Belphegor: Black Metal na Capital Carioca

Publicado: 18/01/2015 por Pedro Mello em News, Resenhas Shows
Tags:, ,

PanBel

O clima não poderia combinar mais com a ocasião, um clima abafado, infernal, tomava conta da cidade. E foi nesta atmosfera que os cariocas receberam os austríacos do Belphegor no Espaço Acústica, Centro do Rio de Janeiro. Mais uma vez as honras de se iniciar o evento coube a banda Tellus Terror, que abriu o show do Behemoth que ocorrera no Rio e em São Paulo e a banda Demolishment.

Infelizmente não conseguimos chegar a tempo do show da Demolishment. A Tellus Terror, subiu ao palco e mandou mais uma vez o seu recado.  A banda que já se tornou a mais nova “ame-a” ou “deixe-a”, já ouvi ambos os comentários sobre a banda e diversos motivos que pendem para ambos os lados, mas enfim, a banda cumpriu bem seu papel, com uma apresentação correta e com o som bem ajustado a Tellus Terror levantou o público presente e fez com que todos que estavam dentro da casa “bangeassem” um bocado. Infelizmente a banda não contou com o mesmo público que tivera o Belphegor, atribuo ao alto calor da cidade, o que fez com que muitos ficassem do lado de fora da casa ouvindo o som e tomando uma “gelada”.

 DSCN0689

Terminado o set da Tellus Terror, alguns dos integrantes do Belphegor e alguns técnicos começam a preparar o palco. Aos poucos, Serpenth (Baixo), Martin Jovanović (Bateria) e Schoft (Guitarra) deixaram seus instrumentos de acordo, enquanto os roadies colocavam alguns elementos de palco.

Tudo ajeitado, a banda sobe e os moletons dão lugar as roupas de couro, spikes e as pinturas corporais, as famosas “corpse paint”. O último a aparecer é o guitarrista e vocalista Helmuth Lehner, totalmente recuperado de uma tifo adquirida em sua última passagem pela América do Sul.

A banda é muito carismática, o intenso calor fez com que já na terceira música, a maior parte das pinturas de Serpenth e Schoft perdessem para o suor, Helmuth e Martin até que conseguiram se manter. Conforme dito em entrevista ao RioMetal (https://riometalsite.wordpress.com/2014/11/21/belphegor-entrevista-com-o-vocalista-helmuth-lehner/), ficou mais do que notória a presença de elementos da NWOBHM (New Wave Of British Heavy Metal) nas novas músicas do Belphegor.

DSCN0548

Apesar do som não estar 100% perfeito, os austríacos foram extremamente profissionais e mesmo com o público não sendo tão grande em quantidade, a banda fez um extenso set, revisitando clássicos e apresentando novas canções. As músicas são bem enérgicas e foram correspondidas pelos presentes.

Helmuth realmente parece gozar de boa saúde e controla muito bem a banda, o som é pesado e técnico. Os caras realmente curtem estar ali. Helmuth por vezes parece entrar em um estado alterado, olhos revirados, vocais arrastados, como se possuído por uma entidade, em contraste, temos Serpenth com picos de frenesi, o que em determinado momento fez com que acertasse uma bela porrada no braço de Helmuth com seu baixo.

O público se portou como um gigante, músicas cantadas em uníssono, o nome da banda entoado, e a banda devolvia cada manifestação de apoio mesclando clássicos com as novas canções, fazendo com que a apresentação se tornasse um verdadeiro culto a arte obscura

 

Setlist Belphegor: Não Disponível Até o Momento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s