Uli Jon Roth: O Eterno “Scorpion”

Publicado: 31/03/2014 por Pedro Mello em Resenhas Shows
Tags:, , , , ,

e28a4-44653_545872502139565_2081745768_n

Na história das grandes bandas de música, de tempos em tempos aparecem músicos com qualidade suficiente para se dedicar a algo com sonoridade mais particular e que não está atento, e se importando, ao mercado. Um desses casos é o alemão Uli Jon Roth.

O alemão, que tinha como herói Jimi Hendrix, abdicou de toda a pompa e sucesso que o Scorpions começara a ter e decidiu optar por satisfazer sua alma musicalmente.

Ganhando o título de guitar-hero, Uli gravou álbuns que fizeram sucesso entre diversos públicos. Recentemente Uli passou pelo Brasil em uma turnê conjunta com Michael Schenker e realizou alguns shows em território nacional, agora em 2014, pela primeira vez em solo carioca, o alemão veio se apresentar no Teatro Rival, que está completando 80 anos e está com uma agenda de grandes nomes da música nacional em sua programação.

A noite estava meio chuvosa e o trânsito um pequeno caos, o Teatro Rival foi recebendo o público lentamente. Quando o show se iniciou, o público já tinha um bom número de expectadores e as mais diversas camisas com estampas do Scorpions e Jimi Hendrix.

A banda sobe ao palco composta por Niklas Turmann (Guitarra e Vocais), Jamie Little (Bateria), Elliott Rubinson (Baixo), Paul Rahme (Teclados e Backing Vocals), além obviamente de Uli Jon Roth (Guitarra e Vocais).

DSCN2701

Uli, Niklas, Jamie e Elliot

O público recepcionou bem a banda que começou o show despejando clássicos da banda Scorpions, vale lembrar que o título do show era: “Uli Jon Roth Plays Scorpions” – então o que mais podíamos esperar?

O som estava nítido e bem audível, uma das qualidades mais notáveis do Teatro Rival. Dava para se ouvir bem todos os instrumentos de qualquer ponto da casa.

Tendo na carreira álbuns de calibre como Fly to the Rainbow (1974), In Trance (1975), Virgin Killer (1976) e Taken by Force (1977), Uli estava munciado de forte poder de fogo. Músicas fortes e que marcaram toda uma geração que começara a descobrir o rock pesado na década de 70. 

É interessante como a figura de Uli Jon Roth se destoa da imagem que temos de “rockstars”, com um semblante calmo e um visual meio “riponga” o alemão tira notas suaves e fortes com naturalidade, sem fazer aquelas caras engraçadas e até mesmo feias de absurda concentração que outros guitarristas fazem.

Clássicos como Catch Your Train, The Sails Of Charon, In Trance, Dark Lady e Polar Nights relembraram um Scorpions mais pesado, longe das baladas que o fizeram ser um sucesso das FMs mundiais.

A banda se mostrou bem entrosada, tendo como gratas surpresas a técnica do baixista Elliot Rubinson e os backing vocals do tecladista Paul Rahme. Inclusive Rahme gerou muitos comentários sobre a posição dele na banda, muitos sugeriam que ele deveria estar na frente da banda e assumir os vocais.

DSCN2786

Uli Jon Roth

Quanto ao vocalista, e guitarrista, escolhido para a função, Niklas Turmann começou a noite tentando emular os vocais de Klaus Meine e logo desistiu optando por mostrar sua real voz. Não que Niklas seja ruim, mas novamente é o caso: ocupar duas funções não é muito fácil e as vezes uma das tarefas fica debilitada, neste caso os vocais, já que Niklas se mostrou um extraordinário guitarrista.

Jamie Little, e seu pequeno kit de bateria. Não! Não é um trocadilho, o cara mostrou serviço, fez grandiosos sons e não precisou de uma parafernalha absurda.

 Além da execução dos clássicos, Uli aproveitou para dar uma esticada em seus solos usando toda sua influência “Hendrixiana” deixando apenas para o bis alguns covers que o influenciaram e uma música autoral de sua carreira solo.

Uma noite agradável para os fãs de Scorpions, Jimi Hendrix e boa música. No final, Uli com a humildade de quem reconhece o valor de seu público, tirou fotos com os fãs e autografou discos além de mencionar que já pensa em voltar a cidade no ano que vem. Vamos esperar ansiosos.

Setlist: All Night Long* / Longing for Fire* / Crying Days* / Catch Your Train* / Sun in My Hand* / The Sails of Charon* / We’ll Burn the Sky* / Fly to the Rainbow* / In Trance* / I’ve Got to Be Free* / Top of the Bill* / Pictured Life* / Dark Lady* / Polar Nights* / Bis: All Along The Watchtower** / Little Wing*** /Atlantis.

* Cover Scorpions, ** Cover Bob Dylan, *** Cover Jimi Hendrix Experience.

DSCN2852

Niklas, Jamie e Elliot demonstrando suas técnicas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s