THC Produções: Com Apenas 6 Meses de Existência, Nova Produtora Agita Cenário Rock e se Associa à Som Livre

Publicado: 27/12/2016 por Pedro Mello em News
Tags:,

thcsomlivre

A THC Produções, a mais nova produtora de eventos do Rio de Janeiro, formada pelos sócios Eduardo Chamarelli, natural de Resende e um dos pioneiros na cena metal do sul fluminense, atuando desde 1996, Marcio Barroso, carioca, novo na cena e se diz “arrastado” para essa loucura por seus dois colegas, e Themys Barros, carioca, guitarrista da banda Eros, uma das mais importantes da cena carioca no final dos anos 80, já atuou como produtor e trouxe ao Brasil pela primeira vez na década de 90 bandas referencias no gênero como Kreator e Morbid Angel,  anunciou oficialmente esta semana sua associação como editora com a Som Livre, uma das empresas gigantes na música nacional. A novidade surpreendeu muitos, pois segue uma linha musical diferente da adotada pela Som Livre, mas mostra que essa galera nova na cena carioca, pois atuam apenas desde julho deste ano de 2016, não está de brincadeira e vem para levar os estilos ligados ao rock a um novo patamar não só na cidade, mas no pais todo.

A maior prova dessa audácia foi o RIO ROCK FESTIVAL 2016 – EDIÇÃO HELL IN RIO que aconteceu nos dias 05 e 06 de novembro no Terreirão do Samba, isso mesmo, levaram as melhores bandas do rock carioca pela primeira vez a um dos símbolos do carnaval carioca. O Terreirão do Samba acostumado ao som dos pandeiros e tamborins, e ao colorido do carnaval mais famoso do mundo, deu lugar ao bom e velho Rock’n’Roll com suas guitarras e vocais muitas vezes guturais. Os jornais estamparam “O Terreirão veste preto” e “O Terreirão do Samba vira Terreirão do Metal”.

A iniciativa deste projeto entra para a história do rock nacional e coloca a THC Produções em destaque não apenas por conta do local onde ocorreu, mas também porque foi lançado através das redes sociais uma pesquisa com o público alvo do projeto perguntando inicialmente quais as bandas nacionais que o público gostaria de assistir nos palcos de um festival no Rio de Janeiro. Houve mais de 20 mil participações onde foram sugeridas mais de 200 bandas, onde algumas fizeram até “campanha” para poder se destacar. Destas sugestões a produtora iniciou as negociações com as bandas e começou a formar o cast do evento. Foi perguntado qual seria o valor justo para um festival com aquelas bandas nacionais sugeridas, o menor valor sugerido foi adotado como preço médio do festival. Comida e bebida tiveram preços populares, justos, indo na contramão de outros festivais, e as barracas do evento foram cedidas a entidades ligadas a cultura do samba, através da Associação de Barraqueiros do Terreirão do Samba. Isso sem falar que foi a primeira vez que a prefeitura do Rio de Janeiro apoiou de forma direta um evento do estilo. Ações inovadoras e inéditas na produção carioca voltada ao rock, e que trouxeram 17 das maiores bandas do Brasil ao projeto, dentre elas nomes consagrados com SEPULTURA, ANGRA, MATANZA, ALMAH, KORZUS, VELHAS VIRGENS, GAROTOS PODRES,OITÃO, do masterchef Henrique Fogaça, entre outras. Tudo isso em… 57 dias de projeto! Inacreditável.

2016-hellinrio-velhas virgens-foto_Thelma_Vidales-5858.jpg

Velhas Virgens no palco do Hell In Rio

Este foi apenas o segundo projeto da produtora, pois o primeiro foi o show de “nascimento” deles com a banda alemã PRIMAL FEAR e a franco-italiana LUCA TURILLI’S RHAPSODY.

O tamanho dos projetos pode remeter a uma produtora gigante, com grana para investir em seus projetos, mas os produtores mostram outra realidade: “Estamos nascendo e a produtora fez os projetos com a ajuda de parceiros, patrocinadores, investidores. Neste cenário rock do Rio de Janeiro as pessoas que atuam estão acomodadas e não buscam novos caminhos, tem preguiça de correr atrás para viabilizar os projetos. Nós queremos ser grandes e trabalhamos muito para isso. Não tem vida fácil, principalmente no rock… estamos aí pra correr atrás e fazer as coisas acontecerem” explica Themys Barros.

Depois destes projetos surgiu a notícia da associação da THC Produções com a Som Livre, produtora que desde 1969 atua no mercado como um “braço” da Rede Globo.

Como se trata de uma produtora voltada para o rock e o metal, inclusive os estilos mais extremos como o hardcore, o death, o black e o thash metal, essa associação chamou a atenção para a THC que deixa claro que veio para revolucionar o mercado. O produtor Eduardo Chamarelli explica este processo: “Nossas primeiras conversas se deram por conta do ramo Ao Vivo, onde buscamos novos caminhos para projetos como o próprio Hell in Rio e outros em construção. Este primeiro contrato que fechamos é em torno da Editora, onde trabalharemos o recolhimento dos direitos autorais dos artistas. Importante frisar isso porque muitas bandas tem nos procurado para produzi-los, ou para atuarmos como selo, gravadora, assessoria de imprensa, distribuidora, etc. Por hora não estamos atuando nestes ramos, apesar da empresa estar legalizada para isso, pois queremos estruturar de forma profissional o Ao Vivo da THC e agora ampliar a atuação como Editora, trazendo artistas e bandas para nosso cast sendo coeditora da som livre. Isso nunca se deu no rock e muito menos no metal nacional. As bandas nacionais do estilo nunca tiveram uma estrutura dessa a sua disposição, e as “gringas” poucas tem com eficiência. Vamos mudar isso com esta parceria. A Som Livre tem uma das maiores estruturas no mundo para efetivar esta captação e isso ajuda demais as bandas a se capitalizar. Enquanto isso a THC logicamente irá trabalhar para veicular a música de seus associados o máximo possível onde for viável para gerar mais direitos de recolhimento”

A produtora carioca está agora finalizando a pós-produção do Hell in Rio e iniciando as negociações para o Ao Vivo do primeiro semestre. Já está agendada para junho de 2017 a primeira tour internacional da THC com a banda portuguesa Moonspell, com shows em mais de 10 países da América Central e do Sul e estamos iniciando as negociações do Hell in Rio 2, que pode acontecer em 2017 ou 2018. Isso depende dos investidores e empresas envolvidas. Outra surpresa para 2017 será o Estúdio THC que está em fase de montagem em Itaboraí. Um de nossos parceiros mais importantes é a Garibaldi Produções, do Paulo Motta, que vai funcionar como um braço da THC Produções, principalmente na construção de projetos e acervos. Já temos aprovado o projeto do acervo do Cazuza e do João Donato, que estão em fase de captação de recursos. Paulo Motta tem experiência na área pois trabalhou em todos os projetos executados pelo Instituto Tom Jobim e vamos trabalhar com este know how. Outros projetos estão em construção e os artistas ou prefeituras interessadas podem nos procurar, independente do estilo.

Estas ações mostram que a THC Produções não está em nenhuma zona de conforto, e querem fazer o rock no país ser grande. “Estamos aqui para fazer a cena crescer. Trazer mais fãs para o estilo, incentivar a molecada na música e nas artes. O Brasil tem muita coisa boa, muita banda com qualidade de exportação. Queremos aquecer o mercado interno e explorar o mercado externo. Queremos profissionalizar o rock e ajudar os profissionais a se encontrarem dentro das mudanças por que passa o mercado fonográfico. Estamos chegando para somar e trazer de volta o rock para lugar de destaque nas mídias do país. Contem conosco” Finaliza Chamarelli.

 

PRÓXIMAS AGENDAS CONFIRMADAS:

Volta Redonda: 11/02/17 – Claustrofobia / Dfront AS / Monstractor / Eros

São Gonçalo: 12/02/17 – Claustrofobia / Reckoning Hour / Eros

Rio de Janeiro: 10/03/17 – Velhas Virgens

Resende: 11/03/17 – Velhas Virgens

Volta Redonda: 05/05/17 – Project 46

Ilha do Governador: 06/05/17 – Project 46

São Gonçalo: 07/05/17 – Project 46

América Central e do Sul: Junho – Moonspell

 

Informações:

THC PRODUÇÕES

E-mail: thc@thcproducoes.com

Site: www.thcproducoes.com

Fonte: THC Produções

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s