Nonconformity: Thrash Metal na Veia

Publicado: 07/05/2018 por Pedro Mello em News, Uncategorized
Tags:,

Nonconformity-3-800x445

A banda Nonconformity tem apresentado este ano uma atividade que vai além dos palcos, seu thrash metal esta cruzando fronteiras e esta demanda de informações não é atoa pois a procura por noticias sobre seu trabalho vem crescendo a cada semana que se passa, sinal de que a internet horas tão mal falada por atribuir a pirataria do mp3 a perdas financeiras de gravadoras e bandas no mundo todo vem sendo uma ferramenta de disseminação para o Nonconformity de extremo diferencial, a banda esta entrando no mercado digital mesmo tendo o álbum shackled lançado por 3 gravadoras sendo elas o Hurricane records, Violent records e Rock animal, conversamos com Adriano Zietlow (Guitarrista) sobre a atual fase da banda e os planos futuros para seus próximos lançamentos confira a entrevista a baixo:

01- A banda esta a um bom tempo em atividade, mesmo com algumas mudanças no line up com o passar do tempo a banda ainda se mantém fiel ao seu estilo, como são escolhidos os caminhos de criação antes da gravação? Todos opinam ou isso é parte do contesto da banda?

Primeiramente gostaríamos de agradecer a oportunidade desta entrevista, bom nosso processo de criação nesse álbum funcionou basicamente de um riff de guitarra e a partir dai fizemos uma espinha dorsal da música depois os outros membros foram colocando seus riffs passo a passo conforme iriamos compondo.

02- Ao escutar o Álbum Shackled é possível perceber uma crescente de violência nas letras a cada faixa que se passa do álbum, isso é conceitual da banda ou a ideia era retratar uma sociedade vazia e cheia de interesses?

Sempre procuramos falar em nossas letras os calos da sociedade, sempre achamos esses temas bem ricos para serem explorados nas letras e no final giramos sempre em torno da hipocrisia da sociedade.

03- A terceira faixa do álbum “Culmination of the wretched” tem um clipe disponível nas redes sociais, fale um pouco sobre como foi idealizado o roteiro.

Nesse clip queríamos passar a ideia de uma pessoa vivendo uma dualidade na sua mente e como é uma letra forte tentamos passar isso, um pouco de inconformidade com as coisas que acontecem aos nossos olhos. 

04- O álbum foi lançado por 3 gravadoras e só agora a banda esta trabalhando na divulgação dele, ao que se deve este atraso?

Umas das coisas mais difíceis de fazer é a distribuição de um álbum pelo menos aqui no Brasil, existem vários fatores como dinheiro pois os custos são muito altos e como foram lançados por 3 selos perdemos um pouco do controle de como tem sido lançado nosso álbum.

05- O lançamento do Single “Conformicide” pode ser considerado uma forma de fomentar o trabalho da banda no sentido de levar o álbum para estrada já que recentemente foram anunciados alguns shows e que inclusive estão trabalhando com agenda fora do estado?

Precisamos estar sempre lançando algo e ainda mais nos tempos em que estamos vivendo cada vez mais inseridos na internet com isso se abrem muitas portas em outros estados.

06- Antes de preparar esta entrevista, como é de costume da nossa redação sempre apreciamos o trabalho da banda antes de efetuar as questões, a faixa “Inborn Evil” acreditamos ser a unica musica deste trabalho que não foi arquitetada na mesma época das outras faixas, fale um pouco sobre isso.

Esse álbum foi escrito ao longo 6 ou 7 anos então muitas coisas foram soando diferente ao longo do tempo “Inborn evil” acabamos modificando de última hora na gravação e ficou ótima teve parte que foi escrita na hora.

07- Este trabalho é disseminado através de alguma distribuidora além da própria banda? Existe um link além do Youtube a qual se possa conhecer mais sobre a banda?

Fazemos nós mesmos a divulgação e o dominiinferi.com que nos divulga mundo afora, temos nossa página no Facebook, soundcloud, twitter e estamos aprontando mais algumas plataformas de divulgação a serem lançadas no próximo trabalho.

08- Em Portugal não é permitido o download de musicas através de plataformas não oficializadas pelas bandas, como isso é trabalhado no Brasil com o Nonconformity?

Aqui no Brasil não há problemas em baixar músicas até onde sabemos e como estamos iniciando nossa divulgação precisamos levar nosso trabalho à todos sem restrições, temos uma ótima ferramenta que é a internet então temos que aproveitar.

09- O single recentemente lançado tem uma característica avaliada por nós como excelente, além da musica conter uma produção cirúrgica e bem moderna aparentemente parece fugir um pouco da elaboração que foi apresentada no album, fale sobre este processo.

Realmente não podemos afirmar que será a tendência da banda pois temos muitos elementos misturados a nossa música e queremos fazer algo com mais elementos de thrash metal, também gostaríamos de inserir alguns grooves.

10- O que podemos esperar para 2018? A banda pretende apresentar mais alguma novidade?

Pretendemos voltar a visitar os estúdios ate o final de 2018 e a partir para a gravação do nosso novo trabalho apresentar nossa musica ao maior numero de plataformas possível afim de buscar uma gravadora fora do Brasil.

Entrevista por Carl Weiss “Metal Sphere Magazine” em parceria com Wagner Santos via “Dominiinferi.com”

Soundcloud: https://soundcloud.com/nonconformity/
Facebook: https://www.facebook.com/nonconformitythrash/
Youtube: https://www.youtube.com/nonconformityofficial

 

Fonte: Wagner Santos // Domini Inferi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s