Posts com Tag ‘Angra’

O Dream Wild é, definitivamente, uma banda cult.

Formada em 1995 na cidade de Votorantim, região metropolitana de Sorocaba, o grupo sempre foi muito querido pelos headbangers, tanto da velha como da nova escola.

Os shows da banda sempre foram caracterizados pela quantidade e diversidade do público. Fãs de todos os estilos do metal sempre se uniam em frente ao palco para levantar seus punhos cerrados e curtir o heavy metal tradicional do Dream Wild.

E foram tantos shows nesses 25 anos! Savatage, Angra, Salário Mínimo, Dark Avenger, Wizards, Circa (com membros do Yes), André Matos, Torture Squad, Hellish War, Portrait, foram algumas entre tantas outras bandas que o Dream Wild já dividiu o palco.

E por sempre priorizar os palcos, o Dream Wild frequentou pouco os estúdios, embora sem prejuízo ao processo criativo, que sempre se manteve ativo. Os setlists dos shows do Dream Wild raramente incluíam covers e a banda até coleciona músicas que são consideradas clássicas: “Metal Warriors”, “Breaking Heads”, “Time Of Confusion”, são algumas delas.

Então eis que, depois de 25 anos e do lançamentos de algumas demos, EPs e singles, o Dream Wild anuncia aquele que será considerado seu primeiro álbum, “Omen To Battle”.

“Omen To Battle” está sendo gravado no Estúdio 8 em Tatuí/SP com o produtor Iago Pedroso e vai reunir nove faixas: “Omen To Battle”, “Battlefield”, “Pass Over On Opressor”, “Revelations”, “Headbangers”, “Reality Overdose”, “Heroes Of Life”, “Walls Of Eternity” e “Receptors”.

A faixa “Reality Overdose” foi lançada como single e está disponível nas plataformas digitais:
Spotify: https://spoti.fi/2VLHnqI
Deezer: https://bit.ly/2UjhGwS
iMusic: https://apple.co/3AEcC5v
Youtube:

Enquanto “Omen To Battle” é finalizado, o Dream Wild dá uma escapada dos estúdios para uma ocasião muito especial: mais uma vez dividir o palco com o Angra.

Dessa vez o show acontece no Parque Ecológico “Collemar de Miranda Bollo” na cidade de Piedade/SP e a entrada será a doação de 1kg de alimento não perecível.

Os shows estão programados para acontecer a partir das 14h e além de Angra e Dream Wild, também se apresentam Classic Hit, Lustfall e RF Force.

O Dream Wild é atualmente formado pelos membros originais da banda, os guitarrista Ilde Carvalho e Marcos Santos, e também o vocalista Marcio Rodrigues, o baterista Daniel Mestre e o novo integrante, o baixista Andrew Albuquerque.

Mais Informações:  
www.facebook.com/dreamwildband
www.instagram.com/dreamwildband

Som do Darma

Overload orgulhosamente apresenta: Angra no Rio de Janeiro tocando o álbum Rebirth na íntegra

Data: 1 de Julho (Sexta)
Local: Circo Voador
Endereço: Rua dos Arcos, s/n – Lapa
Abertura da casa: 20h00
Início do show: 21h30
Classificação etária: 16 anos

12 a 15 anos: entrada permitida acompanhado de responsável legal mediante apresentação de documento oficial (e original) com foto.

INGRESSOS:
Meia entrada/promocional – Primeiro Lote: R$ 90,00
Meia entrada/promocional – Segundo Lote – R$ 110,00
Meia entrada/promocional – Terceiro Lote: R$ 120,000

Ingressos promocionais válidos para menores de 21 anos, estudantes, idosos e professores da rede estadual de ensino ou mediante entrega de 1kg de alimento não-perecível na entrada do evento

PONTOS DE VENDA:
Venda Online:

https://www.eventim.com.br/…/angra-no-circo-voador…/

Bilheteria do Circo Voador
(pagamento em dinheiro)
– Sem taxa de conveniência.
– Ter/qui: 12h às 19h
– Sex: 12h às 24h
– Sáb: 14h às 24h

Realização:
www.overload.com.b
r

Para celebrar as duas décadas do disco Rebirth, um grande marco na carreira da banda, o Angra passa por Curitiba com no dia 26 de junho (domingo), na Opera de Arame, um dos melhores e mais bonitos espaços para shows na cidade. Apesar da grande procura dos fãs pela apresentação, há ingressos disponíveis para todos os setores, com o adendo de um novo lote especial para o setor plateia.

O álbum Rebirth foi lançado em 2001 e marcou um recomeço na história do Angra, que apresentava uma nova formação aos fãs na entrada do novo milênio. O trabalho conceitual era um reflexo das mudanças recentes e trazia uma aura motivadora e otimista. O resultado foi um imenso sucesso juntos aos fãs e uma turnê que ultrapassou a marca de uma centena de shows. Duas décadas depois, a banda pega a estrada para celebrar aquele momento, com a nostálgica turnê  Rebirth 20th Anniversary.

Sobre a turnê comemorativa do álbum que marcou um dos renascimentos do Angra, o guitarrista e membro fundador Rafael Bittencourt comenta: “Estou muito feliz em realizar a turnê do Rebirth juntamente com o Fabio Lione, Felipe Andreoli, Marcelo Barbosa e Bruno Valverde. Será muito emblemático retornar e reviver uma época em que a banda estava renascendo. Também será um resgate de um trabalho que representou muito em minha vida, que revelou o que eu estava sentindo na época – Estou muito ansioso para o começo dessa Nova Era!”.

A apresentação de abertura ficará por conta da experiente banda gaúcha Rage in My Eyes, com mais de duas décadas de experiência no cenário. Quando utilizavam o antigo nome, Scelerata, foram a banda oficial brasileira de apoio do ícone Paul Di’Anno de 2009 a 2014, realizando mais de 50 shows com o ex-vocalista do Iron Maiden. Dividiram palco com lendas do Heavy Metal como Deep Purple, Gamma Ray, Kamelot e Edguy, entre outras.

Com a troca do nome em 2018, o conjunto lançou o álbum Iron Cell, e em 2020 veio o mais recente lançamento, o EP Spiral, com cinco faixas inéditas, composto e gravado durante a pandemia. Por serem do sul, entregam um tipo de Metal nunca ouvido antes, misturando Heavy e Prog Metal com elementos da Milonga – gênero musical do Sul do Brasil, Uruguai e Argentina – e uso do acordeon. O guitarrista e principal compositor, Magnus Wichmann, é neto do legendário músico gaúcho Teixeirinha.

Serviço
Angra em Curitiba
Data: 26 de junho de 2022 (domingo)
Local: Opera de Arame
Endereço: Rua João Gava, 920 – Abranches
Horário: 18h (portões), 20h (banda de abertura), 21h10 (Angra)
Classificação etária: 16 anos (menores de 16 acompanhado com responsável legal)

Ingressos

PLATÉIA

3º lote

Inteira R$ 180

Solidário R$ 95*

Meia R$ 90**

4º lote

Inteira R$ 200

Solidário R$ 105*

Meia R$ 100**

CAMAROTE

2º lote

Inteira R$ 220

Solidário R$ 115*

Meia R$ 110**

PREMIUM – primeiras filas em frente ao palco

Lote único

Inteira R$ 420

Solidário R$ 220*

Meia R$ 210**

* Solidário — limitados e válidos somente com a entrega de 1kg de alimento não perecível na entrada do show.

** Meia-entrada — para estudantes são válidas somente as seguintes carteiras de identificação estudantil: ANPG, UNE, UBE’s, DCE’s e demais especificadas na LEI FEDERAL Nº 12.933. Não será aceita NENHUMA outra forma de identificação que não as oficializadas na lei.

***Todos os setores são por ordem de chegada

Pontos de venda

Online (com taxa de conveniência)

https://www.bilheto.com.br/evento/628/Angra (em até 12x no cartão)

PONTO DE VENDA SEM TAXA:

LETS ROCK

(Dinheiro, Débito e Crédito à vista)

(Galeria Pinheiro) Praça Tiradentes, 106. Lojas 03 e 04 – Centro – Curitiba/PR

Seg. à Sex. das 9h às 19h, sábados das 9h às 15h

PONTO DE VENDA COM TAXA:

ESPAÇO CARMELA

(Dinheiro, Débito e Crédito à vista)

Rua Dr. Claudino dos Santos, 72 – São Francisco  – Curitiba/PR

Dom. à Qui. das 7h às 23h, Sex. e Sab. das 17h às 02h

HAND MADE

(Dinheiro, Débito e Crédito à vista)

Rua Desembargador Westphalen, 1186 – Rebouças  – Curitiba/PR

Seg. à Sex. das 10h às 18h, sábados das 10h às 14h

* A organização do evento não se responsabiliza por ingressos comprados fora dos pontos de venda anunciados

** Será proibida a entrada de câmeras fotográficas/filmadoras profissionais e semiprofissionais.

Informações: www.abstratti.com e (41) 3355-6072

Histórico

O Angra surgiu no começo dos anos 1990 com uma proposta de mesclar influências da música brasileira com o peso, velocidade e melodia do Heavy Metal. O primeiro álbum, Angels Cry (1993) foi aclamado internacionalmente, incluindo o mercado japonês, consumidor ávido do Metal Melódico. O trabalho seguinte, Holy Land, se aprofundou ainda mais nas referências culturais do país, e sacramentou o grupo como um dos mais importantes do cenário mundial. Após diversas turnês pela Europa, a banda trabalhou no lançamento do terceiro disco, Fireworks, que novamente mudava as diretrizes sonoras, porém sem descaracterizar a identidade musical do quinteto.

Após a turnê foi anunciada a saída de três membros do grupo, o que deixou o Angra com uma complicada tarefa: encontrar novos músicos e mostrar que ainda era uma potência mundial, missão esta que o Angra tirou de letra. Reformulada, a banda lançou Rebirth (2001), um álbum coeso e alinhado com o melhor que o Metal oferecia na época. A turnê foi um sucesso, com mais de 100 datas em diversos países, e ainda rendeu um novo lançamento: o EP Hunters and Prey. O Angra segue em atividade até hoje, sempre celebrando seu legado e lançando trabalhos de inquestionável qualidade.

Assim como haviam feito com os discos Angels Cry e Holy Land, agora é a vez da Rebirth 20th Anniversary, que revisita com honestidade um dos grandes momentos da carreira do Angra. Os shows prometem momentos de pura nostalgia ao resgatar músicas que marcaram época.

Resumo

O que: Angra

Quando: Domingo, 26 de junho – 21h

Onde: Opera de Arame – João Gava, 920

Quanto: de R$90 à R$420

Informações: www.abstratti.com e (41) 3355-6072

Acesso Music

No dia 25 de junho o RAGE IN MY EYES voltará aos palcos de sua terra natal e fará parte das celebrações de 20 anos do álbum “Rebirth”, do Angra, em show muito esperado pelos fãs gaúchos. O evento será realizado na casa de shows Opinião a partir das 18h, e contará ainda com a abertura dos conterrâneos da Mortticia. Este será o primeiro show de Jonathas Pozo (vocal), Magnus Wichmann (guitarra), Pedro Fauth (baixo) e Francis Cassol (bateria) em Porto Alegre desde as gravações do DVD, realizado no mês de janeiro na Teatro Bruno Kiefer, na Casa de Cultura Mário Quintana. Com ingressos a partir de R$ 60 (disponíveis em https://bileto.sympla.com.br/event/71703/d/128107), a produção do show é realizada pela Abstratti, que também é responsável pelas datas em Florianópolis (24/06) e Curitiba (26/06), com o RAGE IN MY EYES como banda convidada.

No set list deste giro pelo Sul, o RAGE IN MY EYES promete entregar ao público toda a força de seu Heavy Metal com milonga, um dos seus grandes diferenciais. No álbum “Ice Cell” (2019) e no EP “Spiral” (2021) é possível conferir a participação especial do acordeonista Matheus Kléber, que insere este importante elemento musical da cultura gaúcha ao lado dos riffs pesados e velocidade tradicional da banda. O quarteto vem produzindo com a Colateral Filmes uma série de vídeo clipes que mostram estas características tradicionalistas, como as faixas “Death Sleepers” e “Spark of Hope”. Sendo do Sul do Brasil, a banda mostra um lado do país que a maioria das pessoas não conhece. Misturando Heavy/Prog Metal com elementos da milonga – que é um gênero musical típico do Sul do Brasil, Uruguai e Argentina, o RAGE IN MY EYES ao mesmo tempo em que inova musicalmente, presta tributo à história dos pampas.

SERVIÇO:

ANGRA

Rebirth 20th Anniversary

Bandas convidadas: Rage In My Eyes e Mortticia

Data: 25 de junho de 2022

Local: Opinião (Rua José do Patrocínio, 834) – Porto Alegre/RS

Confira mais informações:

https://facebook.com/events/s/angra-rebirth-20th-em-porto-al/265780259014797/

Assista ao vídeo clipe de “Spark of Hope”:

Assista ao vídeo clipe de “Death Sleepers”:

Ouça o EP “Spiral” no Spotify:

Créditos da foto: Tiemy Saito

Contatos:

Site: www.rageinmyeyes.com

Bandcamp: https://rageinmyeyes.bandcamp.com

YouTube: https://www.youtube.com/rageinmyeyes

Facebook: http://www.facebook.com/rageinmyeyess

Instagram: http://www.instagram.com/rageinmyeyes

Assessoria de Imprensa: www.wargodspress.com.br

Wargods Press

Mais uma data é agendada para a divulgação do EP “A Light in the Black” da banda gaúcha MORTTICIA, desta vez como banda de abertura do show do Angra em Porto Alegre, no dia 25 de junho, sábado. O show faz parte da “Rebirth 20th Anniversary”, quando a banda paulistana comemorará os 20 anos do clássico “Rebirth”, lançado em 2001, e contará ainda com os conterrâneos do Rage In My Eyes, que divulga o EP “Spiral”. O show será realizado no Opinião (Rua José do Patrocínio, 834), com abertura da casa às 18h. Lucas Fialho Zawacki (vocal), Lúcio Brenner e Vicente Telles (guitarras), Guilherme Wiersbicki (baixo) e Anderson Dias (bateria) declaram: “Fazer a abertura de uma banda que além de inspiração é também uma banda que esteve presente durante uma boa parte da nossa vida mostra que estamos fazendo no trabalho de maneira madura e correta”.

No set list estarão faixas como “Ocean f Change”, faixa que inicialmente foi lançada como single e recebeu um lyric vídeo, retratando a história envolvendo a letra da música, inspirada no filme “Cloud Atlas”. A premissa do filme é seguir vários indivíduos durante diferentes momentos históricos, desde a época do tráfico de escravos nos EUA até um futuro distópico pós-humanidade, passando pelos tempos atuais. Em cada momento no tempo os personagens tomam atos ou deixam marcas que vão influenciar as histórias de tempos posteriores. Por exemplo, um vídeo de uma declaração num julgamento de um personagem nos anos 2000 inspira uma revolução de ciborgues nos anos de 2100. Num dos momentos mais importantes do filme, um dos personagens, um abolicionista da escravidão, diz que: o seu esforço pode ser “apenas uma gota”, mas é de gotas que é feito o oceano.

Ingressos podem ser adquiridos em https://bileto.sympla.com.br/event/71703/d/128107 e mais informações poderão ser conferidas no evento oficial no Facebook: https://www.facebook.com/events/265780259014797.

Assista ao lyric vídeo de “Ocean of Change” no YouTube:

Ouça o EP “A Light in the Black” no Spotify:

Créditos da foto: Carlos Calza

Contatos:

Linktree: https://linktr.ee/mortticia.metal

Facebook: https://facebook.com/mortticia.official

Instagram: https://www.instagram.com/mortticia.official

Twitter: https://twitter.com/mortticiametal

Assessoria de Imprensa: www.wargodspress.com.br

Wargods Press

O álbum Rebirth foi lançado em 2001 e marcou um recomeço na história do Angra, que apresentava uma nova formação aos fãs na entrada do novo milênio. O trabalho conceitual era um reflexo das mudanças recentes e trazia uma aura motivadora e otimista. O resultado foi um imenso sucesso juntos aos fãs e uma turnê que ultrapassou a marca de uma centena de shows.

Para celebrar as duas décadas do disco, o grupo realiza a Rebirth 20th Anniversary, que tem uma parada em Curitiba no dia 26 de junho (domingo), na Opera de Arame, um dos melhores e mais bonitos espaços para shows na cidade.

Sobre a turnê comemorativa do álbum que marcou um dos renascimentos do Angra, o guitarrista e membro fundador Rafael Bittencourt comenta: “Estou muito feliz em realizar a turnê do Rebirth juntamente com o Fabio Lione, Felipe Andreoli, Marcelo Barbosa e Bruno Valverde. Será muito emblemático retornar e reviver uma época em que a banda estava renascendo, e nesse momento o mundo inteiro está renascendo. Nós estamos no meio de uma pandemia, não se sabe ainda quanto tempo as coisas irão demorar para retornar como eram, e muito possivelmente nunca seremos os mesmos. Mas, para mim, também será um resgate de um trabalho que representou muito em minha vida, que revelou o que eu estava sentindo na época”.

O músico fala também sobre a expectativa de retornar aos palcos após quase três anos: “Fora a saudade dos palcos, a saudade de ver o público. Estou muito ansioso para o começo dessa Nova Era!”, conclui.

A apresentação de abertura ficará por conta da experiente banda gaúcha Rage in My Eyes, que iniciou as atividades em 2002 com o nome Scelerata, e lançou mundialmente quatro álbuns, incluindo o aclamado The Sniper, parcialmente gravado na Alemanha no estúdio da lendária banda Blind Guardian, produzido por Charlie Bauerfeind (Blind Guardian, Helloween, Angra) e que contou com as participações de Paul Di’Anno (ex-Iron Maiden) e Andi Deris (Helloween). Foram a banda oficial brasileira de apoio do ícone Paul Di’Anno de 2009 a 2014, realizando mais de 50 shows com o vocalista. Dividiram palco com lendas do Heavy Metal como Deep Purple, Gamma Ray, Kamelot e Edguy, entre outras.

Com a troca do nome em 2018, o conjunto lançou o álbum Iron Cell, e em 2020 veio o mais recente lançamento, o EP Spiral, com cinco faixas inéditas, composto e gravado durante a pandemia. Por ser do sul, entregam um tipo de Metal nunca ouvido antes, misturando Heavy e Prog Metal com elementos da Milonga – gênero musical do Sul do Brasil, Uruguai e Argentina – e uso do acordeon. O guitarrista e principal compositor, Magnus Wichmann, é neto do legendário músico gaúcho Teixeirinha.

Serviço
Angra em Curitiba
Data: 26 de junho de 2022 (domingo)
Local: Opera de Arame
Endereço: Rua João Gava, 920 – Abranches
Horário: 18h (portões), 20h (banda de abertura), 21h10 (Angra)
Classificação etária: 16 anos (menores de 16 acompanhado com responsável legal)

Ingressos

PLATÉIA

1º lote

Inteira R$ 140

Solidário R$ 75*

Meia R$ 70**

2º lote

Inteira R$ 160

Solidário R$ 85*

Meia R$ 80**

3º lote

Inteira R$ 180

Solidário R$ 95*

Meia R$ 90**

CAMAROTE

1º lote

Inteira R$ 160

Solidário R$ 105*

Meia R$ 80**

2º lote

Inteira R$ 220

Solidário R$ 115*

Meia R$ 110**

PREMIUM – primeiras filas em frente ao palco

Lote único

Inteira R$ 420

Solidário R$ 220*

Meia R$ 210**

* Solidário — limitados e válidos somente com a entrega de 1kg de alimento não perecível na entrada do show.

** Meia-entrada — para estudantes são válidas somente as seguintes carteiras de identificação estudantil: ANPG, UNE, UBE’s, DCE’s e demais especificadas na LEI FEDERAL Nº 12.933. Não será aceita NENHUMA outra forma de identificação que não as oficializadas na lei.

***Todos os setores são por ordem de chegada

Pontos de venda

Online (com taxa de conveniência)

https://www.bilheto.com.br/evento/628/Angra (em até 12x no cartão)

PONTO DE VENDA SEM TAXA:

ESPAÇO CARMELA

(Dinheiro, Débito e Crédito à vista)

Rua Dr. Claudino dos Santos, 72 – São Francisco  – Curitiba/PR

Todos os dias à partir das 11h

PONTO DE VENDA COM TAXA:

HAND MADE

(Dinheiro, Débito e Crédito à vista)

Rua Desembargador Westphalen, 1186 – Rebouças  – Curitiba/PR

Seg. à Sex. das 10h às 19h, sábados das 10h às 13h

LETS ROCK

(Dinheiro, Débito e Crédito à vista)

(Galeria Pinheiro) Praça Tiradentes, 106. Lojas 03 e 04 – Centro – Curitiba/PR

Seg. à Sex. das 9h às 19h, sábados das 9h às 14h30

TÚNEL DO ROCK

(Débito e Crédito à vista)

Rua Xv De Novembro, 74 – Centro – Curitiba/PR

Seg. à Sex. das 9h às 19h, sábados das 9h às 17h

DR. ROCK – CENTRO

(Dinheiro, Débito e Crédito à vista)

Shopping Metropolitan – Loja 04. Praça Rui Barbosa, 765 – Centro – Curitiba/PR

Seg. à Sex. das 9h às 20h, sábados das 9h às 17h

* A organização do evento não se responsabiliza por ingressos comprados fora dos pontos de venda anunciados

** Será proibida a entrada de câmeras fotográficas/filmadoras profissionais e semiprofissionais.

Informações: www.abstratti.com e (41) 9979-5507

Histórico

O Angra surgiu no começo dos anos 1990 com uma proposta de mesclar influências da música brasileira com o peso, velocidade e melodia do Heavy Metal. O primeiro álbum, Angels Cry (1993) foi aclamado internacionalmente, incluindo o mercado japonês, consumidor ávido do Metal Melódico. O trabalho seguinte, Holy Land, se aprofundou ainda mais nas referências culturais do país, e sacramentou o grupo como um dos mais importantes do cenário mundial. Após diversas turnês pela Europa, a banda trabalhou no lançamento do terceiro disco, Fireworks, que novamente mudava as diretrizes sonoras, porém sem descaracterizar a identidade musical do quinteto.

Após a turnê foi anunciada a saída de três membros do grupo, o que deixou o Angra com uma complicada tarefa: encontrar novos músicos e mostrar que ainda era uma potência mundial, missão esta que o Angra tirou de letra. Reformulada, a banda lançou Rebirth (2001), um álbum coeso e alinhado com o melhor que o Metal oferecia na época. A turnê foi um sucesso, com mais de 100 datas em diversos países, e ainda rendeu um novo lançamento: o EP Hunters and Prey. O Angra segue em atividade até hoje, sempre celebrando seu legado e lançando trabalhos de inquestionável qualidade.

Assim como haviam feito com os discos Angels Cry e Holy Land, agora é a vez da Rebirth 20th Anniversary, que revisita com honestidade um dos grandes momentos da carreira do Angra. Os shows prometem momentos de pura nostalgia ao resgatar músicas que marcaram época.

Resumo

O que: Angra

Quando: Domingo, 26 de junho – 21h

Onde: Opera de Arame – João Gava, 920

Quanto: de R$70 à R$420

Informações: www.abstratti.com e (41) 9979-5507

Acesso Music

Além da qualidade musical reconhecida mundialmente, os fãs se encantaram com as letras de “Temple of Shadows”. Compostas pelo guitarrista e líder do Angra, Rafael Bittencourt, elas contam a história de um cavaleiro templário, conhecido como Shadow Hunter, que, após ver tanta matança em nome de Deus durante a “guerra santa” entre a Igreja Católica e os mulçumanos, no século XI, começa a questionar as estruturas do poder eclesiástico e parte numa jornada de questionamentos, com intuito de dar novo sentido à sua fé.

Dezesseis anos depois de seu lançamento em “Temple of Shadows”, a história de Shadow Hunter é contada novamente, dessa vez através da uma graphic novel, batizada “Templo das Sombras”, produzida por três cabeças: o próprio Rafael Bittencourt (autor da história), Felipe Castilho (roteirista e escritor, finalista do prêmio Jabuti por duas vezes), e Ale Santos (ilustrador).

Empolgado com o lançamento, Rafael Bittencourt comenta: “Estou bastante entusiasmado de finalmente poder contar a história de Shadow Hunter de maneira visual, ainda mais em uma mídia tão importante e atual como os quadrinhos. Hoje percebo que a história, o conceito e as mensagens por trás do Temple of Shadows são tão importantes quanto as músicas. E agora os fãs (e leitores) poderão ter acesso a detalhes inéditos na narrativa, minúcias e nuances imperceptíveis quando se escuta o álbum. Será uma experiência espetacular ler essa HQ tendo Temple of Shadows como trilha sonora. Também estou bastante empolgado com a oportunidade que esse lançamento nos dá de apresentar a música do Angra para novos públicos”.

A HQ chega ao mercado em 10 de dezembro de 2021 em formato americano (17x26cm) acabamento especial com capa dura e verniz localizado, páginas coloridas e papel couché de alta gramatura.

Compre em pré-venda: https://esteticatorta.lojavirtualnuvem.com.br/produtos/hq-templo-das-sombras/

Também está disponível na pré-venda, uma edição premium que, além da HQ e do bookplate autografado terá uma camiseta exclusiva, um pôster com a arte da capa, impressos exclusivos com rascunhos e ilustrações não utilizadas, além de um certificado numerado e uma dedicatória especial ao comprador, feita a próprio punho por Rafael Bittencourt.

Links relacionados:
Site Oficial: https://esteticatorta.lojavirtualnuvem.com.br/
Instagram: http://instagram.com/esteticatorta
Facebook: https://www.facebook.com/esteticatorta

TRM Press

Angra: Cervejaria Coruja lança as cervejas de 30 anos da banda

Publicado: 18/08/2021 por Pedro Mello em News
Tags:,

Em homenagem às três décadas de história, o Angra se uniu à Cerveja Coruja, de Forquilhinha/SC, para apresentar um lançamento que tem feito muito barulho: as cervejas comemorativas dos 30 anos da banda. A parceria foi iniciada graças ao interesse particular por cervejas artesanais do fundador e guitarrista, Rafael Bittencourt, consumidor assumido da marca Coruja.

O Angra se consagra como um dos maiores nomes do heavy metal brasileiro no mundo. Sua trajetória é repleta de lançamentos históricos, mantendo suas referências musicais criadas por seus interlúdios sinfônicos, instrumental altamente técnico e pela alquimia do metal com elementos regionais brasileiros. Um grande exemplo de versatilidade no meio musical, sendo aclamada por seus fãs fiéis.

Para a cervejaria, que também é detentora das marcas Saint Bier, Barco e Catarina, ficou a responsabilidade de desenvolver duas receitas exclusivas, que conquistassem os fãs do Angra. A linha é formada por long necks ilustradas com elementos dos álbuns que marcaram a história da banda. A primeira cerveja é uma Lager leve, com amargor sutil e aroma refrescante e marcante, graças ao dry hopping dos lúpulos cascade e amarillo. Já a segunda é uma IPA envolvente e refrescante, com notas frutadas e amargor característico do estilo.

A parceria ainda prevê o lançamento de um kit exclusivo, formado por uma garrafa de cada estilo e um copo personalizado da banda, a ser lançado no início do mês de setembro. Os fãs do Angra e da Coruja encontram os produtos à venda no e-commerce da cervejaria (https://loja.encheocopo.com/) e da banda (https://store.angra.net/), além dos pontos de venda atendidos pela Cerveja Coruja espalhados por todo o território nacional.

Mais Informações:
http://www.angra.net/
https://loja.encheocopo.com/
https://www.instagram.com/AngraOfficial/
https://www.facebook.com/AngraOfficialPage
https://www.youtube.com/AngraChannel
https://twitter.com/AngraOfficial

TRM Press

O Angra acaba de lançar o vídeo de “Nova Era” ao vivo do DVD “ØMNI Live”, com participação mais do que especial da Família Lima, e que foi gravado no Tom Brasil (SP), em 2018. Essa é a primeira vez que “Nova Era” foi apresentada ao vivo pelo Angra com um quarteto de cordas, o que torna o momento especial para os fãs. O DVD e CD ao vivo podem ser adquiridos na pré-venda da loja oficial do Angra: https://store.angra.net/.

Assista “Nova Era” feat. Família Lima

Felipe Andreoli fala sobre “Nova Era”:
Nova Era é uma das músicas mais emblemáticas do meu início de jornada com o Angra. Foi a música que nos deu certeza de que estávamos carregando a rocha e os pilares sobre os quais o Angra se formou adiante. Foi uma música tão importante que acabou por apelidar a formação que gravou Rebirth, do “Angra Nova Era”. É um speed metal na linha dos grandes épicos pelos quais o Angra é conhecido, e ganhou um tempero muito especial com a participação da Família Lima.

Angra:
Fabio Lione – Vocal
Rafael Bittencourt – Guitarra
Marcelo Barbosa – Guitarra
Felipe Andreoli – Baixo
Bruno Valverde – Bateria

Mais informações:
Site Oficial – http://www.angra.net/
Facebook – https://www.facebook.com/AngraOfficialPage
YouTube – https://www.youtube.com/c/AngraNetOfficial
Twitter – https://twitter.com/AngraOfficial
Instagram – http://www.instagram.com/AngraOfficial

TRM Press

Dia do Baixista (divulgacao)

Neste dia 23 de junho é comemorado o Dia do Baixista. Responsável pelo groove e pela ligação entre os instrumentos, o baixo é um dos instrumentos mais importantes do rock and roll! Por isso, nada mais justo que ter um dia só para apreciarmos quem lida tão bem com este importante, porém injustiçado, instrumento! 

Na formação de uma banda de rock encontramos idolatria do vocalista ao guitarrista, até mesmo o baterista, consegue o seu holofote. O baixista, no entanto, não ganha tanta atenção quanto os outros instrumentistas, mas tente ouvir uma música do Iron Maiden, por exemplo, sem o poderoso baixo de Steve Harris. Ou pense no Queen sem o groove de John Deacon? Para acabar com essa injustiça com os baixistas, criamos uma lista de importantes baixistas no metal brasileiro para você conhecer, e apreciar!

Felipe Andreoli (Angra)

Conhecido por seu trabalho nas bandas Angra, Karma e Almah, Felipe Andreoli utiliza a técnica dos três dedos para extrair o som do seu baixo. Ele costuma tocar com os baixos da marca Ibanez SR e BTB, com cordas D’Addario e amplificadores Epifani. Em 2007, a revista de metal japonesa Burn! listou ele como um dos melhores sete baixistas do mundo.

Thiago Zig (Lyria)

Baixista do Lyria, banda de metal sinfônico carioca, Thiago Zig começou a tocar na adolescência, e queria mesmo era tocar uma bateria. Mas por insistência dos amigos, foi para o contrabaixo. No início, Zig utilizava um baixo Yamaha de 4 cordas, e depois pulou para um Ibanez de 5 cordas. Em seguida, na necessidade de um baixo maior, ele escolheu um Ibanez de 6 cordas. Atualmente,  ele usa um Music Man Sting Ray 5, um cabeçote Gallien Krueger, e uma caixa Hartke 4/10.

Andria Busic (Dr. Sin)

Baixista e vocalista da Dr. Sin, Andria Busic é autodidata e se interessou pelo baixo ainda pequeno, quando ouvia seu pai, trompetista de jazz apresentar-se. Na década de 80 formou a banda Prisma, que logo foi trocada para Platina, mas também foi nomeada como Slogan e Cherokee. Passou rapidamente pelo Ultraje a Rigor, Taffo e acompanhou Supla. Em 1991 a Dr. Sin foi formada e existe até hoje! Seu primeiro baixo foi um Gibson G3, 4 cordas, que ganhou do seu pai. Já foi patrocinado pela Yamaha, época em que usava os modelos Bb 714 Bs, Bb 2024 X Japan, Trb 1005 J  e também o Bbne 2 com 5 cordas Nathan East Signature.

Fernanda Lira (ex-Nervosa, Crypta)

Influenciada pelo já mencionado Steve Harris, a Fernanda Lira toca o baixo desde os 13 anos de idade. Também autodidata, ela é filha de músico e antes de se dedicar ao baixo, formou-se jornalista. Tocou nas bandas Hellgard, HellArise e Detonator e as Musas do Metal. É patrocinada pela holandesa Aristides Instruments desde 2012.

Luis Mariutti (Shaman, Angra)

Ficou conhecido no mundo durante os anos de Angra (1991 – 1999), e de lá pra cá já tocou no Shaman, About2Crash, Dirty Dogz, Sinistra e Motorguts. Luiz Mariutti foi considerado um dos 10 melhores baixistas do mundo, pela revista japonesa Burn!, e por 12 anos consecutivos ganhou como melhor baixista, pela Roadie Crew. Já utilizou baixos da Warwick, como o Vampyre NT Custom Shop 5 e Thumb Bolt-On 4. Também utilizou, em diversas fases da carreira os baixos Music Man Stingray 5, Ibanez Roadstar II Deluxe Rb760, Fender Precision Bass, Music Maker Bass 5 e o Earnie Ball Music Stingray 5 HH Stealth Black.

Paulo Jr. (Sepultura)

O mineiro é mais um influenciado por Steve Harris. Paulo Jr. é um dos membros fundadores do Sepultura e por seu destaque na música, conta até com a Medalha da Inconfidência, uma das maiores condecorações do país. Seu primeiro baixo foi um Giannini Supersonic, que tem até hoje. Entre mais de 50 baixos de sua coleção, o destaque é um baixo Fender de 71, comprado nos EUA por apenas 100 dólares em uma loja de penhores.

Dick Siebert (Korzus) 

Baixista de uma das bandas pioneiras do Trash Metal brasileiro, Dick Siebert tinha 21 anos quando se tornou referência do baixo no país. Pela velocidade do gênero nas músicas, ele adere a palheta em modelos de baixo que vão de Music Maker, MusicMan e Warwick de 4 cordas, e também um Music Maker de 5 cordas. O músico utiliza afinações que variam entre Dó e Mi Bemol, com o pedal de efeitos do tipo Bass Pusher.

Orbe Comunicação