Ego Absence: Modernizando o Power Metal em seu álbum de estreia

Publicado: 27/10/2021 por Pedro Mello em News
Tags:,

Um dos grandes problemas que o Power Metal enfrentou nos últimos anos foi a saturação de bandas do gênero praticando uma fórmula há muito tempo desgastada. Não que a vertente mais fantasiosa do Metal tenha perdido sua relevância, mas o excesso de repetição dos principais elementos que o caracterizam acabaram por tirá-lo de evidência entre seus irmãos que seguiram se reinventando.

Buscando dar uma nova perspectiva para este cenário, muitas bandas vem inserindo novos elementos e até mesmo repaginando algumas das fórmulas do Power Metal. No Brasil, uma das bandas que se destaca nesse aspecto são os paulistas da Ego Absence, que criou algo que vem sendo denominado pela banda e pelos seus seguidores de Modern Power Metal. Essa alcunha não é de maneira alguma vazia e presunçosa, refletindo a sonoridade da banda de maneira muito verdadeira e carregada de um propósito em se comunicar com seu ouvinte de modo bastante profundo, mas de fácil identificação.

Com 5 anos de estrada, a Ego Absence lançou em 2020 o seu primeiro full-length, “Serpent’s Tongue”, que obteve boa recepção da crítica e formou uma bela base de admiradores de seu trabalho, tendo inclusive sua distribuição realizada de maneira física no competitivo mercado japonês pela Disk Union e permitindo à Ego Absence ser escolhida como abertura da clássica banda italiana Vision Divine, em sua passagem pelo Brasil em Março de 2020, tocando no Carioca Club, em São Paulo.

Além da sonoridade bastante singular, a Ego Absence preocupa-se também em abordar em suas letras situações e sentimentos mais cotidianos, reflexões acerca da vida e discussões relevantes sobre questões que permeiam a condição humana, imprimindo ainda mais propósito à sua obra.

Liderada pelo seu fundador, o vocalista Raphael Dantas, a Ego Absence lançou em 2015 o seu primeiro single, “I Am Free”. Em 2016, com a entrada do guitarrista Guto Gabrelon, a banda começou trabalhar em novas composições e em 2019 foram lançados os singles “On The Run” e “Let It Burn”, este último antecipando aquele que viria a ser o debut da banda, lançado em 2020. Hoje, além de Raphael e Guto, a Ego Absence conta com Augusto Bordini na bateria e André Fernandes no baixo, formação que pode ser vista em ação no videoclipe oficial da música “G.O.D.”, gravado no show de lançamento do álbum.

O disco de estreia da Ego Absence é um álbum muito sóbrio e equilibrado, com uma proposta clara de que menos é mais, não pecando nem pelo excesso nem pela ausência de conteúdo, permitindo-se tocar a alma do ouvinte desde a melodia mais simples até o arranjo mais rebuscado, priorizando sempre o feeling ao virtuosismo infundado. Todas as composições são memoráveis e tocantes à sua maneira, seja num refrão grandioso, num riff inesquecível ou em qualquer outro elemento propositalmente pensado para cada passagem de cada composição. Confira abaixo:

Hell Yeah! Music Company

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s