Dark Asylum: “Deep In The Madness” (Resenha/Review)

Publicado: 09/07/2021 por Pedro Mello em News, Resenhas CD's, Uncategorized
Tags:, ,

A Dark Asylum surgiu em 2003 com a proposta de fazer boa música e divertir o público. A banda foi idealizada por Aparício “Dark” Neto no vocal, e contava inicialmente com Leonardo “Babyface” e Vilmar “The Teacher” Gusbeti nas guitarras e Jonas “Devil Son” Torres no baixo.

A banda participou de vários festivais de renome e entrou em estúdio (Marquise 51) em 2007, onde gravou dois EPs. Após a gravação, a banda se diluiu, por uma série de motivos, e deixou um vazio muito grande nos fãs e em Aparício. Este vazio fez com que o vocalista reativasse a banda depois de treze anos, recrutando os guitarristas “William “The Axe Murderer” Leite e Ângelo “Angel Of Death” Gobbi e o baixista John “Doomslayer” Xavier. Um fato curioso é que a Dark Asylum nunca possuiu um baterista fixo, mesmo hoje com uma reformulação quase que total da banda.

Celebrando o passado e inaugurando uma nova fase, Aparício lança então “Deep In The Madness”, EP com 5 faixas, que conta com a formação inicial da banda e o baterista Everson Krentz. A proposta do EP é bem interessante e convidativa, “e se existisse um lugar, …, um hospício sombrio, feito de puro Heavy Metal e erigido por um semideus metálico…?”. Essa é a história por trás de “Deep In The Madness”.

O trabalho artístico da capa ficou a cargo de Gunther Natush e me remeteu muito a explosão de quadrinhos nacionais ocorridas em meados da década de 90, e particularmente gostei bastante. A arte tem vários detalhes espalhados com pistas sobre as influências da banda, um deleite para os fãs de Heavy Metal. A produção ficou a cargo de André Brasil.

Desta vez vou direto ao ponto. Não tem como você não mover o pescoço ouvindo “Deep In The Madness”, só consigo imaginar o caos, no bom sentido, que deve ser isso ao vivo. São quatro músicas com um alto nível de qualidade e sonoridade. Tudo coeso e ligado ao conceito do álbum.

Não tem como falar que alguma faixa se destaca, é Heavy Metal em sua essência, com ótimos riffs, com uma pegada forte, ótima cadência. Os solos fazem sentido nas músicas e não é só um exercício de ioga, ou yoga, o que você preferir, do guitarrista. O trabalho rítmico do baixo e bateria é matador e o vocal tem a entonação correta para a urgência que cada música pede.

Feito por amantes do Heavy Metal e indicado para todo apaixonado e ensandecido fã de Heavy Metal.

Para saber mais sobre a Dark Asylum acesse:

https://www.instagram.com/darkasylumofficial/

https://www.youtube.com/user/deepinthemadness

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s