Soulfly: Noite de Muito Peso no Rio

Publicado: 11/04/2016 por Pedro Mello em Eventos, News, Resenhas Shows
Tags:, , , , , ,
04

Soulfly no Circo Voador

Noite de porradaria no Rio. – Esperem não é matéria sensacionalista! – Mas foi isso que rolou na apresentação da banda Soulfly. Mas o Soulfly não estava sozinho. Acompanhando a banda de Max Cavalera, estavam escaladas duas outras bandas nacionais de som bem pesado: Capadocia e Claustrofobia.

O Verão cisma em não abandonar o Rio de janeiro e a noite se apresentava quente. Ainda com o público chegando a primeira banda a subir no palco foi o Capadocia. A banda composta por Baffo Neto (Vocal / Guitarra), Marcio Garcia (Guitarra), Gustavo Tognetti (Baixo) e Palmer de Maria (Bateria) vem apresentando o álbum “Leader’s Speech” que agradou aos presentes.

A banda do ABC Paulista tem uma sonoridade pesada e boa presença de palco. As primeiras rodas já se formavam e arrancaram gritos com seu nome dos presentes. Um belo início de noite.

Troca rápida de equipamento e mais uma banda paulista sobe ao palco. Desta vez o momento era do Claustrofobia, banda que já conta com 20 anos de carreira e comemora a marca com o DVD, “Visceral 20 Years”. A banda dos irmãos Caio D’Angelo (Bateria) e Marcus D’Angelo (Vocal / Guitarra), sempre acompanhados de Daniel Bonfogo (Baixo), apresentava seu mais novo membro, o guitarrista Douglas Prado.

01

Max Cavalera

O Claustrofobia conta com uma gama de fãs bem grande e o público se encontrava já em maior quantidade. Conforme o Death Metal dos caras ia sendo tocado, rodas e rodas iam se abrindo e a empolgação se tornara generalizada. O interessante é que o fato dos caras serem muito bons no que fazem, o destaque fique para a sonoridade da banda, o cuidado com o som. Podíamos ouvir com clareza guitarras, baixo e bateria. Profissionalismo e respeito aos fãs.

Infelizmente, o set do Claustrofobia não foi completo devido ao tempo estipulado para a banda no palco. Outro fato inusitado, foi o stage dive mal sucedido de uma fã que acabou quebrando a perna em sua aterrissagem mal sucedida. Um show que deixou um gosto de quero mais no pescoço dos presentes.

E era chegada a hora do Soulfly, desta vez a banda de Max Cavalera (Vocal /Guitarra) vem divulgando seu mais novo álbum, “Archangel”. A sonoridade do álbum traz de volta a agressividade dos primórdios em que Max estava a frente do Sepultura.

Max é um cara carismático e sabe chamar o público para si. A troca de energia é fantástica. o show começou com uma trinca de músicas presente no novo álbum: ‘We Sold Our Souls To Metal’, deve virar um novo hino para a banda, ‘Archangel’ e ‘Ishtar Rising’.

03

Max Cavalera

Max sempre esteve acompanhado de bons músicos no Soulfly, e não haveria de ser diferente agora, acompanhando-o estavam o fiel escudeiro Marc Rizzo (Guitarra), Mike Leon (Baixo) e Juan Karlos Lora German (Bateria) substituindo Zyon Cavalera. Todos fazendo seu trabalho com maestria.

Além do novo álbum, vários discos do Soulfly foram lembrados, como no caso das execuções de Prophecy (homônimo de 2004), Master of Savagery (“Savages”, 2013),  Seek ‘N’ Strike (“3”, 2002) e Blood Fire War Hate (“Conquer”, 2008).

Os tempos de Sepultura foram lembrados com hinos como Arise, Refuse/Resist e Roots Bloody Roots. Certamente um set para agradar a todos os fãs de qualquer fase do líder Max. Max agitou bastante, pulou, dançou e chamou a galera pra dentro da tribo.

Uma bela noite de som pesado, dores no pescoço e zumbidos no ouvido. Além do mais, isso é Heavy Metal. Fugindo um pouco do que costumo fazer aqui, vale a parabenização a produção do Circo Voador pela insana e divertida promoção de ganhar ingressos para o show. Cantar marchinhas de carnaval em estilo gutural foi inesquecível. Pena que a senhorita que ganhou foi aquela que fez o stage dive mal sucedido.

Uma pena por ela ter perdido o show, mas parabéns por ter ganho a promoção, conhecido Max Cavalera e ter curtido insanamente o som das bandas de abertura, quem estava lá com certeza se lembrará.

02

Marc Rizzo e Max Cavalera

Soulfly Setlist: We Sold Our Souls to Metal / Archangel / Ishtar Rising / Blood Fire War Hate / Refuse/Resist (Sepultura Cover) / Territory (Sepultura Cover) / Sodomites / Master of Savagery / Guitar Solo / Prophecy / Seek ‘N’ Strike / Babylon / Tribe / Arise / Dead Embryonic Cells (Sepultura Cover) / No Hope = No Fear / Umbabarauma / Drum Solo / Roots Bloody Roots (Sepultura Cover) / Frontlines / Bis: Back to the Primitive / Troops of Doom (Sepultura Cover) / Ace of Spades (Motörhead Cover) / Bis 2: Jumpdafuckup / Eye for an Eye.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s