Posts com Tag ‘Abraskadabra’

A banda curitibana de ska punk Abraskadabra lançou nesta semana a música Set Us Free, última amostra do aguardado disco Make Yourself at Home que chega ao streaming em vinil no dia 24 deste mês pelo selo americano Bad Time Records.

Ouça aqui: https://abraskadabra.com/.

“Foi uma das primeiras músicas que tínhamos para o álbum, e acho que diz como o mundo está fodido agora, com absurdos e obscenidades acontecendo todos os dias, a extrema direita, o obscurantismo e o negacionismo”, fala o Abraskadabra.

Todos estes elementos, por outro lado, como comenta a banda, evoca o poder popular e evidencia como temos o poder de mudar isso e ir contra tais questões negativas ao país.

“E realmente fazer a diferença, como podemos ver no Chile agora, onde eles estão reescrevendo sua constituição depois de uma rebelião que quase derrubou o presidente e fizeram um plebiscito, e foi um movimento feito pelo povo. É lindo o que está acontecendo lá agora, e temos mais exemplos assim no mundo, então é possível, e talvez tenhamos que enfrentar essa transição, criação após destruição, assim esperamos”.

Sobre a sonoridade, a banda revela que é a primeira vez que misturam bubblegum pop com ska, o que dá uma vibração animada, vocal marcante e trompetes melódicos.

O novo disco

Make Yourself at Home é o terceiro álbum de estúdio do Abraskadabra após 18 anos de estrada, três demos, dois EPs e dois full-lengths. Com o clima intimista, a banda quer que todos fiquem à vontade e sintam-se em casa.

O processo de composição começou há um ano e meio, mas foi acelerado durante a quarentena, quando o mundo parou. Sem bares, festas e shows, a música serviu de companheira para muita gente, e assim foi surgindo o conceito de ‘Make Yourself at home’.

“Queremos que o nosso público não apenas se sinta em casa, mas se encontre em casa, e seja novamente bem-vindo, agora à nossa nova casa”, diz o guitarrista e vocalista Eduardo “Du”.

A nova casa do Abraskadabra

E a nova casa do Abraskadabra agora se chama Bad Time Records. Uma gravadora americana especializada em ska-punk, focada em artistas que conversam com os novos tempos.

Serão 4 versões diferentes do disco em vinil colorido para o lançamento de Makes Yourself at Home, com distribuição nos Estados Unidos, Reino Unido, Japão, e é claro, no Brasil

O nome “Bad Time” faz piada com algo que o seu criador Mike Sosinski sempre ouvia quando decidiu abrir uma gravadora de ska em 2018: “é uma má hora para esse gênero musical”.

Mike provou a todos que era possível mudar essa história e fez a sua própria hora. Hoje, a Bad Time Records é a casa dos principais nomes do ska-punk nos Estados Unidos, como We Are The Union, Bad Operation, Joystick, Catbite e Kill Lincoln, banda do próprio Sosinski.

“O timing é ótimo. Esse é o melhor momento para se lançar um disco de ska desde o início da banda”, diz o guitarrista e vocal, Buga.

Abraskadabra

instagram.com/abraskadabra

Repleto de referências à atual gestão desastrosa do governo federal, e também uma bronca em quem fez esta escolha errada que já dura quase quatro anos, a banda de ska punk curitibana Abraskadabra lança mais um single rumo ao álbum Make Yourself at Home: a intensa Cattle Life, no formato digital (streaming) e em videoclipe.

Assista ao clipe e ouça nas plataformas digitais: https://abraskadabra.com.

O clipe, uma animação, foi produzida pela Smart/Bamba, com direção de Guilherme Lepca.

Cattle Life é mais uma prévia, assim como o single anterior Do We Need a Sign?, para o novo álbum completo que será disponibilizado ao público no dia 24 de setembro pelo selo norte-americano Bad Time Records.

As referências remetem a cada ação do presidente que afetam a vida dos brasileiros de uma forma geral, seja no consumo de bens necessários, seja pelas decisões tomadas durante a maior crise sanitária dos últimos 100 anos, seja também no cansaço mental promovido a cada nova fala.

“Música foi feita com muita raiva, tanto sonora como na letra, tudo a flor da pele. É brutal e raivosa, até com riffs abafados de guitarra thrash metal e um sininho satânico para fazer uma alusão a este cada que está no governo. É um recado para as pessoas que votaram nele que vão pagar, aliás, todos nós estamos pagando pelo voto nesse cara”, conta Du, vocalista da banda.

Aqui começa a nova fase pós-Welcome, álbum de 2018 que levou o Abraskadabra para uma turnê em mais de 20 cidades dos Estados Unidos e também passou pela Escócia, Inglaterra em grandes festivais internacionais (Rebellion Fest, Boomtown Fair, Ska by Skawest). E chegou inclusive até o Japão.

A nova casa do Abraskadabra

E a nova casa do Abraskadabra agora se chama Bad Time Records. Uma gravadora americana especializada em ska-punk, focada em artistas que conversam com os novos tempos. O selo fará o lançamento de Make Yourself at Home no streaming e em vinil colorido.

Serão 4 versões diferentes do disco em vinil colorido com distribuição nos Estados Unidos, Reino Unido, Japão, e é claro, no Brasil

O selo, além do Abraskadabra, reúne bandas que lutam contra o racismo, o machismo, a homofobia e qualquer tipo de preconceito, resgatando o sentimento de união sobre o qual o ska foi fundado.

É a casa dos principais nomes do ska-punk nos Estados Unidos, como We Are The Union, Bad Operation, Joystick, Catbite e Kill Lincoln, banda do próprio Sosinski.

Abraskadabra

instagram.com/abraskadabra

https://abraskadabra.com/

Tedesco Mídia

Com 18 anos de estrada, experiências no exterior e diversos registros lançados (entre full length, singles e EPs), a banda de ska punk curitibana Abraskadabra anuncia o novo álbum Make Yourself at Home para o dia 24 de setembro (pela gravadora norte-americana Bad Time Records), e cujo primeiro single é Do We Need a Sign?, já no streaming e em videoclipe.

Ouça e assista ao clipe aqui: https://abraskadabra.com.

E o segundo single já tem data confirmada: ‘Cattle life’ chega às plataformas no dia 3 de setembro. Antes do disco ainda sai ‘Set us free’ no dia 16 de setembro.

Do We Need a Sign? é uma expressiva canção que realça o ska punk com elementos de pop punk do Abraskadabra, uma banda com sete integrantes.

Aqui começa a nova fase pós-Welcome – álbum de 2018 que levou o Abraskadabra para uma turnê em mais de 20 cidades dos Estados Unidos e também passou pela Escócia, Inglaterra em grandes festivais internacionais (Rebellion Fest, Boomtown Fair, Ska by Skawest) e chegou inclusive até o Japão.

‘Welcome’ ainda foi eleito um dos melhores discos de ska-punk do ano pelo site americano especializado Ska Punk Daily. Chamaram a atenção até de Vinnie Fiorello, ex-baterista e principal compositor do Less Than Jake, que elegeu o Abraskadabra como uma das promessas daquele ano: ““A mistura de skate punk, ska e pop punk é equilibrada e executada na perfeição. Ótimas linhas de sopro, bateria rápida e grandes melodias”.

Agora, três anos depois de saudar aqueles que foram chegando, o Abraskadabra quer que todos eles – todos vocês – fiquem à vontade e sintam-se em casa.

O processo de composição começou há um ano e meio, mas foi acelerado durante a quarentena, quando o mundo parou. Sem bares, festas e shows, a música serviu de companheira para muita gente, e assim foi surgindo o conceito de ‘Make yourself at home’.

“Queremos que o nosso público não apenas se sinta em casa, mas se encontre em casa, e seja novamente bem-vindo, agora à nossa nova casa”, diz o guitarrista e vocalista Eduardo “Du”.

O álbum não é apenas uma continuação de “Welcome”, mas sim, uma evolução na discografia da banda. “Make yourself at home” reforça a fórmula de riffs marcantes e refrões para cantar junto, mas capricha ainda mais nas letras, nas melodias e nos arranjos dos sopros, sem perder o peso, outra característica essencial do grupo.

A nova casa do Abraskadabra
E a nova casa do Abraskadabra agora se chama Bad Time Records. Uma gravadora americana especializada em ska-punk, focada em artistas que conversam com os novos tempos. O selo fará o lançamento de Make Yourself at Home no streaming e em vinil colorido.

Serão 4 versões diferentes do disco em vinil colorido com distribuição nos Estados Unidos, Reino Unido, Japão, e é claro, no Brasil

Bandas que lutam contra o racismo, o machismo, a homofobia e qualquer tipo de preconceito, resgatando o sentimento de união sobre o qual o ska foi fundado.

O nome “Bad Time” faz piada com algo que o seu criador Mike Sosinski sempre ouvia quando decidiu abrir uma gravadora de ska em 2018: “é uma má hora para esse gênero musical”.

Mike provou a todos que era possível mudar essa história e fez a sua própria hora. Hoje, a Bad Time Records é a casa dos principais nomes do ska-punk nos Estados Unidos, como We Are The Union, Bad Operation, Joystick, Catbite e Kill Lincoln, banda do próprio Sosinski.

“Não há um lugar melhor para uma banda de ska estar neste momento”, diz o trompetista João Paulo “JP”.

Abraskadabra

instagram.com/abraskadabra

https://abraskadabra.com/

Tedesco Mídia