Lacerated And Carbonized: “NarcoHell”

Publicado: 25/01/2017 por Pedro Mello em News, Resenhas CD's, Uncategorized
Tags:, ,

NarcoHellatwk.jpg

“NarcoHell” é o último lançamento dos cariocas do Lacerated And Carbonized. Totalizando 38 minutos de duração, o álbum traz 13 porradas com letras que expressam a realidade do Rio de Janeiro. 

O nome do álbum é auto-explicativo. A capa traz um retrato do que a Cidade Maravilhosa tem a oferecer em seu cotidiano, belos pontos turísticos e a violência que a rodeia. E infelizmente esta é a realidade não só do Rio mas de muitas capitais no Brasil.

O terceiro álbum do Lacerated And Carbonized teve uma equipe luxuosa em sua preparação, o álbum foi produzido por Felipe Eregion e a própria a banda, a mixagem e masterização ficaram a cargo de Andy Classen (Tankard, Asphyx e Graveworm – só pra citar alguns), Daniel Escobar cuidou da engenharia de som e o guitarrista Caio Mendonça foi o responsável pela arte da capa.

Não pensem que pelo fato da banda ter esse dream team ao seu lado que o som dos caras abrandou. O Death Metal continua afiado e acredito que “Narcohell” seja o álbum em que a banda atingiu a maturidade, tornando-se assim uma banda tipo exportação.

O álbum abre com ‘Spawned In Rage’ e traz um Death Metal rápido e pesado, música curta e direta. A faixa título vem na sequência e tem como destaque as linhas vocais e as linhas de baixo. Bangu 3 traz a participação especial de Marcus D’Angelo, vocalista do Claustrofobia, a faixa é intensa e retrata bem o caos da cidade. ‘Severed Nations’ traz ótimas nuances de guitarra.

O álbum segue com ‘The Urge’ e na sequência, ‘Broken’, mais uma faixa que conta com um convidado de respeito: Mike Hrubovcak (vocalista, Monstrosity). ‘Terminal Greed’, ‘Condition Red’, ‘Ruinous Breed’ e ‘Decree of Violence’ mantém a pegada e não decepcionam.

‘Parallel State’ é uma faixa instrumental que traz uma mescla de sonoridades nacionais com Death Meal. Fechando com maestria o álbum, ‘Hell de Janeiro’ e ‘Mass Social Suicide’.

Algumas bandas que optam por um som mais extremo, por vezes acabam se tornando bandas com um som enjoativo e maçante. O Lacerated And Carbonized traz ao ouvinte um Death Metal bem trabalhado, técnico e pesado, sem os exageros inerentes ao estilo. O ouvinte será capaz de ouvir três, quatro vezes, “NarcoHell”, na sequência. Altamente recomendado. Nota: 10. 

Faixas:

1. Spawned in Rage
2. NarcoHell
3. Bangu 3
4. Severed Nation
5. The Urge
6. Broken
7. Terminal Greed
8. Condition Red
9. Ruinous Breed
10. Decree of Violence
11. Parallel State
12. Hell de Janeiro
13. Mass Social Suicide

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s