mevoi: reflete sobre a ideia de normalidade com ironia e psicodelia

Publicado: 19/01/2022 por Pedro Mello em News
Tags:,

Após a estreia do mevoi com a música e o videoclipe de ‘Serguei’, o artista e pesquisador Ciro Lubliner apresenta ‘Velho Normal’ como o segundo single – também com clipe – do seu novo projeto de art rock.

Diferente da primeira composição, mas em sintonia direta com o conceito de arte expansiva da banda, ‘Velho Normal’ possui uma estética mais psicodélica, que flerta com a música alternativa por meio de synths e programações, além de um baixo acentuado, marcante como em canções de country music.

Ouça aqui: https://tratore.ffm.to/velhonormal.

‘Velho Normal’ chega às plataformas de streaming por meio do selo Abbey Roça junto a um clipe em animações em 3D, intercaladas com cenas reais do artista.

Assista ao videoclipe:

A letra traz um contexto de pandemia a partir de um tema que é atemporal. ‘Velho Normal’, de forma poética e leve, até mesmo usando da ironia, rejeita a ideia de normalidade.

Nesta faixa, a penúltima antes do lançamento do EP, agendado para fevereiro deste ano, Ciro provoca e critica a incessante tentativa das pessoas em normalizar os absurdos do humano como uma forma de amenizar situações e aflições.

O álbum
O mevoi nasceu com “Serguei”, lançada em dezembro de 2021 (ouça aqui) e continua em 2022 com novos singles, até chegar o álbum.

Algumas músicas destacam uma veia mais psicodélica, como a ‘Velho Normal’, enquanto outras apostam na introspecção e reverberam um cativante art rock.

O disco, já intitulado “Seja lá o que isso Seja”, acontece no próximo mês de fevereiro, mas um outro single aparecerá antes!

Sobre Ciro Lubliner
Ciro Lubliner é músico, pesquisador e tradutor e tem trabalhos no campo do cinema, onde participou da realização de curtas-metragens de ficção e documentários.

Na música, a jornada começou em 2006 com a banda Canções para um mundo sem Humanos, formada na cidade de São Carlos (interior de São Paulo) e que durou até 2008. Era um power trio, com Ciro (guitarra/voz), Hiro Ishikawa (bateria/teclado/voz) e Marcos Pio (baixo/voz). A banda lançou dois singles, “Let’s Take a Walk” e “The Clown’s Howl”, além do EP “canções”, com cinco faixas.

Em seguida, a partir de 2010, Ciro formou e entrou como guitarrista e vocalista na banda de rock alternativo Ladies & Gentleman, um quarteto que era completado por Gabriel Nanbu (guitarra e vocal), Caio Kenji (baixo) e João Paulo Paixão (bateria e vocais).

A Ladies, com letras em inglês, trazia na sonoridade os ecos do punk e de bandas alternativas dos 90, além de garageiras sessentistas. Nos arranjos, riffs pesados, solos grudentos, vocais estranhos, baixo-distorção, guitarras gentis.

O primeiro EP do Ladies & Gentleman, “Here They Are…”, foi gravado ao vivo no Z7Studio, de Tadeu Martinez, e lançado na internet em 2011. No início de 2013 foi lançado o segundo EP, intitulado “Silence, and Scents, and Sins”.

Já em 2015, com Hiro Ishikawa na bateria, o mesmo Hiro que está ao lado de Ciro no mevoi, o Ladies & Gentleman lançou seu último EP, “lost is all we are”, gravado no Estúdio Lamparina, produzido por Guto Gonzalez e que conta com a participação de Luciana Crepaldi (vocal).

mevoi nas redes sociais
http://www.instagram.com/cirolubliner.mevoi

https://linktr.ee/cirolubliner

Tedesco Mídia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s