Arquivo da categoria ‘Uncategorized’

A TROPA DE SHOCK confirmou que seu 11º álbum, “The Circle Of Spells”, será lançado nas plataformas digitais no dia 18 de outubro. O track list do material já foi divulgado e a concepção gráfica ficou sob responsabilidade de Don, vocalista da banda.

Confira o track list:

1 The Legend Of Warlock;
2- The Rising Of The Witch;
3- The Greek Clairvoyant;
4- Eternal Sleep;
5- The Forest Blair;
6- Sons Of Nitgh;
7- The Circle Of Spells;
8- Whispers In The Shadows;
9- The Evil Queen;
10- Returning To Be Human;
11- Medusa Eyes;
12- The Lament Of Marmeades
.

Em paralelo, o grupo divulgou que continua trabalhando na pré-produção do videoclipe de “The Rising Of The Witch”, single recém lançado. O material audiovisual será totalmente feito em computação gráfica também e também levará a assinatura de Don.

Para mais informações sobre as atividades da banda TROPA DE SHOCK e dos demais artistas da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Links relacionados:

https://www.instagram.com/tropadeshockofficial/

MS Metal Agency

A BOGOTAH foi um dos destaques em entrevista concedida para a edição do mês de outubro da renomada revista brasileira, Roadie Crew, que traz o Iron Maiden estampando a capa. A magazine pode ser adquirida nas melhores bancas do país ou em seu formato digital pelo site oficial.

O grupo segue trabalhando em novas composições para futuros lançamentos e na divulgação do último álbum, “Crônicas Sobre o Abismo”, disponibilizado através da MS Metal Records no segundo semestre de 2019.

Para mais informações sobre as atividades da banda BOGOTAH e dos demais artistas da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Links relacionados:

https://www.instagram.com/bogotah_/

MS Metal Agency

O guitarrista da baixada santista, Luiz Oliveira, lançará seu novo videoclipe no dia 12 de outubro, Dia das Crianças, com um ingrediente propício em comemoração a essa data. Seu filho, Nicolas Oliveira, de apenas 9 anos de idade, participa cantando e tocando bateria na faixa “Nico Sorriso”, que foi originalmente gravada em 2012 no primeiro álbum autoral e solo de Luiz, “Ohana”, disponível agora em CD físico pela Die Hard Records. A escolha dessa data também é um motivo especial, pois Outubro, além do dia das crianças, é o mês de Sta. Terezinha das Rosas, santa importante e uma das grandes forças motrizes na batalha pela chegada do pequeno Nicolas na família.

Link da estreia de “Nico Sorriso”:

“Ohana”, termo havaiano que significa família (englobando aí não só laços de parentesco, como também aqueles através de nossas escolhas, todos cooperando entre si remetendo a ideia de uma tribo), é um álbum conceitual com 9 faixas que mergulham em diversos estilos musicais, se propondo a unir a energia do Rock, as sutilezas da música brasileira e do Jazz, a complexidade do Rock Progressivo e a alma das improvisações do Blues, tudo temperado com sua técnica bastante singular de tocar guitarra, batizada de “Melting Guitar”, e as participações especiais de Mozart Mello, Michel Leme, Mauro Hector, Zuzo Moussawer, Binho Harris e Bruno Conde.

Adquira o CD físico “Ohana” em:
https://rebrand.ly/luizoliveira_ohana_buy

A faixa original “Nico Sorriso”, lançada em “Ohana”, foi composta por Luiz num período de sua vida onde, junto com sua esposa, passou por muitas batalhas para conseguir o dom da paternidade e, após essa graça ser alcançada, nada mais justo que fosse registrada em forma de música. Inclusive, algumas vozes e batuques de Nicolas, com 3 anos de idade na época, foram inseridas na faixa.

Para esse novo lançamento em videoclipe, seguindo a temática de celebração à família de “Ohana”, Luiz regravou as partes de vozes de Nicolas, agora com 9 anos de idade, para uma nova versão de “Nico Sorriso”, que ainda teve a brilhante participação do filho com novas linhas vocais e de bateria criadas pelo próprio!.

A nova versão de “Nico Sorriso” é uma composição autoral de Luiz Oliveira que foi gravada no Cabeção Music, em São Paulo, produzido, mixado e masterizado por Caio Fernandes, com participação de Elizeu Custódio (baixo) e Nicolas Oliveira (vocal/bateria). A gravação, direção e edição do videoclipe ficou à cargo de Gabriel Panza e Fran Matos (Wave Studios, Santos/SP), e teve como apoio a Loja MusicaL Store, Cordas Solez (endorser do músico) e Wizard Luthier.

Mais Informações:

Luiz Oliveira é uma das grandes referências da guitarra santista. Iniciou sua carreira artística no início dos anos 2000, com destaque para o grupo de rock progressivo Metal Jam, onde conquistou notoriedade em importantes veículos de comunicação do Brasil e exterior, bem como álbuns distribuídos em 5 países e que conquistaram a crítica especializada. Durante sua carreira de quase duas décadas, dividiu palco com grandes nomes da música instrumental e do meio rock e metal nacional, como Edu Falaschi, Mozart Mello, Michel Leme, Zuzo Moussawer, Cacá Barros, Cristopher Clark, Mauro Hector, Maestrick, Dani Varani (substituindo Edu Ardanuy), entre outros. Além de receber elogios de grandes nomes da música mundial como Jason Becker (em sua própria página do Facebook) e Michael Angelo Batio, esse em evento na qual Luiz fez a abertura.

Como guitarrista solo, gravou em 2012 seu primeiro solo, o conceitual “Ohana”, com tem centralizado à família, onde cada faixa é dedicada a um determinado estudo musical, como técnicas híbridas, afinação DADGAD, fingerstyle, palhetada híbrida, bem como ‘Melting Guitar’, técnica desenvolvida pelo próprio músico. Junta-se a isso harmonias desafiadoras, muitas improvisações e intenções sonoras que convidam o ouvinte a uma jornada musical. É, sem dúvidas, o trabalho de Luiz Oliveira mais emocional e ambicioso em termos de desafios musicais, com riffs, grooves, harmonias e solos técnicos, propondo uma fusão de muitos estilos musicais sem perder sua identidade sonora. 

“Cada música de “Ohana” é para uma pessoa que está no meu coração. Acho que esse trabalho tem uma missão de mostrar como o amor pode vencer tudo. É uma história real e sinto que pode ajudar muitas pessoas neste momento em que vivemos”, afirma Luiz Oliveira.

Fundador do Instituto Luiz Oliveira Guitar Team, atua como professor de música há mais de 15 anos, sendo responsável pela formação de inúmeros músicos da baixada santista, incluindo professores do próprio instituto. Foi responsável pela trilha sonora da encenação da Fundação da Vila de São Vicente (2012), considerado o maior evento teatral em areia de praia do mundo, contando com um grupo de cerca de mil atores e que foi estrelada por grandes nomes da dramaturgia brasileira, como Francisco Cuoco, Humberto Martins, Alexandre Borges, Werner Schunemann, Julia Lemmertz, Cecil Thiré, Isadora Ribeiro, Ney Latorraca, Luigi Baricelli, Bianca Rinaldi, Ary Fontoura, entre outros.

Mídias Sociais/Contatos:

Site: www.luizoliveira.net
Instagram: www.instagram.com/luizoliveiragtr
Facebook: www.facebook.com/luizoliveiraguitar

Fotos por Thiago Cardeal e Juliane Paixão

Fonte: JZ PRESS

KK’s PRIEST, a banda composta pelo renomado ex-guitarrista do Judas Priest, KK Downing, e o ex-vocalista Tim “Ripper” Owens, ao lado dos colegas Tony Newton, AJ Mills and Sean Elg. está feliz em anunciar o lançamento de seu muito aguardado álbum de estreia SERMONS OF THE SINNER. O disco foi lançado via Explorer1 Music Group/EX1 Records nesta sexta-feira, dia 1 de outubro de 2021.  

Juntamente com o lançamento do álbum, vem o clipe épico de 9 minutos para o single “Return of the Sentinel”. Com referências aos grandes nomes da ficção científica, o lyric video parece uma combinação dos melhores elementos de cada um deles. “A música e o clipe de “Return of the Sentinel” definem todo o som e a imagem da evolução do metal verdadeiro e clássico… Metal que é uma parte muito importante de todos nós que estivemos juntos nesta jornada maravilhosa”, explica Downing.

O álbum e a banda foram recebidos de braços abertos pela comunidade do Metal. Dizer que a reação ao disco foi ótima é subestimar…

“Isso soa como o clássico Priest? Sim… Mas ainda é original? Com certeza é. E é realmente por isso que esse álbum atinge a marca tão bem. É tão familiar, mas fresco ao mesmo tempo. KK e seus amigos realmente alcançaram o ponto ideal aqui.” – Metal Insider

Os fãs podem adquirir o álbum de estreia em vários formatos, incluindo uma edição limitada exclusiva de Metal Vinyl autografado (Silver Disc) com Álbum em CD bônus, através da loja online da banda AQUI. O disco pode ser ouvido em todas as plataformas digitais de streaming.

“Não tenho dúvidas de que, se você gostou das faixas que já foram lançadas, vai adorar o disco inteiro. Não importa o que aconteça, nós definitivamente temos outro disco de puro Heavy Metal em nossa coleção.” – Metal Pilgrim

KK’s Priest lançou um álbum com um som moderno que remete ao que os fãs sempre amaram em KK Downing e sua música e que ainda soa fresco, incluindo a abertura do disco em alta velocidade “Hellfire Thunderbolt”, a faixa-título “Sermons of the Sinner”  e “Wild And Free”, que revela a paixão e o excesso que os fãs de metal abraçam. A guitarra é intensa e inspiradora, e a banda está disparando em todos os cilindros. SERMONS OF THE SINNER é uma declaração musical de que a jornada de heavy metal de KK Downing está longe de terminar após seu longo hiato. “Todo o conceito é o fato de eu continuar orgulhosamente a ser quem sou e o que sou e a fazer o que faço”, declara KK. “Já se passaram quase 10 anos. Estou de volta fazendo música.”

“Sermons of the Sinner apresenta o violento trabalho de guitarra de Downing em abundância, sem falta de estrondosos riffs abafados e leads escaldantes em seu arranjo de metal clássico com infusão de thrash.” – Guitar World

KK’S PRIEST fará uma turnê mundial assim que as restrições atuais forem suspensas. Detalhes da turnê serão anunciados.

Conecte-se com KK’S PRIEST via…
Website – www.kkspriest.com
Facebook – www.facebook.com/KKsPriest
Twitter – https://twitter.com/KKsPriest
Instagram – www.instagram.com/kkspriest

SOBRE KK’S PRIEST:

KK Downing voltou ao palco em agosto de 2019, quando seus ex-companheiros de banda haviam recebido o prêmio Heavy Metal Hall Of Fame no festival Wacken Open Air naquele verão, e o membro do conselho do HMHOF, Steve Goldby, queria dar ao guitarrista seu prêmio em Bloodstock. A partir daí, a conversa levou Downing a tocar algumas músicas com Ross The Boss. A apresentação eletrizou a multidão e revigorou Downing. Em novembro daquele ano, ele fez um show em Wolverhampton, Reino Unido, com o ex-vocalista do Judas Priest, Tim “Ripper” Owens, o ex-baterista Les Binks, o baixista do Megadeth, David Ellefson, e o guitarrista de Hostile, A.J. Mills. Downing produziu dois álbuns para a última banda. Abrangendo o catálogo do Judas Priest, este show excelente e bem-sucedido enviou ondas de choque por todo o mundo do metal: K.K. estava de volta e os fãs estavam claramente famintos por mais. Em vez de simplesmente confiar em seus sucessos anteriores e ir para a estrada tocando músicas clássicas do Judas Priest, o renomado guitarrista fez o que sempre fez – criou novas músicas.

Catto Comunicação

The Vegan Cannibals | the loudest and heaviest 3D animated band in history! So loud, you may turn the volume down! Five Crazies from the bottom of the planet forging their way through life to keep the band together!Music, Comics, Videos, Mechanize, and more to come!!

Check out this video!

Follow the band at these links:
http://www.thevegancannibals.com/
https://open.spotify.com/artist/6XwiHMoPPalaXaKM1neXdu
https://www.youtube.com/channel/UC5Mc9eS76EQk5_1jHQxXx0A
https://music.apple.com/us/album/the-turnip-album/1533930571
https://www.facebook.com/TheVeganCannibalsBand
https://www.instagram.com/the_vegan_cannibals/

Against PR

THUNDERSPELL: Banda participa de tributo ao Raven

Publicado: 28/09/2021 por Pedro Mello em Uncategorized

Após participar dos CDs Tributos “Going To Brazil…. The Brazilian Tribute To Motorhead” (com a música “One Nigth Stand”), “For Those About To Brazil… The Brazilian Tribute To AC/DC” (com a música “Heatseeker”) e “Brazil Painted Blood…The Brazilian Tribute To Slayer (com a música “Tormentor”) todos lançados pela gravadora Secret Service Records.

O THUNDERSPELL confirmou sua participação em mais um CD tributo, dessa vez à banda britânica de Heavy Metal Raven. O álbum foi lançado dia 23 de setembro primeiramente no Japão. O disco “All For Raven – The Tribute”, será disponibilizado mundialmente no próximo dia 05 de outubro pela gravadora Inglesa, L.A. Riot Survivor.

′′All for Raven – The Tribute′′ é o primeiro álbum tributo à lenda inglesa da NWOBHM RAVEN. O grupo participou do disco com a música “Fire Power” (do álbum “Wiped Out” de 1982). O THUNDERSPELL é o único representante de toda América Latina presente no álbum ao lado de bandas clássicas como Sacred Steel, Avenger e Martyr, totalizando 12 grupos incríveis, representantes da Europa, EUA, África, América Latina e Ásia.

A versão japonesa já pode ser adquirida no site da ROCK STAKK RECORDS.

http://rockstakk.shop-pro.jp/?pid=163546035

Ou então pelo site da gravadora Inglesa LA Riot Survivor

https://lariotsurvivor.com/…/all-for-raven-the-tribute…/

THUNDERSPELL

Hugowar: Guitar

Leo Rodrigues: Vocals

Bruno Gibson: Bass

Nathan Carvalho: Drums

Bruno Tavares: Guitar

ACOMPANHE A BANDA:

. Website: http://www.thunderspellofficial.ml
. Youtube: https://www.youtube.com/thunderspell_official
. Facebook: https://www.facebook.com/thunderspellmetal/
. Profile: https://www.facebook.com/thunderspell
. Instagram: https://instagram.com/thunderspellmetal
. Deezer: http://www.deezer.com/album/90729692
. Spotify: https://open.spotify.com/artist/68fVME9DDmCGtTARnCZkTg
. SoundCloud: https://soundcloud.com/thunderspellbrasil

CONTATO:
. Email: thunderspell1@hotmail.com

Bruno Gibson

RENAN LOURENÇO: destaque no blog Mundo Metal BR

Publicado: 27/09/2021 por Pedro Mello em Uncategorized

O primeiro álbum do guitarrista RENAN LOURENÇO, “Inception”, segue se destacando no cenário brasileiro e mundial, desta vez sendo mencionado no blog Mundo Metal BR.

O guitarrista Renan Lourenço, da cidade de Londrina/PR, lançou o seu debut, “Inception”, no último dia 17 de maio. O projeto que teve início em 2017, finalmente, se consolidou. Contendo suas influências Metal/Rock/Blues/Fuzzion, as nove faixas mostram a competência de quem leva anos de estrada e experiência na bagagem. O full-length ainda conta com convidados especiais, o tecladista Derek Sherinian e os guitarristas Wander Lourenço e Edu Ardanuy“, indicou Cristiano “Big Head” Ruiz.

Para mais informações sobre as atividades do guitarrista RENAN LOURENÇO e dos demais artistas da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Links relacionados:

https://www.instagram.com/renan_lourenco_guitar/

MS Metal Agency

Após os ótimos resultados com o álbum de estreia End´evour e o recente EP ‘All The Evil’, a banda As The Palaces Burn está em estúdio trabalhando no novo disco, a ser lançado ainda este ano sob o comando do renomado produtor Adair Daufembach. “O trabalho que estamos desenvolvendo com a ATPB além de marcar uma evolução para a banda, vai impactar diretamente no cenário metal brasileiro e internacional”, ressalta o produtor.

Sobre o processo de gravação, o vocalista Alyson comenta: “O processo de produção final com o Adair e as sessões de gravação, está sendo incrível, nosso amigo produtor tirou o melhor de todos nós, a química rolou muito bem e estamos muito satisfeitos com o material que está se formando”.

Para marcar a nova fase da banda, As The Palaces Burn explora novos conceitos musicais e planeja lançar o novo álbum em duas partes, em edições exclusivas.

O grupo anunciou recentemente a nova identidade visual, feita pela Gigante Propaganda, e lançou o single “For The Weak”. “O single ‘For The Weak’, é uma amostra do que vamos trazer no novo álbum. A faixa aborda em seu tema a crise no âmbito geral da existência do ser humano, a cansaço mental somados à crise existencial”, explica o guitarrista Diego Bittencourt.

A banda segue com a ideia de lançar documentários sobre todas as produções, e apresentar conteúdo diferenciado para fãs e mídia especializada, por isso, As The Palaces Burn também disponibilizou em seu canal do Youtube o mini-documentário sobre a produção do novo single, com making of, curiosidades e relatos dos músicos. Assista AQUI.

As The Palaces Burn surgiu em 2018 com quatro músicos profissionais, idealizado pelo guitarrista Diego Bittencourt, que  baseou a sonoridade da banda com uma mescla de influências que vão desde o Heavy Metal tradicional, passam pelo Thrash Metal e culminam no Metal Progressivo, ousando colocar uma pitada de metal moderno, buscando assim um equilíbrio entre peso, melodia, ritmo e linhas vocais muito versáteis.

 A banda formada no Sul do Brasil iniciou a carreira em 2019 com o álbum de estreia  ‘End´evour’  , que alcançou grandes resultados na imprensa e entre os fãs, e ótimos shows de divulgação, incluindo abertura para as bandas Brujeria, Noturnall e Mike Portnoy. Em 2020, o grupo lançou seu mais novo trabalho para divulgar uma nova fase, o EP ‘All the Evil’, produzido pela própria banda no Estúdio IMGN e mixado e masterizado pelo renomado Adair Daufembach (Tony MacAlpine, Hibria, Project 46, Semblant, Angra, Claustrofobia).

Para mais sobre AS THE PALACES BURN visite os canais oficiais INSTAGRAMFACEBOOK e YOUTUBE.

Reverbera Music Media

A existência é repleta de camadas e sensações: da vitória à derrota, da queda à redenção e da decepção à aceitação. Ser alguém único e caminhar com suas próprias convicções, além de saber viver o agora, são algumas das mensagens que o BAYSIDE KINGS escancara – e às vezes dilacera coração e alma – por meio das quatro músicas do EP Existência, o primeiro em 10 anos de carreira em que o quarteto hardcore compõe em português.

O EP chega às plataformas digitais via Olga Music. Ouça Existência aqui: https://bfan.link/existencia-livreparatodos.

Junto ao EP é lançado o videoclipe da faixa Ronin, que a banda trata como o terceiro single do registro, após a faixa de abertura, Existência, e Miragem. Assista a produção aqui:

Cada música do EP traz um conceito sobre existir a partir de uma leitura do BSK. As faixas, cuja sonoridade está atrelada a um hardcore rápido e furioso (lançando mão de melodias e cadências quando necessário), funcionam e são inteligíveis tanto individualmente como uma sequência.

Existência, a música de abertura, é sobre o fortalecimento do indivíduo. Miragem é a busca utópica de um amanhã que nunca chega, sem perceber que o aqui e agora é o melhor momento.

Na sequência vem Ronin, que aborda a busca pelo valor da existência, que significa encarar decepções e escolhas ao longo do caminho. O EP encerra com a forte Alpha e Ômega, que tanto fala de desejos em se desprender de regras pré-concebidas pela sociedade, como também aborda perdas, da dificuldade em encarar o final de algo.

Além disso, Alpha e Ômega é a música de transição para o próximo EP, que mais para frente formará, junto ao Existência e outros registros, o álbum #livreparatodos. Tem, inclusive, a participação de Giovani Leite no piano, que executa um interlúdio.

No fim, uma dica valiosa do vocalista Milton Aguiar para se ouvir Existência: começar da última faixa, Alpha e Ômega, até Existência. “Tudo tem um sentido, que revelaremos de pouco em pouco. O BAYSIDE KINGS mostra que música pode ser mais do que só música: é uma ideia, um debate e uma lição de vida”, conta.

Videoclipe de Ronin
Com influência da dinâmica de Cães de Aluguel, um filme clássico do diretor Quentin Tarantino, o clipe e Ronin apresenta diversas questões acontecendo em um mesmo cenário.

Como ressalta a banda, a ideia é continuar a história do Caveirinha, que não é o mesmo do clipe de Existência, é um personagem novo. Ele aparece sendo abatido e levado para interrogatório por três pessoas obscuras.

“Estas três figuras representam pessoas já assimiladas pelo sistema e que negaram a própria existência para fazer parte de um regime total, por isso usam o saco na cabeça, como sem uma identificação, uma feição. Querem que o Caveirinha se torne como eles”, explica Milton.

Ao final do clipe, uma surpresa: é o espectador que vai vislumbrar o desfecho do conflito. “O indivíduo tem o poder de escolha, o poder de realçar e afirmar sua particularidade perante o sistema que tenta a todo custo arrancar sua essência e aniquilar sua existência”, completa o vocalista.

A mudança
O cenário sócio-político nacional de 2018, conta Milton, foi o ponto de partida para a mudança na forma de levar a mensagem do BAYSIDE KINGS. “O agora e o futuro daquele tempo demandava à banda atingir nosso público e ir além de quem já nos conhece, e com uma mensagem uniforme”.

As letras em português, portanto, é uma forma de conversa com outros públicos, outras culturas, além de estreitar a relação com a já sólida base de fãs e pessoas ligadas ao hardcore punk.

“Queremos abrir novos campos de diálogo”, revela o vocalista, que estudou as métricas do português para adequar a sua forma de cantar – bandas como Colligere e Mais que Palavras são algumas referências para este processo. O resultado está em Existência, em que cada palavra da música é entendida.

“Um recomeço, com a experiência e maturidade de 10 anos. “Queremos coisas novas e esse é o momento ideal”, completa Milton.

Ficha técnica
▪ Existência, o EP, foi gravada no TOTH, em Guarulhos (São Paulo)
▪ Mix, master e produção de Danilo de Souza e Fernando Uehara (músicos do Bullet Bane)

Acompanhe as novidades da BAYSIDE KINGS
https://linktr.ee/baysidekings

Tedesco Mídia

O sexteto de Nova Jersey FIT FOR AN AUTOPSY – formado por Joseph Badolato [vocais], Patrick Sheridan [guitarra], Timothy Howley [guitarra], Will Putney [guitarra], Peter Blue Spinazola [baixo] e Josean Orta Martinez [bateria] – anunciou seu sexto álbum “Oh What the Future Holds”. O álbum será lançado dia 14 de Janeiro pela Nuclear Blast. Faça o Pre-Save aqui:

www.nuclearblast.com/fitforanautopsy-owtfh

Hoje a banda divulgou o videoclipe para o primeiro single “Far From Heaven”. Assista o clipe aqui:

“Esta música pareceu uma introdução justa para o álbum, continuando por onde a gente parou criativamente de nosso último lançamento” comenta a banda. “Mesmo havendo mais momentos drásticos de dinamismo no novo álbum, ‘Far From Heaven’ entrega algo mais simples, com origens primais. Liricamente este álbum cava um pouco mais fundo em nossas lutas internas, mas esta música de uma forma tem mais representações literais e com mais fundamentos de nossas frustrações contínuas, principalmente de uma classe que falta em todas as facetas da sociedade. O poderoso videoclipe, dirigido por Eric Richter, é uma incrível adição á grande temática visual á inerente natureza obscura da música. Eu espero que vocês curtam – nós certamente curtimos.”Tracklist para “OH WHAT THE FUTURE HOLDS”

1.”Oh What The Future Holds”
2.”Pandora”
3.”Far From Heaven”
4.”In Shadows”
5.”Two Towers”
6.”A Higher Level Of Hate” 
7.”Collateral Damage”
8.”Savages”
9.”Conditional Healing”
10.”The Man That I Was Not”


FIT FOR AN AUTOPSY é:
Joseph Badolato – vocais
Patrick Sheridan – guitarra
Timothy Howley – guitarra
Will Putney – guitarra
Peter Blue Spinazola – baixo
Josean Orta Martinez – bateria

Reverbera Music Media