No One Spoke: ” 9 Nine Mirrors” (Resenha/Review)

Publicado: 17/05/2021 por Pedro Mello em Uncategorized

“9 Nine Mirrors” é o primeiro álbum da banda catarinense No One Spoke. São pouco mais de 47 minutos em um álbum com o melhor do Symphonic Metal.

Não, não é exagero! A banda formada por Carla Domingues (Vocais), Thiago Gonçalves (Teclado), Iva Giracca (Violino), André Medeiros (Guitarra), Artur Cipriano (Baixo) e Gabriel Porto (Bateria), todos com anos de experiência em seus instrumentos, conseguiu um resultado animal.

O registro traz uma parte gráfica bem bonita, concebida por Daniel Meurer, e gravado, masterizado e mixado por Renato Pimentel no Magic Place Studio, entre os meses de Novembro e Dezembro de 2020. A pré produção ficou a cargo de Daniel Porto.

O álbum inicia com “Bridge To Sanity”, que tem um instrumental flertando com o prog metal, e em seguida, a adição belíssima do violino de Iva. Na sequência, a voz de Carla inunda os ouvidos do ouvinte de forma suave, e lógico, comparações serão cabíveis a nomes como Simone Simmons e Floor Jansen. Excelente início.

“Blue Way” tem um belo dedilhado de violão em harmonia com o violino. O entrosamento da banda é bem preciso, e a sonoridade se mantém constante em “Fear Of Regret” e aumenta um pouco o peso em “Sigh”, primeiro clip da banda e que tem uns riffs de guitarra que me fizeram lembrar o Megadeth, mas de forma sutil. O destaque aqui fica pra linha de baixo.

“Rise Again” antecede a belíssima “Trust Yourself” – que balada! – “Final Breath” é quase uma faixa instrumental e serve de ponte para “Milonga Para Las Reinas” que retoma o peso. Na verdade é a mais pesada do álbum. A faixa também ganhou clip e foi lançado no dia internacional das mulheres. Fechando o álbum, o cover para “Rainbow In The Dark”, clássico gravado por Ronnie James Dio no clássico álbum Holy Diver. A canção conta com a participação do baixista Rudy Sarzo.

A No One Spoke não deve nada a nenhuma banda gringa e certamente vai ser em breve uma das maiores referências ao estilo no Brasil. A banda é bem técnica e entrosada, todos tem seu momento de holofote, nada é excessivo. Os violinos são usados a todo momento dando coesão e fazendo com que a sonoridade seja parte da identidade da banda. Indicado para os amantes da fusão entre o erudito e o metal.

Faixas:

1.​ Bridge to Sanity
2. Blue Way
3. Fear of Regret
4. Sigh
5. Rise Again
6. Trust Yourself
7. Final Breath
8. Milonga para las Reinas
9. Rainbow in the Dark (Dio Cover)

Para conhecer mais sobre a banda acesse:

https://www.noonespoke.com/

E para ouvir “9 Nine Mirrors”:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s