além de estreitar a relação com a já sólida base de fãs e pessoas ligadas ao hardcore punk.

“Queremos abrir novos campos de diálogo”, revela o vocalista, que estudou as métricas do português para adequar a sua forma de cantar – bandas como Colligere e Mais que Palavras são algumas referências para este processo. O resultado está em Existência, em que cada palavra da música é entendida.

“Um recomeço, com a experiência e maturidade de 10 anos. “Queremos coisas novas e esse é o momento ideal”, completa Milton.

Ficha técnica
▪ Existência, o EP, foi gravada no TOTH, em Guarulhos (São Paulo)
▪ Mix, master e produção de Danilo de Souza e Fernando Uehara (músicos do Bullet Bane)

Acompanhe as novidades da BAYSIDE KINGS
https://linktr.ee/baysidekings

Tedesco Mídia

Com músicas em português e a parceria na distribuição digital com a Olga Music (braço da Ada Music), o BAYSIDE KINGS chega ao segundo single desta nova fase: Miragem, mais uma canção com reflexão existencialista por meio de um hardcore punk maduro e aberto.

Confira o vídeo de Miragem: 

Ouça no streaming: https://ada.lnk.to/miragem.

No single sucessor de Existência (lançad0 em junho) a banda santista deixa mensagem mais densa. Mensagem aborda a dualidade do sentimento de busca, como explica o vocalista Milton Aguiar:

“Estamos constantemente em busca de um ponto final, pensando sempre no futuro e não raramente, neste processo, esquecemos do presente, do viver o agora”.

‘Miragem’ critica a sensação do futuro que nunca chega e o sentimento de desconexão com a existência, com o agora. “Miragem fala destas buscas, às vezes utópicas quando não se leva em consideração o momento atual, o viver o presente”, completa Milton.

A sonoridade acompanha a profundidade da letra e, em Miragem, o BAYSIDE KINGS soa mais melódico, cadenciado, com influência do post-hardcore da emblemática banda canadense Alexisonfire, mas sem perder o horizonte da agressividade do seu peculiar hardcore punk – agora cantado em português para igualmente melhor reverberar suas mensagens.

Miragem, assim como Existência, fazem parte do primeiro EP do atual momento da banda, já nomeado #livreparatodos.

A mudança
O cenário sócio-político nacional de 2018, conta Milton, foi o ponto de partida para a mudança na forma de levar a mensagem do BAYSIDE KINGS. “O agora e o futuro daquele tempo demandava à banda atingir nosso público e ir além de quem já nos conhece, e com uma mensagem uniforme”.

As letras em português, portanto, é uma forma de conversa com outros públicos, outras culturas, além de estreitar a relação com a já sólida base de fãs e pessoas ligadas ao hardcore punk.

“Queremos abrir novos campos de diálogo”, revela o vocalista, que estudou as métricas do português para adequar a sua forma de cantar – bandas como Colligere e Mais que Palavras são algumas referências para este processo. O resultado está em Existência, em que cada palavra da música é entendida.

“Um recomeço, com a experiência e maturidade de 10 anos. “Queremos coisas novas e esse é o momento ideal”, completa Milton.

Ficha técnica
Miragem foi gravada no TOTH, em Guarulhos (São Paulo)
Mix, master e produção de Danilo de Souza e Fernando Uehara (músicos do Bullet Bane)

Acompanhe as novidades da BAYSIDE KINGS

https://linktr.ee/baysidekings

Tedesco Mídia

A banda santista BAYSIDE KINGS inicia uma nova etapa da carreira de 10 anos com o lançamento do single Existência, que chega às plataformas digitais nesta sexta-feira (25) pela Olga Music, braço de distribuição da Warner Music.

Ouça Existência: https://lnk.to/existencia

Videoclipe:


Esta é a primeira música com letra em português da BSK. Mais do que uma mudança no idioma, o objetivo é levar a mensagem de resistência e autoconhecimento de uma forma ainda mais direta e clara.

Existência é sobre ter voz e um rosto, é sobre mostrar ao indivíduo que ele existe e faz parte de um grupo ou de uma ideia. Também aponta que todas as ações devem e trazem impacto na sua própria vida e das pessoas próximas.

O vocalista Milton Aguiar amplia o contexto de Existência. “Existência é o tempo do agora – o ontem já passou e o amanhã não chegou. Por isso, precisamos sentir, fazer valer e perpetuar o aqui e o agora, dar o nosso melhor no momento para existir, como um tributo ao ontem e um pavimento ao amanhã”.

A mudança
O cenário sócio-político nacional de 2018, conta Milton, foi o ponto de partida para a mudança na forma de levar a mensagem do BAYSIDE KINGS. “O agora e o futuro daquele tempo demandava à banda atingir nosso público e ir além de quem já nos conhece, e com uma mensagem uniforme”.

As letras em português, portanto, é uma forma de conversa com outros públicos, outras culturas, além de estreitar a relação com a já sólida base de fãs e pessoas ligadas ao hardcore punk.

“Queremos abrir novos campos de diálogo”, revela o vocalista, que estudou as métricas do português para adequar a sua forma de cantar – bandas como Colligere e Mais que Palavras são algumas referências para este processo. O resultado está em Existência, em que cada palavra da música é entendida.

“Um recomeço, com a experiência e maturidade de 10 anos. “Queremos coisas novas e esse é o momento ideal”, completa Milton.

Ficha técnica
Existência foi gravada no TOTH, em Guarulhos (São Paulo)
Mix, master e produção de Danilo de Souza e Fernando Uehara (músicos do Bullet Bane)

O videoclipe é uma produção da Baia Filmes
Animação por Arthur Feltraco e som por Rodrigo Acedo

Acompanhe as novidades da BAYSIDE KINGS

https://linktr.ee/baysidekings

Tedesco Mídia

Com a proposta de um festival cultural para fomentar a cena musical do metal brasileiro, cruzando bandas de diferentes gerações e estilos musicais nichados no rock ‘n roll, nasce o Noise Knob. Um evento em formato híbrido que busca resgatar a essência musical. Para o idealizador Leonardo Panara “Noise Knob surge com a necessidade de algo novo no cenário do rock e metal nacional e a minha vontade de inserir essa experiência para o público e para todos que trabalham no setor da música pesada no Brasil”.

O festival conta com bandas de gerações e projeções diversas, fomentar a interatividade entre público e bandas, incentivar e valorizar a cena musical do metal com profissionais e artistas consagrados no gênero e também os que estão entrando agora no cenário.
 
SHOW

O evento será totalmente online e para celebrar o mês do rock acontecerá nos dias 9 e 16 de julho de 2021 das 19H às 21:30H em formato de live.

No primeiro dia, 9 de julho, abrindo o festival com um show totalmente exclusivo, o Surra que tem sido considerada uma das bandas que está movimento a cena underground nacional, seguindo pelo Questions, hoje uma das melhores bandas de hardcore que surgiram na América do Sul. Para fechar a noite, os veteranos do punk rock Ratos de Porão, que desde 1981 conquista fãs no mundo inteiro com suas letras politizadas.

O segundo dia, 16 de julho, conta com abertura do Bayside Kings, apresentando sua música rápida, melódica, agressiva e cheia de questionamentos internos e externos. Seguindo pela banda Glória que volta à ativa com energia total e nova formação. Para fechar o último dia do festival, o Dead Fish chega com o pé na porta tocando suas músicas cheias de críticas direcionadas, mensagens de proatividade e discurso de resistência, encerrando com classe o Noise Knob Festival.

Os shows foram gravados antecipadamente no estúdio High Five, seguindo os protocolos estabelecidos para gravações audiovisuais elaborados em conjunto pela SindCine, APRO e SIAESP – esse protocolo atende as exigências apontadas pela OMS e outros entidades de saúde e vigilância sanitária.  

O festival conta com o apoio das marcas Brutal Kill e o programa Autoral Brasil (Kiss FM), além de abraçar a causa do Instituto Escuta. Atuando desde 2011, o Instituto Escuta investe no desenvolvimento máximo de crianças surdas que usam implante coclear e de suas famílias. Durante os shows haverá um QRCODE para arrecadar doações para o instituto. Conheça mais aqui: http://institutoescuta.org.br
 
PODCAST
 
Noise Knob também conta com um podcast conduzido pelo Leonardo Panara, que receberá os vocalistas João Gordo do Ratos de Porão e  Dead Fish, somando dois podcast exclusivos. Após o festival, o projeto de podcast continuará para produzir conteúdos exclusivos e inserir o formato na cena do rock e metal nacional.

SERVIÇO:

NOISE KNOB FESTIVAL

Ratos de Porão, Questions e Surra
Data: 09 de julho
Horário: A partir das 19H
Local: Canal no youtube do Noise Knob


Dead Dish, Glória e Bayside Kings
Data: 16 de julho
Horário: A partir das 19H
Local: Canal no Youtube do Noise Knob
Link do evento no Facebook:https://www.facebook.com/events/324613405822984?ref=newsfeed

Acompanhe tudo sobre o NOISE KNOB através dos canais oficiais FACEBOOKINSTAGRAM e YOUTUBE

Reverbera Music Media